Escrito por em 19 nov 2018 nas áreas Canto, Lateral, Música de câmara, Programação, São Paulo

Espetáculo contempla um vasto repertório de música afro-brasileira

O Concerto para piano e voz “Banzo, Saudades da África Natal” contempla um vasto repertório de música afro-brasileira composta por grandes nomes como Heitor Villa-Lobos, Francisco Mignone, Osvaldo Lacerda, Camargo Guarnieri, Waldemar Henrique entre outros. Os poemas dessas canções celebram aspectos presentes da cultura negra como religião, brejeirice, nostalgia, sensualidade e amor maternal.

Entre estas canções, serão também contatos fatos históricos e recitados poemas que relembram os expoentes negros tão atuantes na nossa cultura e história como Machado de Assis, Cruz e Souza, Luiz Gama, André Rebouças, além de grandes homens e mulheres que contribuíram para a formação deste país.

 

Ficha Técnica

Eduardo Janho-Abumrad, baixo
João Moreira Reis, piano
Karen Richter Comandulli, percussão
Marco Carrero, recitante
Textos de Eduardo Janho-Abumrad
Poesias de Castro Alves (1847-1871)

 

PROGRAMA

Waldemar Henrique (1905-1995)
Abaluaiê

Osvaldo Lacerda (1927-2011)
Cantiga para Ninar Escrava

Heckel Tavares (1896-1969)
Mamãe Preta
Leilão
Banzo

Camargo Guarnieri (1907-1993)
Dança Negra (piano solo)

Jayme Ovalle (1894-1955)
3 Pontos de Santo
– Chariô
– Aruanda
– Estrela do Mar

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
Estrela é Lua Nova

Francisco Mignone (1897-1986)
Canto de Negros
Cantiga

Fructuoso Vianna (1896-1976)
Dança de Negros (piano solo)

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
Xangô

Marlos Nobre (1939)
Suíte Beira-Mar
– Estrela do Mar
– Iemanjá Otô
– Ogum de lê

Francisco Mignone (1897-1986)
D. Janaina

 

 

Eduardo Janho-Abumrad – canto lírico/baixo

Estreou no Teatro Municipal de São Paulo em 1976 (La Traviata e Macbeth) e na Missa Diligite, de Camargo Guarnieri – sob sua regência – no Teatro Cultura Artistica (1977). Em 1979, gravou autores brasileiros na Radiotelevisión Española e estreou em Werther no Theatre de la Monnaie, em Bruxelas. Cantou no Festival Verdi de Ludwigshafen (Il Corsaro) e, no Festival de Martina Franca, Les Pêcheurs de Perles, de Bizet, gravado pelo selo Nouva Era e Gala Mozart. Apresentou-se nas Salas Verdi e Puccini do Conservatório Giuseppe Verdi, de Milão e no Teatro da Rai de Turim, além de nos principais teatros do Brasil. Cantou ainda: Don Giovanni (Commendatore), A Flauta Mágica, Bastien und Bastienne, Requiem, de Mozart, Gianni Schicchi, Butterfly, Manon Lescaut, Turandot, de Puccini, Requiem,  Nabucco, Il Trovatore, Rigoletto, Macbeth e Aïda,  de Verdi,  Salvator Rosa,  Il Guarany , Lo Schiavo e Colombo de Carlos Gomes,  Il Barbiere di Siviglia e Missa Solene de Rossini, Norma de Bellini; criou Gonçalo em A Tempestade de Ronaldo Miranda e Ways of the Voice de Leo Kupper em São Paulo, Espanha e Bélgica. Com o Duo Abumrad-Reis apresenta-se no Brasil e Europa desde 1983. Gravou Remeiros do São Francisco de Ernst Widmer, Ways of the voice, Dedicatórias (canções nacionais), com o pianista João Moreira Reis.Nesse ano de 2011 foi solista do Concerto de Reabertura do Teatro Municipal de São Paulo .  Tem como “coach” Ricardo Ballestero. Estudou com Tiana Amarante e Herminia Russo (Brasil) e Romolo Gazzani e Rodolfo Celletti  (Itália) .

 

João Moreira Reis – piano

Natural de Barretos – SP, iniciou seus estudos musicais e de piano com Janette Bampa, tendo se diplomado pelo Conservatório Musical “Carlos Gomes”, daquela cidade. Posteriormente concluiu o curso de piano pela Faculdade Paulista de Arte, na capital paulista, onde estudou com Vera Velloso e André Müller. Desde 1985 colabora ao piano com cantores eruditos, acrescentando à atividade de solista a de camerista. com apresentações no Brasil, Alemanha e Itália, em salas como Teatro Municipal, MASP e Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, Auditório Cláudio Santoro, em Campos do Jordão, Teatro Minaz, em Ribeirão Preto SP, Igreja de Santo Alexandre, em Belém, Palácio das Artes, em Belo Horizonte, Estúdio Bennet Kleintje, em Munique/Alemanha, Auditório RAI de Turim, Palazzo Ottolenghi, de Asti, e Academia Européia de Música de Erba, na Itália. Registrou para a Europa Rádio de Milão peças de Mozart, Granados e Villa-Lobos e gravou o CD “Dedicatórias”, pela Algol (São Paulo) em repertório de câmera brasileiro com o baixo Eduardo Janho-Abumrad, com quem forma o duo Abumrad/Reis desde 1985 e cujo orientador é Ricardo Ballestero. Luiz Gonzaga de Oliveira (Brasil), Fábio Luz e Adriana Maimone (Itália) são nomes que influenciaram seu aperfeiçoamento.

 

SERVIÇO

 

“Banzo, Saudades da África Natal” – Duo Abumrad-Reis

Dia 20 de novembro, às 19:30h

Teatro Sérgio Cardoso (Rua Rui Barbosa, 123 – Bela Vista – São Paulo)

 

Entrada franca

 

.

Faça seu comentário