oleneva-600

Escrito por em 24 abr 2012 nas áreas Balé, Lateral, Movimento, Programação, Rio de Janeiro

Espetáculo nas escadarias do Municipal RJ é o ponto alto da celebração.

SERVIÇO

 

Palestra com Eliana Caminada e Helio Bejani

Saguão da Escola de Dança Maria Olenewa (100 lugares)
Rua Visconde de Maranguape, 15, Lapa.
Informação: 2224-6721

Entrada franca

Dia 27.04 -sexta, às 16h.

 

 

Espetáculo comemorativo

Escadarias do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano s/n°, Centro.

Dia 28.04 – sábado, às 16h.

Entrada Franca

Informações

Assessoria de Imprensa do Theatro Municipal : 2332-9238/2332-9228

 

Principal  incubadora de dançarinos clássicos do Brasil, a Escola de Dança Maria Olenewa, pertencente à Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro, vinculada à Secretaria de Estado de Cultura, completa 85 anos de existência. Ao longo destes anos, a escola fundada pela dançarina russa  tornou-se, comprovadamente, a mais importante Escola de Dança do País.

O programa inclui Fantasia Brasileira, com coreografia de Eric Frederic, as danças típicas Polka e Tarantela,Variação de Coppélia  seguido do pas de deux do terceiro ato e O Sonho, de Don Quixote. Na sexta-feira, 27 de abril, às 16h., haverá uma palestra na sede da Escola, na Lapa, com a pesquisadora Eliana Caminada (Formada pela Escola de Dança do Theatro Municipal e autora de diversos livros de história da dança) e o Diretor do Ballet do Theatro Municipal, Hélio Bejani. Eles vão falar da importância da instituição no cenário da dança nacional. Atualmente, a Escola de Dança Maria Olenewa é dirigida por Maria Luisa Noronha  e conta com 230 alunos, com idades entre 8 e 18 anos.

 

PROGRAMA

O programa do espetáculo contempla, de uma forma geral, o caminho que percorrem os alunos da Escola de Dança Maria Olenewa, durante o curso. A abertura se dá com Fantasia Brasileira, com música do pianista e regente norte-americano Louis Moreau Gottschalk (1829-1869). Sua Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro é baseada no original de Francisco Manoel da Silva, e foi dedicada à Condessa D’Eu, a Princesa Isabel. A coreografia do ballet  leva a assinatura de Eric Frederic e foi um dos pontos altos da apresentação que o Ballet do Theatro Municipal fez na Rocinha em dezembro passado.

Na sequência, os alunos do preliminar exibem Primeiros Passos, coreografia montada pelos professores Paula Albuquerque e Victor Siappei com exercícios aplicados na sala de aula. Depois, duas danças típicas, a Polka (com música de  J. Strauss) e a Tarantela (com música popular italiana), que integram o currículo da Escola, serão exibidas. Os alunos mais adiantados finalizam o espetáculo dançando trechos de  ballet de repertório. Variação de Coppélia (música de Leo Delibes) seguido do pas de deux do terceiro ato e O Sonho, de Don Quixote (música de Minkus).

 

Escola de Dança Maria Olenewa

Resultado do esforço da bailarina Maria Olenewa, primeira bailarina da Companhia de Dança Ana Pavlova, da Rússia, a escola foi fundada em 21 de abril de 1927. Olenewa dançou no Brasil pela primeira vez em 1918 e teve a ideia de fundar a primeira escola de dança do país. A bailarina levou o projeto à direção do Theatro Municipal, que encampou a iniciativa. A instituição iniciou suas atividades em prédio anexo do Municipal, onde funcionou até 1977. Em 1978, foi transferida para sede própria, na Rua Visconde de Maranguape, 15, na Lapa, onde permanece até hoje.

As aulas são divididas em quatro módulos: preliminar, básico, médio e técnico. A Escola Estadual de Dança Maria Olenewa conta com 230 alunos entre novatos e veteranos.

Ao longo de sua tradição na formação de profissionais da dança, a escola se orgulha dos bailarinos que se espalham pelo país e pelo mundo carregando o seu nome em suas histórias de vida.  Entre muitos que passaram por suas salas ao longo destas mais de oito décadas estão, entre outros,

– Roberta Marques – Primeira Bailarina Royal Ballet Londres
– Márcia Jaqueline – Primeira Bailarina Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Cláudia Mota – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Márcia Haydée  – ex-diretora e ex-primeira bailarina do Ballet de Stutgart, da Alemanha
– Letícia Oliveira  – Primeira bailarina do Houston Ballet, dos EUA
– Nora Esteves – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Áurea Hammerli – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Alice Colino – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Cristina Martinelli – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Heliana Pantoja – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Eleonora Oliosi – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Ruth Lima –  Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Ady Addor – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Maria Angélica – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Tamara Capeller – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Bertha Rosanova – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Dennis Gray – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Madeleine Rosay – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Priscila Mota- Theatro Municipal do Rio de Janeiro
– Isabel Seabra – Primeira Bailarina  do Teatro Alla Scala de Milão
– Celisa Divana – Royal Ballet

Além das atrizes

Bibi Ferreira, Eva Tudor, Suzana Faini, Angela Vieira, Danielle Suzuki

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>