Escrito por em 25 ago 2018 nas áreas Ação social, Música de câmara, Notícia, São Paulo

Orquestra do Limiar, sob regência do médico Samir Rahme, apresenta-se no projeto Música nos Hospitais.

 

 Iniciativa da Associação Paulista de Medicina (APM), o projeto Música nos Hospitais comemora 13 anos de muito sucesso e segue sua programação 2018. A próxima apresentação ocorre no dia 5 de setembro, às 11h, e leva a Orquestra do Limiar ao Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Iraci), em São Paulo.

A unidade pública de saúde torna-se palco de um concerto que, sob a regência do maestro e médico Samir Rahme, começa no Saguão de Eventos e segue para os corredores, garantindo que a música de qualidade chegue também aos pacientes que não podem se deslocar. Por se tratar de um hospital de referência no tratamento do câncer infantil, foi preparada uma apresentação especial, que inclui canções como Cai, Cai Balão (de Assis Valente) e Over the Rainbow (de Harold Arlen).

Um dos principais objetivos da iniciativa é deixar a rotina hospitalar mais leve, levando a alegria e os benefícios da música aos pacientes, funcionários e frequentadores. O outro é proporcionar contato com a cultura por meio da realização de concertos de música erudita e instrumental.

Desde 2004, o programa foi realizado 176 vezes, em 21 cidades espalhadas pelo Brasil, contemplando 68 hospitais e reunindo cerca de 60 mil pessoas – entre médicos, enfermeiros, funcionários, pacientes e familiares.  Ao longo desses anos, a APM, junto aos parceiros, buscou impactar positivamente o dia a dia das pessoas nos hospitais e, desta forma, ampliar também o gosto pela música instrumental e erudita.

Estudos publicados pela Associação Americana de Musicoterapia (American Music Therapy Association) e pela Federação Mundial de Musicoterapia (World Federationof Music Teraphy) indicam os efeitos positivos da música no funcionamento do organismo. Hoje, já se sabe que as atividades musicais melhoram o humor, potencializam a expressão e favorecem o aprendizado.

 

Orquestra do Limiar

Fundada em 2002 pelo maestro e médico Samir Rahme, formado em Composição e Regência na Unesp, que fez sua estreia em um simpósio médico realizado na Sociedade Antroposófica, em São Paulo. Desde a sua criação, e sob o  lema Música para a Alma, vem apresentando concertos de música instrumental e erudita em congressos, eventos e hospitais, permitindo a milhares de pessoas a oportunidade de entrar em contato com obras clássicas, elevando, dessa forma, seu estado de espírito com o poder curativo da música.

INTEGRANTES:

Regência: Samir Rahme
Spalla: Marcos Scheffel
Violinos: Kleberson Buzo, Gabriel Gorun, Luiz Gustavo Nascimento, Marcela Sarudiansky, Wassi Carneiro, Jair Guarnieri, Tiago Paganini e Nikolay Iliev Iliev
Violas: Everton de Souza e Daniele Benedecte
Violoncelos: Fábio Petrucelli e Mayara Alencar
Contrabaixo: Thiago Hessel

 

PROGRAMA

J. S. Bach (1685-1750)
Allegro do Concerto de Brandenburgo n. 3

L. Bocherini
(1743-1805)
Minueto e Trio

F. Shubert
(1797-1828)
Presto do Quinteto para cordas em dó maior

L. V. Beethoven (1770-1827)
Adagio Cantabile da Sonata n. 8 – Patética

H. Villa-Lobos (1887-1959)
Embolada de Bachianas Brasileiras n. 1 (arr. Luiz Amato)

M. Theodorakis (1925)
Zorba o Grego

John Lennon (1940-1980)e Paul McCartney (1942-)
A Hard Day’s Night

A. Piazzola (1921-1992)
Novitango

Assis Valente (1911-1958)
Cai, Cai, Balão (arr. Ernst Mahle)

Harold Arlen (1905-1986)
Over the Rainbow (arr. Marcos Scheffel)

 

 

SERVIÇO:

 

“Música nos Hospitais”

 

Orquestra do Limiar 

Samir Rahme, regência

 

5 de setembro, quarta-feira, às 11h

Instituto de Tratamento do Câncer Infantil – Saguão de eventos | 3º andar (R. Galeno de Almeida, 148, Pinheiros – São Paulo)

 

Entrada gratuita

 

Faça seu comentário