Escrito por em 21 mar 2019 nas áreas Canto, Lateral, Programação, São Paulo

Acompanhada ao piano Antônio Luiz Barker


A atração musical do Toriba no próximo sábado, 23 de Março, marca a estreia na Sala da Lareira do hotel de Edna D’Oliveira, uma das mais importantes sopranos na cena lírica brasileira. Acompanhada ao piano Antônio Luiz Barker, a cantora vai apresentar um sugestivo programa que inclui canções líricas, de compositores brasileiros e estrangeiros, e várias árias de óperas famosas.

Entre os destaques, “Les chemins de l’amour”, de Francis Poulenc, “Dengues da mulata desinteressada”, de Marlos Nobre, “Somebody loves me”, de Gorge Gershwin, e “Sì. Mi chiamano Mimì”, ária de Giacommo Puccini da ópera La Bohème.

P R O G R A M A

C. Debussy
Beau soir

G. Fauré
Mai

R. Hahn
À Chloris

F. Poulenc
Les chemins de l’amour

C. Guarnieri
Canção ingênua

H. Villa-Lobos
Canção do poeta do século XVIII

M. Nobre
Dengues da mulata desinteressada

G. Giacomelli
Sposa son disprezzata

G. Gershwin
Summertime (da ópera Porgy and Bess)

G. Puccini
O mio babbino caro (da ópera Gianni Schichi)

C. Gounod
Ah! Je ris de me voir si belle en ce miroir (da ópera Fausto)

G. Puccini
Sì. Mi chiamano Mimì (da ópera La Bohème)

G. Gershwin
Soon

G. Gershwin
Somebody loves me

 

Edna d’Oliveira

Sucesso de público e crítica – Ao longo de sua longa carreira e vitoriosa carreira, a soprano tem brilhado tanto nos palcos de ópera como na plataforma de concerto. Aclamada por suas interpretações de Villa-Lobos, especialmente da Bachianas Brasileiras nº 5 e das canções de A Floresta do Amazonas, já interpretou estas obras nas principais salas brasileiras e no Estados Unidos – onde foi chamada “a Kathleen Battle brasileira”.

Versátil e dona de grande magnetismo cênico, tanto em papéis cômicos como em personagens líricos e densos, realiza, com igual competência, sofisticados recitais de canções. Seu repertório operístico inclui Rigoletto (Gilda), A Flauta Mágica (Papagena), Elisir d´Amore (Adina), O Empresário (Mademoiselle Silberklang), Chapéu de Palha de Florença (Helena), Ariadne auf Naxos (Echo), Adele (O Morcego), entre outras, sempre com sucesso absoluto de público e crítica.

Em 2011, foi vencedoras do XIV Prêmio Carlos Gomes de Ópera e Música Erudita, na categoria “Cantora Solista”, por suas atuações em “A Viúva Alegre” e em “Andrea Chénier”. Edna D’Oliveira aperfeiçoou-se na Inglaterra em Opera Performance, na Royal Academy of London. Na Alemanha, aperfeiçoou-se em lieder. Em Viena, trabalhou sua voz com a soprano Eliane Coelho.

 

S E R V I Ç O

 

Dia 23 de março, sábado, às 19h30

Hotel Toriba / Sala da Lareira (Av. Ernesto Diederichsen 2962, Campos do Jordão – (12) 3668-5000)

Entrada franca para hóspedes do hotel e clientes do Terraço Panorama, do Bar Vindima e dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue

Indicação etária: Livre

 

Faça seu comentário