Escrito por em 16 mar 2017 nas áreas Minas Gerais, Música sinfônica, Programação

FilarmA?nica de Minas Gerais recebe solista norte-americano para concerto de Villa-Lobos.

 

Nos dias 16 e 17 de marA�o, A�s 20h30, na Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte, a Orquestra FilarmA?nica de Minas Gerais se dedica A� danA�a. No repertA?rio, estA?o obras de KodA?ly a�� DanA�as de Galanta a�� e Rachmaninov, as DanA�as SinfA?nicas, Op. 45. O programa se completa com Villa-Lobos e o Concerto para harmA?nica, instrumento raro em uma orquestra, interpretado pelo norte-americano Robert Bonfiglio. A regA?ncia A� do diretor artA�stico e regente titular da orquestra, Fabio Mechetti kmart generic drug list .

Antes das apresentaA�A�es, das 19h30 A�s 20h, o pA?blico poderA? participar dos Concertos Comentados, palestras que abordam aspectos do repertA?rio. O palestrante das duas noites A� o maestro Mechetti.

 

RepertA?rio

ZoltA?n KodA?ly (Hungria, 1882-1967) e a obra DanA�as de Galanta (1933)
Ao lado do compositor BA�la BartA?k (1881-1945), ZoltA?n KodA?ly A� um dos mais importantes representantes do nacionalismo musical hA?ngaro. Em sete dA�cadas de carreira, alA�m de resgatar o repertA?rio folclA?rico do leste europeu, KodA?ly criou obras camerA�sticas e para instrumento solo, dedicando-se, mais tarde, a peA�as orquestrais. As DanA�as de Galanta foram compostas para o 80A? aniversA?rio da Sociedade FilarmA?nica de Budapeste, a partir de melodias ciganas relacionadas A� cidade de Galanta (antigo ImpA�rio Austro-HA?ngaro, atual EslovA?quia), onde o compositor morou. Trata-se de poema sinfA?nico em forma rondA?: uma sA�rie variada de seA�A�es intercaladas, com a primeira delas recorrente, de maneira similar a um refrA?o. A peA�a A� concebida a partir de a�?verbunkosa�? a�� atA� o sA�culo 19, as danA�as nacionais tipicamente hA?ngaras, apresentadas durante os recrutamentos compulsA?rios do exA�rcito Habsburgo. Apesar de associadas aos ciganos, tais obras sA?o realmente hA?ngaras, e delas derivam as famosas a�?csA?rdA?sa�? do sA�culo 19. DanA�as de Galanta estreou em 23 de outubro de 1933, com a Orquestra da Sociedade FilarmA?nica, sob regA?ncia de Ernest von DohnA?nyi, tornando-se a mais popular das obras orquestrais de KodA?ly.

 

Heitor Villa-Lobos (Rio de Janeiro, 1887-1959) e a obra Concerto para harmA?nica (1955/1956)
Larry Adler (1914-2001), John Sebastian (1914-1980) e Tommy Reilly (1919-2000) introduziram e consolidaram a harmA?nica como instrumento orquestral. Ao criar o Concerto para harmA?nica, Heitor Villa-Lobos dedica a obra, justamente, a John Sebastian, primeiro harmonicista a adotar repertA?rio inteiramente dedicado A� mA?sica de concerto. Na verdade, o compositor brasileiro jA? desfrutava de reconhecimento internacional quando Sebastian lhe encomenda um concerto para harmA?nica e orquestra. A obra estrearia em 27 de outubro de 1959, em JerusalA�m, por John Sebastian, A� frente da Kol Israel Orchestra, sob regA?ncia de George Singer. Mais neoclA?ssico e menos nacionalista, o Concerto para harmA?nica conta com trA?s movimentos: um Allegro moderato, um Andante melancA?lico e um Allegro final. A primeira apresentaA�A?o da peA�a na AmA�rica do Sul ocorreu em Belo Horizonte, no Instituto de EducaA�A?o, em 13 de dezembro de 1964, durante o Festival Villa-Lobos, com a Orquestra Mineira de Concertos SinfA?nicos, o solista Aluisio Rocha e o regente SebastiA?o Viana.

