Escrito por em 26 set 2014 nas áreas Cinema, Minas Gerais, Programação

Vencedor do Prêmio APCA 2013, (categoria Melhor Musical Infantil), e do Prêmio FEMSA, (categoria Especial da divulgação de compositores brasileiros eruditos e populares).

 

SERVIÇO

 

Grande Teatro do Cine Theatro Brasil Vallourec.
Buy Rua Carijós, 258- Centro Buy
Informações para o público: (31) 3201-5211

Dia 04 de outubro (sábado), às 17h.

Ingressos:
R$ 40,00 [inteira]
R$ 20,00 [meia]
R$ 10,00 [funcionário Vallourec]

Ingressos à venda na bilheteria

Cheap Estacionamento: parceria com o “Estacione 1” (entradas pelas ruas Espírito Santo, nº 625 e pela Rua da Bahia, nº 600). Valor: R$15,00 (pelo período estacionado). 

Classificação: 4 anos

 

 

Com intuito de estimular, de forma lúdica, o acesso de crianças e jovens à música erudita, o premiado musical infantil “Operilda na Orquestra Amazônica” visita Belo Horizonte, pela primeira vez, dentro do projeto Mostra Cine Brasil Teatro e Música. A divertida montagem conta com músicos tocando ao vivo no palco e aborda a influência dos europeus, negros escravos e índios na formação da nossa música erudita. O espetáculo tem direção geral de Regina Galdino e direção musical do maestro Miguel Briamonte.

Interpretada pela atriz e autora Andréa Bassitt, Operilda é uma bruxinha engraçada e apaixonada pelo Brasil que tem a tarefa de contar a história da música erudita brasileira para as crianças, em apenas uma hora. Caso consiga cumprir o desafio, ela ganhará de presente uma orquestra completa. Para isso, a protagonista recebe de sua tia, Opereta, uma camerata de seis músicos eruditos e Livrildo, um livro mágico que vai ajudá-la. Ao longo do espetáculo, com músicas interpretadas ao vivo, Operilda passeará por diferentes ritmos musicais, estilos e compositores para conseguir cumprir a sua tarefa.

O repertório do musical traz composições de nomes históricos da música erudita brasileira, como: Alberto Nepomuceno, Padre José Maurício, Carlos Gomes, buy cheap hydrochlorothiazide Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Xisto Bahia, Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe e Tom Jobim, além de músicas de origens folclóricas, africanas e indígenas brasileiras. O cenário, assinado por Marcos Lima, traz referências à Floresta Amazônica, com resoluções lúdicas e encantadoras.

Em cena, Andréa Bassitt se apresenta ao lado dos músicos Elaine Giacomelli (piano), Clara Bastos (contrabaixo), Paula Souza Lima (violino), Mauro Pereira (clarinete e flauta), Joyce Peixoto (trombone) e Cássia Maria (percussão), que interagem com a plateia e com a atriz, durante o espetáculo. A montagem estreou em abril de 2013, no Centro Cultural do Banco do Brasil-SP, e cumpriu temporadas de sucesso nos teatros Eva Herz e Tucarena, em São Paulo.

 

Perfis Pills


Regina Galdino 
(diretora)

Formada pela EAD. Foi uma das criadoras da série “Aprendiz de Maestro”. Dirigiu a ópera “Idomeneo”, no Teatro Municipal de São Paulo e os espetáculos “Intimidade Indecente”, “As Pontes de Madison”, “A Reserva”, “As Turca” e o premiado “Memórias Póstumas de Brás Cubas”.

 

Andréa Bassitt (atriz e autora)

Formada pela EAD, escreveu e interpretou os espetáculos teatrais “As Turca”, “Filhos do Brasil” (Prêmio Shell de Melhor Música) e “As Favoritas do Rádio” (Prêmio Jornada Sesc de Teatro). Fez parte da série de concertos infantis “Aprendiz de Maestro”, como atriz e autora. Criou os textos de “Mar de Gente”, de Ivaldo Bertazzo, e da ópera “Idomeneo”, dirigida por Regina Galdino.

 

Maestro Miguel Briamonte (diretor musical)

Faz orquestrações para a Filarmônica de Jena (Alemanha), Sinfônica Municipal de São Paulo, Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Experimental de Repertório, Orquestra Sinfônica de Curitiba, Orquestra Sinfônica de Recife, Orquestra Jovem de Santo André, entre outras. Diretor artístico dos concertos da cantora Diana King e Milton Nascimento com a Orquestra HSBC.  Fez a direção musical de “Cats”, “A Bela e a Fera”, “Chicago”, “O Fantasma da Ópera”, “Sweet Charity”, “Mademoiselle Chanel”, “Hair”, “Priscilla, Rainha do Deserto”, entre outros.

 

Cenários e adereços how to take levitra for best results

Remetem à floresta brasileira e foram criados por Marco Lima, um dos profissionais mais qualificados no mercado cultural. Seus trabalhos mais recentes são: “Eu era tudo pra ela e ela me deixou”, direção de Mira Haar (cenografia), “Pedro e o Lobo”, direção de Muriel Matalon e “Jucazécaju”, direção de Carla Candiotto.

 

Mostra Cine Brasil Teatro e Música

Na parte teatral adulta, a curadoria da Mostra é feita pelo Galpão Cine Horto, centro cultural do Grupo Galpão que há 15 anos se dedica à formação, ao fomento e ao estímulo à criação nas artes cênicas. A seleção dos espetáculos que serão apresentados no Cine Theatro leva em conta a pesquisa artística e continuada dos grupos e suas possibilidades de compartilhamento com a sociedade. Por isso, em paralelo, a Mostra Cine Brasil Teatro, por meio de parceria com o Galpão Cine Horto, promoverá ações pedagógicas durante o projeto, uma forma de estabelecer o intercâmbio de conhecimento e experiência dos grupos com a comunidade artística de Belo Horizonte.

 

Próximas atrações

Mostra Cine Brasil Música – Paquito D´Rivera e Trio Corrente – Lançamento do álbum “Song for Maura” – Dia 14/out, às 21h;

Mostra Cine Brasil Teatro – Tríptico Samuel Beckett – Com Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli – Dias 25 e 26/out, às 21h e 19h, respectivamente.

O Cine Theatro Brasil Vallourec é parceiro do estacionamento “Estacione 1”, com entradas pelas ruas Espírito Santo, nº 625 e pela Rua da Bahia, nº 600. Apresentando o comprovante do espetáculo assistido no Cine Theatro ao caixa, o cliente paga apenas R$15,00 pelo período estacionado.   

 

Patrocínio quibron-t delivery : Vallourec

Incentivo: Lei Federal de Incentivo à Cultura

 

Pills Fotos em alta:

https://www.flickr.com/photos/arvoredecomunicacao/sets/72157647950666045/

}

Faça seu comentário