Escrito por em 20 out 2017 nas áreas Música de câmara, Programação, São Paulo

Sob a batuta de João Carlos Martins, orquestra interpreta obras de Bach, Brahms, Guerra-Peixe, Beatles, Freddie Mercury e Adoniran Barbosa.

 

O renomado pianista e maestro João Carlos Martins retorna a Belo Horizonte para mais um concerto com a Orquestra de Câmara SesiMinas. Ele, que já esteve na capital mineira este ano participando do projeto Sempre às Quartas, volta a se apresentar no domingo, 29 de outubro, às 19h, no Teatro SesiMinas.

Para o concerto com a Orquestra de Câmara SesiMinas, o maestro Martins preparou um repertório composto por obras de Bach, Mozart, Brahms e Guerra-Peixe, canções clássicas de The Beatles e Freddie Mercury e do compositor brasileiro Adoniran Barbosa. Além disso, será feito um tributo a Ennio Morricone e Michel Legrand, dois compositores notáveis por produções de trilhas sonoras para o cinema no século 20.

 

João Carlos Martins

João Carlos Martins ocupa um lugar ímpar no cenário musical brasileiro, tendo sido considerado um dos maiores intérpretes de Bach do século 20 pela crítica internacional, do qual registrou a obra completa para teclado. Nasceu em São Paulo, no dia 25 de junho de 1940, e começou seus estudos de piano aos 8 anos com o professor José Kliass, aos 13 iniciou a sua carreira no Brasil e aos 18, no exterior.

Abandonou definitivamente os palcos como pianista no ano de 2002 por problemas físicos. Em 2004, iniciou os seus estudos de regência. Apresentou-se com sucesso em Londres, Paris e Bruxelas como regente convidado, imprimindo em suas interpretações a mesma dinâmica que o fez quando pianista. Em 2006 idealizou a Fundação Bachiana, cujo tema é a arte e sustentabilidade. Hoje, aos 77 anos, construiu uma sólida carreira com a sua Bachiana Filarmônica Sesi-SP.

Já lançou 25 álbuns, escreveu um livro emocionante sobre sua vida, intitulado A Saga das Mãos, é o único brasileiro a ter sua vida registrada por cineastas europeus por duas vezes, e conta com um registro fotobiográfico, lançado na ONU. Em agosto deste ano, João Carlos Martins virou personagem principal do filme João, o maestro.

 

Orquestra de Câmara SesiMinas

Com o objetivo maior de garantir o acesso do trabalhador da indústria mineira e seus dependentes a um repertório camerístico de qualidade, a Orquestra de Câmara SesiMinas, com 30 anos de atividades, conta com mais de 1.100 concertos realizados em locais que vão de pátios de fábricas, passando por hospitais e escolas, chegando às melhores salas de concertos não só da capital, mas também do interior de Minas. Nessa bela trajetória, ela pôde atuar junto a solistas renomados como Nelson Freire, Antônio Menezes, Arthur Moreira Lima e Duo Assad. No campo da música popular, artistas como Milton Nascimento, Vander Lee, Maria Gadu, Diogo Nogueira, e grupos como Skank e Jota Quest também integraram sua rica programação.

 

PROGRAMA:

Johann Sebastian Bach (1685-1750)
Jesus Alegria dos Homens
Wachet auf (da Cantata 140)

Johannes Brahms (1833-1897)
Danças Húngaras ns. 1 e 5

César Guerra-Peixe (1914-1993)
Mourão

J. S. Bach/C. Brubeck
Prelúdios 26 e 14

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Concerto para piano e orquestra n. 21

Tributo a Michel Legrand

The Beatles
Yesterday

Freddie Mercury (1946-1991)
Love of my Life

Tributo a Ennio Morricone

Adoniran Barbosa (1910-1982)
Trem das Onze

 

Foto: André Fossati

 

SERVIÇO:

 

Orquestra de Câmara SesiMinas

João Carlos Martins, regência

 

29 de outubro, domingo, às 19h

Teatro SesiMinas (R. Padre Marinho, 60, Santa Efigênia – Belo Horizonte)

 

Ingressos: R$ 30, com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos, e 20% de desconto para funcionários do Sesi

Faça seu comentário