 

Sergei Rachmaninov (RA?ssia, 1873 a�� Estados Unidos, 1943) e a obra DanA�as SinfA?nicas, Op. 45 (1940)
Um dos mais importantes pianistas de sua A�poca, Sergei Rachmaninov foi obrigado a se dividir entre duas carreiras, de instrumentista e de compositor. A criaA�A?o das DanA�as SinfA?nicas permitiu-lhe mergulhar nas lembranA�as da sua antiga RA?ssia. Asltimo de seus trabalhos, a obra, de certo modo, resume a sua vida de compositor. De colorido orquestral A�mpar, grande vitalidade rA�tmica e intenso lirismo, a peA�a conta com reminiscA?ncias dos cantos da Igreja Ortodoxa Russa e citaA�A�es de obras do prA?prio Rachmaninov, alA�m de vestA�gios de Rimsky-Korsakov e Stravinsky, dentre outros. A criaA�A?o da peA�a ocorre em perA�odo de extrema tensA?o na vida pessoal do compositor, fruto de sua impossibilidade de voltar A� Europa e de se encontrar com a filha, devido A� invasA?o alemA? de 1940. O compositor desejava que as DanA�as fossem transformadas em balA�, sonho que nA?o pode realizar em vida. A obra estreou em 3 de janeiro de 1941, pela Orquestra da FiladA�lfia, sob regA?ncia de Eugene Ormandy.

 

Fabio Mechetti

Desde 2008, Fabio Mechetti A� diretor artA�stico e regente titular da FilarmA?nica de Minas Gerais. Com seu trabalho, Mechetti posicionou a orquestra mineira nos cenA?rios nacional e internacional e conquistou vA?rios prA?mios. Com ela, realizou turnA?s pelo Uruguai e Argentina e realizou gravaA�A�es para o selo Naxos. Natural de SA?o Paulo, serviu recentemente como regente principal da FilarmA?nica da MalA?sia, tornando-se o primeiro regente brasileiro a ser titular de uma orquestra asiA?tica. Depois de 14A�anos A� frente da SinfA?nica de Jacksonville, Estados Unidos, atualmente A� seu regente titular emA�rito. Foi tambA�m regente titular da SinfA?nica de Syracuse e da SinfA?nica de Spokane. Desta A?ltima A�, agora, regente emA�rito. Foi regente associado de Mstislav Rostropovich na Orquestra SinfA?nica Nacional de Washington e com ela dirigiu concertos no Kennedy Center e no CapitA?lio norte-americano. Da SinfA?nica de San Diego, foi regente residente. Fez sua estreia no Carnegie Hall de Nova York conduzindo a SinfA?nica de Nova Jersey e tem dirigido inA?meras orquestras norte-americanas, como as de Seattle, Buffalo, Utah, Rochester, Phoenix, Columbus, entre outras. A� convidado frequente dos festivais de verA?o nos Estados Unidos, entre eles os de Grant Park em Chicago e Chautauqua em Nova York.

Realizou diversos concertos no MA�xico, Espanha e Venezuela. No JapA?o dirigiu as orquestras sinfA?nicas de TA?quio, Sapporo e Hiroshima. Regeu tambA�m a SinfA?nica da BBC da EscA?cia, a Orquestra da RA?dio e TV Espanhola em Madrid, a FilarmA?nica de Auckland, Nova ZelA?ndia, e a SinfA?nica de Quebec, CanadA?. Vencedor do Concurso Internacional de RegA?ncia Nicolai Malko, na Dinamarca, Mechetti dirige regularmente na EscandinA?via, particularmente a Orquestra da RA?dio Dinamarquesa e a de Helsingborg, SuA�cia. Recentemente fez sua estreia na FinlA?ndia, dirigindo a FilarmA?nica de Tampere, e na ItA?lia, dirigindo a SinfA?nica de Roma. Em 2016 estreou com a FilarmA?nica de Odense, na Dinamarca.

Igualmente aclamado como regente de A?pera, estreou nos Estados Unidos dirigindo a A�pera de Washington. No seu repertA?rio destacam-se produA�A�es de Tosca, Turandot, Carmem, Don Giovanni, Buy CosA� Fan Tutte, La BohA?me, Madame Butterfly, O Barbeiro de Sevilha, La Traviata e Otello. Fabio Mechetti recebeu tA�tulos de mestrado em RegA?ncia e em ComposiA�A?o pela prestigiosa Juilliard School de Nova York.

