Escrito por em 13 ago 2018 nas áreas Musical, Programação, Rio de Janeiro

Após encantar 100 mil espectadores em São Paulo, musical A Noviça Rebelde faz temporada no Rio de Janeiro.

 

Desde que estreou na Broadway, em 1959, A Noviça Rebelde se tornou um fenômeno à parte. Nenhum outro espetáculo conquistou uma trajetória de sucesso tão duradoura como a deste musical, inspirado na real história de amor entre uma jovem noviça e um capitão viúvo, pai de sete filhos. Após ganhar oito prêmios Tony, a montagem gerou o famoso longa-metragem (1965) vencedor de cinco Oscars – incluindo o de melhor filme – e se instalou para sempre na memória afetiva das gerações que vieram a seguir. Para matar a saudade dos fãs e também apresentar a história para os mais novos, uma nova versão deste clássico está em cartaz na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro até 2 de setembro.

À frente de 45 atores e 18 músicos, Malu Rodrigues tem o desafio de viver a protagonista eternizada por Julie Andrews no cinema. Gabriel Braga Nunes interpreta o Capitão Von Trapp, herói da resistência à ocupação nazista sob a Áustria. A superstar Larissa Manoela, que viveu a filha mais nova dos Von Trapp na versão de 2008, retorna ao elenco no papel de Leisel, filha mais velha da família austríaca. Marcelo Serrado e Alessandra Verney vivem o casal Tio Max e Baronesa Von Schrader, no contraponto entre o conformismo e a resistência e convenções sociais e o amor. Todos foram selecionados após uma maratona de audições com mais de três mil inscritos.

Tal grandiosidade não fica restrita apenas ao elenco e se estende por todo o projeto, que conta com cenografia de David Harris e figurinos de Simon Wells. Os britânicos Harris e Wells passaram uma temporada no Brasil especialmente para a empreitada. Alguns efeitos especiais inéditos em palcos nacionais, como projeções e um sofisticado design de som, também marcam a superprodução.

Charles Möeller e Claudio Botelho, que assinaram a elogiada montagem de A Noviça Rebelde em 2008, planejaram um trabalho absolutamente diferente do passado, com uma gama maior de recursos técnicos e profissionais especializados.

“É algo realmente novo, tanto na concepção artística como na realização. O mais interessante é observar como a história está ainda mais atual e que os valores passados pela Noviça, como lealdade, verdade e bondade, são mais necessários do que nunca. Maria Von Trapp é uma das mulheres mais empoderadas de seu tempo. Ela consegue, sempre com amor e música, amolecer corações e enfrentar inimigos tão desumanos embrutecidos pelo nazismo ascendente da época”, observa o diretor Charles Möeller.

Criado a partir do livro de memórias de Maria Augusta Trapp (The Trapp Family Singers), A Noviça Rebelde imortalizou definitivamente as canções da dupla Rodgers e Hammerstein, papas do teatro musical. Compostas para o musical de 1959, canções como The Sound of Music, Do-Re-Mi, My Favorite Things e So Long, Farewell são cantadas nas versões em português de Claudio Botelho.

Gabriel Braga Nunes, Malu Rodrigues, Larissa Manoela e Marcelo Serrado

 

FICHA TÉCNICA

A Noviça Rebelde
Um espetáculo de Charles Möeller & Claudio Botelho
Música de Richard Rodgers e letra de Oscar Hammerstein II
Libreto de Howard Lindsay e Russel Crouse
Versão Brasileira: Claudio Botelho
Direção: Charles Möeller
Coordenação artística: Tina Salles
Direção de produção associada: Vinícius Munhoz
Cenógrafo: David Harris
Figurinista: Simon Wells
Direção musical: Marcelo Castro
Direção residente: Glaucia da Fonseca
Coreógrafo: Alonso Barros
Visagista: Simone Momo
Design de som: Marcelo Claret
Design de luz: Drika Matheus
Design de projeção: Maze FX
Produção: Atelier de Cultura e M&B

 

SERVIÇO:

 

Musical “A Noviça Rebelde”

Montagem de Möeller & Botelho

 

Temporada até 2 de setembro

Quintas e sextas-feiras, às 21h; sábados, às 16h e 21h; e domingos, às 15h e 20h

Cidade das Artes – Grande Sala (Av. das Américas, 5.300, Barra da Tijuca – Rio de Janeiro. Tel.: 21 3328-5300)

 

Ingressos: de R$ 200 a R$ 75

 

Duração aproximada: 2h45

Livre para todos os públicos

 

Faça seu comentário