Escrito por em 22 nov 2017 nas áreas Música contemporânea, Programação, Rio de Janeiro

Obras do falecido compositor são apresentadas por Paulo Santoro, Trio Capitu, Miriam Groisman e o Conjunto de Saxofones da UFRJ.

 

Dando seguimento a sua 10ª temporada no Centro Cultural da Justiça Federal, o grupo carioca de compositores Prelúdio 21 promove um concerto especial no dia 25 de novembro, sábado, às 15h, no CCJF, no Rio de Janeiro. O penúltimo recital da temporada no ano é dedicado a um dos fundadores do grupo: o compositor Sergio Roberto de Oliveira, falecido em junho deste ano. No programa, obras do músico tijucano são interpretadas por Paulo Santoro (violoncelo), Miriam Groisman (piano), Trio Capitu e o Conjunto de Saxofones da UFRJ.

Duas vezes indicado ao Grammy Latino (2011 na categoria Melhor Composição Clássica Contemporânea e 2012 pelo CD Prelúdio 21 – Quartetos de Cordas, no qual atuou como produtor e compositor), Sergio Roberto vinha participando decisivamente no cenário musical brasileiro e internacional, e continuou produzindo e compondo até o fim da vida. A ópera Na Boca do Cão, com interpretação da soprano e atriz Gabriela Geluda e direção de Bruce Gomlevsky, foi sua última obra escrita, apresentada no Centro Cultural Banco do Brasil nos meses de junho e julho deste ano. Mesmo bastante debilitado, produziu os discos Trio Paineiras interpreta compositores de hoje e o CD de estreia do Harmonitango.

Desde sua primeira indicação ao Grammy Latino, em 2011, Sergio Roberto se dedicou intensamente na difusão de sua obra e da música de concerto carioca. Produziu e lançou inúmeros títulos neste segmento, como os CDs do Quinteto Lorenzo Fernandez, Trio Capitu, os dois do Duo Santoro, Cristiano Alves, Ayran Nicodemo, Ricardo Tacuchian, The Biedermeiers, Duo Bretas-Kevorkian, GNU, Orquestra Sinfônica Nacional, escrevendo obras para a maioria destes.

Publicada nos EUA, Inglaterra e Alemanha, sua música já foi executada em oito países. No campo da música para cinema, lançou em 2014 o curta Ao Mar e compôs a trilha para os filmes Alla Prima e A Dívida, sendo indicado com o último no Festival Internacional de Cinema de Madri, na categoria Melhor Música para Filme, e no International Filmmaker Festival of World Cinema, de Milão, na categoria Melhor Trilha Sonora. Oliveira era ainda membro do grupo de compositores Vox Novus, baseado em Nova York, e da Academia Latina de Artes e Ciência da Gravação.

 

Prelúdio 21

Prelúdio 21

Sete compositores se reuniram em 1998 com o intuito de divulgar sua música e a música erudita contemporânea em geral, por meio da organização de recitais e de palestras abertas ao público com compositores brasileiros e estrangeiros, visando o intercâmbio de experiências. De lá para cá, o grupo amadureceu e se estabeleceu como um dos mais importantes grupos de música contemporânea do país, virando referência internacional. Desde 2008, o Prelúdio 21 realiza sua série de concertos no Teatro do Centro Cultural Justiça Federal, com uma média de público de 70 pessoas por concerto. Em dezembro, o concerto de encerramento será no segundo sábado do mês, dia 10.

 

PROGRAMA:

Obras de Sergio Roberto de Oliveira (1971-2017)

O Romance da Princesa que foi Atrás do Príncipe
Intérpretes: Conjunto de Saxofones da UFRJ

Brasileiro
Intérprete: Miriam Groisman (piano)

Three Cabbages and a Boy
Intérprete: Paulo Santoro (violoncelo)

Three Cabbages and a Boy
Intérprete: Trio Capitu

 

Foto: José Nasser

 

SERVIÇO:

 

Prelúdio 21 faz homenagem a Sergio Roberto de Oliveira

 

25 de novembro, sábado, às 15h

Centro Cultural Justiça Federal – Teatro (Av. Rio Branco, 241, Centro – Rio de Janeiro. Tel.: 21 3261-2550)

 

Entrada gratuita, com distribuição de senhas meia-hora antes

 

Sugestão etária: livre

 

Faça seu comentário