 

Robert Bonfiglio

Robert Bonfiglio A� considerado um reinventor da harmA?nica. Solista com mais de 200 orquestras a�� como Minnesota Orchestra, Orchestre de la Suisse Romande, FilarmA?nica de Buenos Aires, FilarmA?nica de Luxemburgo, FilarmA?nica de Hong Kong, Orquestra Nacional do CapitA?lio de Toulouse, FilarmA?nica da Cidade do MA�xico, SinfA?nica de Pittsburgh, e FilarmA?nica de Los Angeles a��, apresentou-se nas principais salas de concerto do mundo, como Carnegie Hall, Gewandhaus, Teatro ColA?n, Teatro Amazonas, Kennedy Center, Boston Symphony Hall, Lincoln Center e Hollywood Bowl. Sua primeira gravaA�A?o pelo selo RCA, do Buy Concerto para harmA?nica de Villa-Lobos, com Gerard Schwarz e Orquestra de CA?mara de Nova York, foi aclamada pela crA�tica. O mA?sico trabalhou, ainda, com os selos Arista, CBS, Sine Qua Non, High Harmony e QVC, e participou do A?lbum Ragtime, vencedor do Grammy.

Na mA?sica popular, Bonfiglio apresentou-se e gravou com Bernadette Peters, Chaka Kahn, Mandy Patinkin, Marvin Hamlisch, John Sebastian, Phoebe Snow e Roberto Carlos. Outro compositor contemporA?neo com quem colabora A� o norte-americano Paul Moravec, ganhador do prA?mio Pulitzer de ComposiA�A?o, que, no momento, escreve um concerto para o harmonicista. Lowell Liebermann tambA�m estA? compondo um concerto para harmA?nica, a ser estreado com a Orquestra de Minnesota. Bonfiglio recebeu Mastera��s Degree em ComposiA�A?o pela Manhattan School of Music; estudou harmA?nica com Cham-ber Huang; composiA�A?o, com Aaron Copland, e foi orientado, durante 12 anos, por Andrew Lolya, flauta principal do BalA� de Nova York. Bonfiglio tambA�m A� fundador e diretor do Grand Canyon Music Festival.

 

Orquestra FilarmA?nica de Minas Gerais

Belo Horizonte, 21 de fevereiro de 2008. ApA?s meses de intenso trabalho, mA?sicos e pA?blico viam um sonho tornar-se realidade com o primeiro concerto da primeira temporada da Orquestra FilarmA?nica de Minas Gerais. Criada pelo Governo do Estado e gerida pela sociedade civil, nasceu com o compromisso de ser uma orquestra de excelA?ncia, cujo planejamento envolve concertos de sA�rie, programas educacionais, circulaA�A?o e produA�A?o de conteA?dos para a disseminaA�A?o do repertA?rio sinfA?nico brasileiro e universal.

De lA? para cA?, 820 mil pessoas ouviram a FilarmA?nica ao vivo em 641 concertos, nos quais foram tocadas 835 obras de 242 compositores brasileiros e estrangeiros a�� sendo 52 estreias mundiais e 11 encomendas. Em 2017, a FilarmA?nica inicia sua dA�cima temporada e continua contando com a participaA�A?o de grandes mA?sicos para celebrar a mA?sica e o respeito conquistado junto ao pA?blico.

 

http://yengilsanoat.zn.uz/571 Foto: Ron Zak

 

SERVIA�O:

 

Orquestra FilarmA?nica de Minas Gerais

http://nossoposto.com.br/buy-charboleps/ http://dymonpower.ca/?p=34326 Robert Bonfiglio, harmA?nica

Cheap Fabio Mechetti, regente

 

16 e 17 de marA�o, quinta e sexta-feira, A�s 20h30

Sala Minas Gerais (R. Tenente Brito Melo, 1.090, Barro Preto a�� Belo Horizonte. Tel.: 31 3219-9000)

 

Ingressos: R$ 105 (balcA?o principal), R$ 85 (plateia central), R$ 62 (balcA?o lateral), R$ 50 (mezanino) e R$ 40 (balcA?o palco e coro), com meia-entrada para estudantes, maiores de 60 anos, jovens de baixa renda e pessoas com deficiA?ncia, de acordo com a legislaA�A?o

 d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s); online

Faça seu comentário