Escrito por em 16 maio 2018 nas áreas Canto, Lateral, Programação, Rio de Janeiro

Soprano Tati Helene e pianista Priscila Bomfim apresentam o concerto Mulher e Poder no Rio de Janeiro.

 

Adriana Lecouvreur, Lady Macbeth, a princesa Turandot, Norma e Xerazade estão entre as mulheres empoderadas retratadas na música que a soprano Tati Helene e a pianista Priscila Bomfim apresentam no concerto Mulher e Poder. O recital ocorre no dia 20 de maio, às 17h, na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro.

Tati Helene (foto de Gal Oppido)

Eleita pela principal revista eletrônica de música erudita do país como uma das melhores artistas do ano de 2017 pela sua performance em A Voz Humana, na Sala Cecilia Meireles (leia crítica), a soprano Tati Helene já trabalhou com importantes nomes da cena lírica europeia, dentre os quais se destacam os diretores de cena Peter Konwitschny (com quem fez Salomé em turnê pela Suíça) Bepi Morassi (em produção do Teatro La Fenice, em Veneza, onde deu vida à personagem Rosa, na ópera Il Piccolo Spazzacamino, de Britten) e Stefano Vizioli (na produção paulistana de Falstaff feita pelo Theatro São Pedro). No Brasil, foi duas vezes convidada para dividir o palco com destacados artistas do meio lírico no projeto Grandes Vozes, primeiro com o barítono Renato Bruson e depois com a mezzo-soprano Graciela Araya, sendo ambas as apresentações sucesso de público e de crítica.

Priscila Bomfim (foto de Meg Lopes)

Priscila Bomfim iniciou seus estudos musicais em Portugal, onde nasceu e venceu seu primeiro concurso de piano aos nove anos de idade. Graduou-se em piano com a distinção máxima Summa cum Laude na Universidade Federal do Rio de Janeiro, na qual concluiu o curso de Regência Orquestral e mestrado em Piano. É pianista preparadora do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e atuou como maestrina preparadora da Academia de Ópera Bidu Sayão do mesmo teatro. Tem sido uma das mais requisitadas pianistas em concertos e masterclasses com artistas e cantores líricos de renome nacional e internacional, por sua sensibilidade e refinamento musicais.

 

PROGRAMA:

Maurice Ravel (1875-1937)
Shéhérazade

Christoph W. Gluck (1714-1787)
Divinités du Styx (Alceste), da ópera Alceste, Wq 44

Jules Massenet (1842-1912)
Il est doux il est bon (Salomé), da ópera Hérodiade

Gaetano Donizetti (1797-1848)
E Sara… Vivi ingrato a lei d’accanto (Elisabetta), da ópera Roberto Devereux

Vincenzo Bellini (1801-1835)
Casta diva (Norma), da ópera Norma

Giuseppe Verdi (1813-1901)
Nel di della vittoria… Vieni! Tʼaffretta… (Lady Macbeth), da ópera Macbeth

Francesco Cilea (1866-1950)
Io son lʼumile ancella (Adriana), da ópera Adriana Lecouvreur

Giacomo Puccini (1858-1924)
In questa reggia (Turandot), da ópera Turandot

 

SERVIÇO:

 

Concerto “Mulher e Poder”

Tati Helene (soprano) e Priscila Bomfim (piano)

 

20 de maio, domingo, às 17h

Sala Cecília Meireles (R. da Lapa, 47, Lapa – Rio de Janeiro. Tel.: 21 2332-9223)

 

Ingressos: R$ 40, com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos

 

Faça seu comentário