Escrito por em 21 out 2018 nas áreas Canto, Lateral, Programação, Rio de Janeiro

Marina Cyrino homenageia compositores estadunidenses no recital American Songbook – Um passeio pelos compositores norte-americanos do século 20.

 

O soprano Marina Cyrino e o pianista Flavio Augusto integram a programação da Temporada de Música de Câmara da Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. A cantora, que já fez recitais e produções de câmara no Rio e em São Paulo, chega à sala da Barra da Tijuca com o projeto American Songbook – Um passeio pelos compositores norte-americanos do século 20. A apresentação está marcada para 28 de outubro, domingo, às 18h.

Cyrino e Augusto interpretam canções e árias de grandes nomes, como Leonard Bernstein, Samuel Barber, George Gershwin, Gian Carlo Menotti e Aaron Copland. O concerto não deixa de ser, também, uma homenagem ao centenário de Bernstein, celebrado esse ano. A direção de arte é do videografista Marc Kraus e a direção musical é de Vitor Philomeno.

 

Compositores e repertório

Leonard Bernstein (1918-1990) é uma das figuras mais influentes na história da música clássica norte-americana e ficou conhecido mundialmente por suas composições e pela regência da Filarmônica de Nova York. Patrocinou obras de compositores conterrâneos e inspirou carreiras de uma geração de novos músicos. Marina traz o ciclo I Hate Music, a belíssima Simple Song – composta para Mass e gravada por grandes sopranos como Renée Fleming – e outras obras.

Vencedor do Prêmio Pulitzer para a Música (um título conferido pela Universidade de Colúmbia, em Nova York), Samuel Barber (1910-1981) é um dos mais celebrados compositores do século passado. Integram o repertório do concerto canções como Sure on this shinning night e The secrets of the old.

O versátil George Gershwin (1898-1937) escreveu a maioria de seus trabalhos vocais e teatrais em colaboração com seu irmão mais velho, o letrista Ira. A dupla compôs tanto para a Broadway como para concertos clássicos, e deixaram sua marca também no cancioneiro popular. Summertime, uma das mais famosas peças, da ópera Porgy and Bess, faz parte do repertório.

Por último, Gian Carlo Menotti (1911-2007) nasceu na Itália, mas se naturalizou estadunidense. Começou a escrever canções aos 7 anos. Marina canta árias das óperas O Telefone e Médium. Em um de seus projetos, Ópera com cara de cinema, a cantora fez uma gravação de Hello! Oh, Margaret, it’s you!, de O Telefone – disponível no canal da cantora no YouTube.

 

Marina Cyrino

Estudou canto e interpretação com grandes nomes no Brasil e nos Estados Unidos, com destaque para professores das famosas escolas de Juilliard, Northwestern e HB Studio. Nesse momento, está em estúdio gravando o CD Cores de Villa-Lobos, um apanhado de diversos estilos na obra de Heitor Villa-Lobos.

Nos últimos anos, a cantora vem se destacando no cenário musical carioca, sendo solista em óperas como Os Prazeres de Versalhes, de Charpentier; O Morcego, de Strauss; e L’Incoronazzione di Poppea, de Monteverdi, e em produções de música de câmara, como o concerto Calvariae, com peças de Vivaldi e Pergolesi, e o espetáculo Mélodies, que levou canções francesas para teatros no Rio e Niterói. Em São Paulo, foi solista na execução do Magnificat, de Vivaldi, com a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos, sob a regência de Emiliano Patarra. Seu projeto Ópera com cara de cinema busca, com clipes de árias de óperas, mostrar que a música lírica é jovem e para todos.

 

Foto: Andrea Rocha

 

SERVIÇO:

 

Recital “American Songbook – Um passeio pelos compositores norte-americanos do século 20”

Marina Cyrino (soprano) e Flavio Augusto (piano)

 

28 de outubro, domingo, às 18h

Cidade das Artes – Teatro de Câmara (Av. das Américas, 5.300, Barra da Tijuca – Rio de Janeiro. Tel.: 21 3325-0102)

 

Ingressos: R$ 40, com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos

 

Duração aproximada: 60 minutos

Livre para todos os públicos

 

Faça seu comentário