Escrito por em 26 nov 2018 nas áreas Lateral, Música contemporânea, Programação, Rio de Janeiro

Projeto inclui o lançamento de um disco e apresentações na Cidade das Artes

Um dos maiores sambistas da história da música brasileira será o primeiro homenageado da série Tributos, novo projeto da Orquestra Petrobras Sinfônica. Os sucessos de Cartola ganharam arranjos sinfônicos de Marcelo Caldi para o disco que chegará às lojas físicas no dia 2 de dezembro, celebrando os 110 anos do nascimento do cantor e compositor. O concerto acontece no mesmo dia, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, com duas sessões: às 11 e às 15h.  As vendas estão abertas pelo site Ingresso Rápido, com preço único R$20 (R$10 – meia entrada). O álbum já está disponível nas plataformas digitais.

O repertório será apresentado por um octeto de sopros e percussão e terá clássicos como “As Rosas Não Falam”, “O Mundo é um Moinho”, “O Sol Nascerá” e “Alvorada”, além de “Minha”, “Peito Vazio”, “Preciso Me Encontrar”, “Que Sejas Bem Feliz”, “Disfarça e Chora”, “Tive Sim” e “Ensaboa”.

 

.

 

Octeto de Sopros e Percussão da Orquestra Petrobras Sinfônica

Sammy Fuks (flauta)
Francisco Gonçalves (oboé)
Ígor Carvalho (clarineta)
Ariane Petri (fagote)
Josué Soares (trompa)
Nélson Oliveira (trompete)
João Luiz Areias (trombone)
Eliezer Rodrigues (tuba)
Pedro Moita (percussão)

 

PROGRAMA

Cartola
Alvorada
Minha
O mundo é um moinho
Peito vazio
Preciso me encontrar
Que sejas bem feliz
Disfarça e chora
Tive sim
As rosas não falam
Ensaboa
O sol nascerá

 

 

SERVIÇO

 

Série Tributos – OPES homenageia Cartola

Dia 22 de dezembro (domingo), às 11 e às 15h

Cidade das Artes/Sala de Câmara (Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca – (21) 3325-0102)

Ingressos: R$20 / R$ 10 (meia)

Vendas: Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br)

Classificação: livre

 

 

Sobre a Orquestra Petrobras Sinfônica

Aos 46 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra conta com uma formação de mais de 80 instrumentistas e tem como Diretor Artístico e Regente Titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional.

Modelo de gestão: A Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro, entidade que administra a orquestra, possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.

Sobre a PETROBRAS: A Petrobras completa 31 anos de patrocínio da Orquestra Petrobras Sinfônica em 2018. Através do Petrobras Cultural, a companhia busca contribuir para o fortalecimento das oportunidades de criação, produção, difusão e fruição da cultura brasileira, para a ampliação do acesso dos cidadãos aos bens culturais e para a formação de novas plateias. Esta parceria é essencial para manter a Orquestra Petrobras Sinfônica entre os principais conjuntos da América Latina, sempre desenvolvendo um importante trabalho de democratização da música clássica e de renovação do público do gênero.

Outros apoios e patrocínios: A Petrobras Sinfônica conta ainda com os apoios culturais de: UCI, Consulado da Argentina, Windsor Hotéis, Rádio MEC FM e JLT Brasil.

 

Faça seu comentário