Escrito por em 1 mar 2019 nas áreas Lateral, Minas Gerais, Música coral, Programação

O grupo apresenta composições de mulheres no Conservatório UFMG

O Ars Nova – Coral da UFMG homenageia todas as mulheres com um concerto muito especial! Regido pela maestrina Riane Menezes, o concerto vem para apresentar os trabalhos de grandes compositoras que viveram em diversas épocas e países. O pianista Thiago André acompanha.

No concerto do dia 08 de março, às 19h30 no Conservatório UFMG, serão apresentadas as obras das italianas Vittoria Aleotti e Isabela Leonarda dos séculos XVI e XVII. Do século XIX teremos a alemã Fanny Mendelssohn, a americana Amy Beach e a francesa Lili Boulanger. Como representantes do século XX temos a brasileira Kilza Setti e a americana Libby Larsen.

 

PROGRAMA

Vittoria Aleotti (Itália) (1575-1620)
Hor Che La vaga Aurora 

Isabella Leonarda (Itália)  (1620-1704) 
Ave Regina Caelorum 

Fanny Mendelssohn  (Alemanha) (1805-1847)
Gartenlieder op.3                                                          
Lockung
Shöne Fremde 

Amy Beach (EU) (1867-1944)
Nunc Dimittis

Lili Boulanger ( França) (1893-1918)
La Source

Libby Larsen (EU) (1950)
Cry for Peace

 Libby Larsen (EU) (1950)
Invitation to Music

Kilza Setti (Brasil) (1932)
Dois Corais Mistos 
Obialá Kôrô
Yemanjá Ôtô 

 

 

SERVIÇO

 


Ars Nova – Coral da UFMG – Concerto em Homenagem ao Dia das Mulheres

Dia 08 de março, sexta-feira, às 19h30


Conservatório UFMG 
(Av. Afonso Pena, 1534 – Centro, Belo Horizonte)

Entrada franca

 

 

Ars Nova – Coral da UFMG

Desde 2016, quando passou a ser regido pelo maestro Lincoln Andrade, o Ars Nova tem buscado ampliar a área de atuação do coral e divulgar não só os compositores brasileiros, mas também novos repertórios de compositores internacionais, com ênfase em obras ainda consideradas inéditas em território brasileiro.

É uma maneira de incentivar a produção de novas obras para coral, além de garantir que cantores e público pratiquem e escutem a música de nosso tempo, com suas idiossincrasias, seus contrastes e suas coerências e incoerências, mas acima de tudo, com o registro de uma leitura atual do movimento coral mundial.

 

Riane Menezes

Bacharel em piano e regência pela Escola de Música da UFMG. Trabalha com corais desde 1998 tendo a oportunidade de participar de obras importantes tais como Paixão Segundo São João, de Bach, Dixit Dominus, de Händel, Missa Nelson, de Haydn, Sinfonia dos Salmos, de Stravinsky, Requiem, de Mozart . Como regente teve oportunidade de conduzir obras como A Flauta Mágica, de Mozart, Come ye Sons of Art, de Purcell, Gloria, de Vivaldi, Gruss an die Heilige Nacht, de Max Bruch.

 

Faça seu comentário