Escrito por em 2 fev 2019 nas áreas Lateral, Música coral, Programação, São Paulo

O grupo executará Carinhoso, Rosa e Bom Dia, entre outras composições

O Coral Paulistano apresenta, no dia 08 de fevereiro, às 12h30, um concerto com músicas populares brasileiras no saguão do Theatro Municipal de São Paulo. A regência é da maestrina Naomi Munakata.

O grupo executará o arranjo de Samuel Kerr para a música Carinhoso, de Pixinguinha. Kerr já dirigiu o Coral Paulistano e se destacou por introduzir a MPB nos repertórios para Coral.

Com os arranjos de Damiano Cozzella, o Coral Paulistano apresenta Minha Namorada, de Carlos Lyra e Vinicius de Moraes. Cozzella chegou a produzir cerca de 300 arranjos para corais, incluindo sambas, choros, marchinhas carnavalescas, canções da Bossa Nova e MPB, entre outras.

Ainda no programa, Rosa (arr. Marcos Leite), de Pixinguinha, Bom Dia (arr. Pedro Veneziani), de Nana Caymmi e Gilberto Gil, Alguém Cantando (arr. Marcos Leite), de Caetano Veloso, e Mantiqueira (arr. Vicente Ribeiro), de Nelson Ayres.

PROGRAMA

Nana Caymmi e Gilberto Gil
Bom dia
– Arranjo de Pedro Veneziani

Pixinguinha e João de Barro
Carinhoso
– Arranjo de Samuel Kerr

Carlos Lyra e Vinícius de Moraes
Minha Namorada
– Arranjo de Damiano Cozzella

Pixinguinha
Rosa
– Arranjo de Marcos Leite

Caetano Veloso
Alguém cantando
– Arranjo de Marcos Leite

Nélson Ayres
Mantiqueira
– Arranjo de Vicente Ribeiro

 

Coral Paulistano

Com a proposta de levar a música brasileira ao Theatro Municipal de São Paulo, em 1936, por iniciativa de Mário de Andrade, foi criado o Coral Paulistano. O então diretor do Departamento Municipal de Cultura queria mostrar à elite paulistana a importância do movimento nacionalista que contagiava os compositores brasileiros da época e que era até então desconhecida.

Marco da história da música em São Paulo, o grupo foi um dos muitos desdobramentos do movimento modernista da Semana de Arte Moderna de 1922. Em 2013, o Coral foi novamente fortalecido e revalorizado. Com uma programação extensa de apresentações de música brasileira erudita em diferentes espaços da cidade, renovou seu fôlego e retomou suas atividades resgatando sua autenticidade.

Atualmente o Coral Paulistano tem como regente titular a maestrina Naomi Munakata, e a maestrina Maíra Ferreira como regente assistente. O grupo integra a Fundação Theatro Municipal de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura.

 

Naomi Munakata

Naomi Munakata iniciou os estudos musicais ao piano aos 4 anos e começou a cantar aos 7, no coral regido por seu pai, Motoi Munakata. Formou-se em Composição e Regência em 1978, pela Faculdade de Música do Instituto Musical de São Paulo, na classe de Roberto Schnorrenberg. A vocação para a regência começou a ser trabalhada em 1973. Anos depois, essa opção lhe valeria o prêmio de Melhor Regente Coral, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte. Estudou ainda regência, análise e contraponto com Hans-Joachim Koellreutter e viajou à Suécia para estudar com o maestro Eric Ericson. Aperfeiçoou-se em regência na Universidade de Tóquio. Foi regente do Coral Sinfônico do Estado de SP de 1995 a 2000 (ULM) e do Coro da Osesp de 2001 a 2015. Atualmente é a regente titular do Coral Paulistano.

 

 

SERVIÇO

Coral Paulistano highlights 

Dia 08 de fevereiro, sexta-feira, às 12h30

Theatro Municipal de São Paulo (Praça Ramos de Azevedo, s/no. – São Paulo -11 2626 0857)

Entrada franca

Ingressos: Os ingressos podem ser retirados com duas horas de antecedência, por ordem de chegada, limitado a um por pessoa.

Indicação etária: livre

 

Faça seu comentário