Escrito por em 8 nov 2017 nas áreas Infantil, Música de câmara, Programação, Rio de Janeiro, Teatro

Mr Bruno e Duo Bem-te-vi fazem apresentações gratuitas para crianças pelo Festival Mimo no Rio de Janeiro.

 

Como parte integrante da etapa educativa do Festival Mimo, destaca-se o espetáculo performático do violinista e bonequeiro Mr Bruno com o Duo Bem-te-vi – formado pelos músicos Sergio Ghivelder (flautas/efeitos sonoros) e Tibor Fittel (acordeão/teclado). Eles se apresentam de 7 a 10 de novembro para alunos da rede municipal de ensino e, no dia 12, domingo, a apresentação ocorre no Museu da República, no Rio de Janeiro, aberta ao público e com entrada gratuita.

Durante 45 minutos, Bruno Descaves (conhecido como Mr Bruno) e suas marionetes contracenam com o Duo Bem-te-vi em uma viagem pelo mundo da música. Com a proposta de iniciar as crianças no universo da música instrumental, o repertório escolhido pelo artista é eclético e divertido. O público vai ouvir desde clássicos de Vivaldi e Mozart, passando pelo jazz, rock, frevo, baião, tango e músicas indianas.

Complexas, as marionetes são controladas por dezenas de fios, cheias de segredos e engrenagens, ganham vida e encantam o público nas mãos do artista. Cada um dos 12 bonecos do show consome, em média, 400 horas de trabalho entre criação, construção e ensaios. Foram todos esculpidos em madeira e pintados à mão por Bruno e pela diretora artística Misao Inoue, com auxílio da figurinista Luna Jatobá. Inspirados no mundo do circo, os bonecos são temáticos, tem o trapezista, o equilibrista, a malabarista e até um cavalo e a cadelinha Lili, entre outros.

 

Artistas

Físico com mestrado em Artes Performáticas, Bruno Descaves (Mr Bruno) é fascinado pela força de “intercessão” das marionetes. Seu espetáculo é um choque de realidades: marionetes, música, entretenimento e vida. Nascido em 1959, mora no Rio de Janeiro. Em 2017, foi convidado para dar uma palestra TEDx na Universidade da Pensilvânia, seguindo com uma turnê na China, com mais de 27 apresentações, incluindo teatros famosos em Xangai, Pequim, Foshan e Shenzhen. Estudou técnica de bonecos com os mestres de marionetes Phillip Huber e Albrecht Roser, dos Estados Unidos e Alemanha, e aprendeu violino clássico com o virtuoso polonês Jerzy Milewski. Durante a sua carreira de 30 anos, foi convidado a participar de eventos como Teatro PUK de Tóquio, Festival Internacional de Marionetes de Iida (Japão), do Festival Internacional de Artesanato de Yaesu (Coreia), Festival de Artes de Cabela (Itália), Concerto de Amnesty de Trøms (Noruega), Concerto em Manu Dibango (Bujumbura, Burundi). No Brasil, se apresentou no Teatro Leblon, no Festival Internacional de Linguagens (FIL) e no Festival Mimo, entre outros.

 

Formado pela UFRJ em música e natural do Rio de Janeiro, Tibor Fittel é pianista, acordeonista, compositor e arranjador. Foi coordenador do curso de música do Coral das Meninas Cantoras de Petrópolis e leciona nos Seminários de Música Proarte. É professor do Festival do Vale do Café há três anos. Em sua atividade camerística, destaca-se o Projeto Trilhos Sonoros. Atuou em diversos musicais, trabalhando com nomes como Nelson Rodrigues Filho, Fernando Bicudo, Jose Mauro Brant, Tim Rescala e Camila Amado. Assinou a trilha sonora das peças O Duende Rumpelstiltskin, Pinochio e do musical João e Maria. Recentemente fez trilha para o espetáculo O Princípio de Arquimedes, do espanhol Josep Maria Miro, com direção de Daniel Dias. Participa também como músico convidado em novelas e minisséries na Rede Globo. Tocou com artistas como Robertinho de Recife, Elba Ramalho, Zelia Duncan, Danilo Caymmi, Fagner, Martnalia, Alaide Costa, Angela Maria, Claudette Soares, Zeze Motta, Carlos Lira, Lenny Andrade, Rosa Marya, Rildo Hora, Aurea Martins, Leila Maria, entre outros, tendo gravado e participado de trabalhos em áudio e vídeo, como DVD de 50 anos de carreira da cantora Claudette Soares; DVD Uma noite para Dolores Duran, do jornalista Rodrigo Faour; álbum Back For More, com a Metalmania, de Robertinho de Recife, entre outros. Participou também do Festival de Sanfona e Viola de São Pedro de Itabapoana, Mimoso do Sul, 2015, como solista e professor.

 

Sergio Ghivelder é detentor de uma formação musical eclética. Nascido no Rio de Janeiro em 1962, começou a estudar flauta doce com 10 anos de idade. Nos anos 1980 transferiu-se para a Índia, onde especializou-se no bansuri, flauta de bambu indiana, tendo obtido o diploma trienal da Benares Hindu University, em Varanasi. Ao retornar ao Brasil, passou a promover seminários e conferências sobre a música indiana, utilizando o bansuri num contexto ocidental, acompanhando cantores em concertos e gravações. Nesse período gravou com o grupo instrumental Soma o CD Southern Cross, lançado na Alemanha. Formado pelo Conservatório Brasileiro de Música, ministra oficinas de bansuri e de música corporal. Trabalhou com crianças na Scuola Media de Ghiffa (2011-2013, Itália) e, em Israel, na Jerusalem Academy of Music and Dance. É professor de bansuri na Escola de Música Pró-Arte RJ.

 

SERVIÇO:

 

Mr. Bruno e Duo Bem-te-vi

Festival Mimo

 

12 de novembro, domingo, às 10h

Museu da República (R. do Catete, 153, Catete – Rio de Janeiro. Tel.: 21 2127-0324)

 

Entrada gratuita

 

Faça seu comentário