Escrito por em 15 abr 2019 nas áreas Lateral, Música de câmara, Programação, São Paulo

Peça que dá nome ao programa é “Salut d’amour”, do inglês Edward Elgar

No próximo sábado, sábado 20 de Abril, às 19h30, os hóspedes do Hotel Toriba, em Campos do Jordão, terão o privilégio de assistir a um recital dos mais especiais, com o violinista Yuriy Rakevich e a pianista Olga Kopylova, e ainda com a participação especial da também violinista Inna Meltser. Todos os três músicos são russos, nascidos na antiga União Soviética, e hoje integram a Osesp, a melhor das orquestras sinfônicas brasileiras.

O programa do recital destaca uma série de obras curtas escritas para violino e piano, a maior parte delas de compositores russos – de Scriabin a Rachmaninoff, de Glinka a Glière. A peça que dá nome ao programa é “Salut d’amour”, do inglês Edward Elgar.

Na parte final, Yuriy Rakevich recebe Inna Meltser em números para dois violinos: dois duos do compositor austríaco Ignaz Pleyel e o primeiro movimento do “Concerto para 2 violinos BWV 1043” de J. S. Bach, em redução para violinos e piano.

O evento acontece na Sala da Lareira, no prédio principal do hotel. É gratuito para os hóspedes do Toriba e para os clientes de seus restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue.


P R O G R A M A

Edward Elgar
Salut d’Amour

Aleksandr Scriabin
Estudo

Piotr I. Tchaikovvsky
Valsa sentimental

Aleksandr Scriabin
Noturno

Sergei Rachmaninoff
Margaridas

Piotr I. Tchaikovvsky
Canção sem palavras

Mikhail Glinka
O rouxinol

Sergei Rachmaninoff
Romance

Alexander Glazunov
Meditação

Reinhold Glière
Romance

Ignaz Pleyel
Violin Duo Nº 1 
Violin Duo Nº 2 
– Com Inna Meltser

Johann Sebastian Bach
Concerto para 2 violinos BWV 1043, 1º mov. 
– Com Inna Meltser

 

S E R V I Ç O

 

Toriba Musical – música para violino e piano

Dia 20 de Abril, sábado, às 19h30

Hotel Toriba – Sala da Lareira (Av. Ernesto Diederichsen 2962, Campos do Jordão – (12) 3668-5000)

Entrada franca para os hóspedes do Toriba e para os clientes de seus restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue.

 


Yurik Rakevich
– violino

Yuriy Rakevich

Nascido em Leningrado, atual São Petersburgo, na Rússia, começou os estudos musicais aos seis anos em sua cidade natal e, aos 18, foi admitido no Conservatório de Moscou, onde concluiu o curso. Estudou com os professores M. Gantvarg, A. Reznikovsky, B. Belenky e fez masterclasses com Z. Bronn na Itália e com M. Lowe nos Estados Unidos.

Diplomou-se no II Concurso Internacional de Violino de Henryk Szeryng. Foi solista em concertos para violino e orquestra, tais como os de Sibelius (com V. Sinaisky, na Rússia), nº 5 de Mozart (com S. Carballeda, no México), Tchaikovsky (com Bernal Matos, no México) e de Mendelssohn (com J. B. Ullerich, no México), além da Tzigane de Ravel e o Poème de Chausson (com Fuat Mansurov, na Rússia, e também com Francisco Pereda, no México).

Apresentou-se ainda em recitais com o pianista Alexander Bloch na Alemanha e foi integrante do Quarteto Tchaikovsky no México. Trabalhou como concertino da Orquestra Sinfônica de Maily e da Filarmônica de Moscou, na Rússia; como spalla da Orquestra da Ópera e Balé de Belas Artes do México, como solista da Sinfônica de New Hampshire (EUA) e como spalla convidado da Orquestra Sinfônica de Adelaide, na Austrália. Atualmente, além de integrar a Osesp, é membro do Quarteto Glazunov.

 

Olga Kopylova  – piano

Olga Kopilova

Nascida em 1979 no Uzbequistão, no período da extinta União Soviética, Olga Kopylova começou a ter aulas de piano aos quatro anos com o pai e aos seis ingressou na Escola Especial de Música Uspensky. Em Moscou, estudou no Colégio de Música Tchaikovsky e depois no Conservatório Tchaikovsky, com as renomadas professoras Tatiana Galitzkaya e Liudmila Roshina, ambas representantes de destaque da escola pianística de Samuil Feinberg. Mudou-se para o Brasil em 2000, para assumir o posto de pianista da Osesp-Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, onde é titular até hoje.

Em 2002, lançou o CD solo Estrela da Manhã, com músicas de compositores russos. Como integrante da Osesp, participou de diversas gravações sinfônicas, com destaque para o premiado CD dos Concertos de Jolivet para trompete e orquestra, com Ole Edvard Antonsen. Como solista, tem realizações à frente de diversas orquestras do Brasil e do exterior, sob regência de John Neshling, Roberto Minczuk, Giancarlo Guerreiro, Valentina Peleggi e Scott Seaton, entre outros.

Desenvolve trabalhos camerísticos dentro das séries de música de câmara da Osesp e também ao lado dos solistas internacionais, como Johannes Moser, Nicolas Koeckert, Alexander Chaushian e Ransom Wilson, mantendo formações fixas como o Vesper Trio e Duo Kopylova & Rakevich. Além disso, a artista promove eventos sócio-educativos voltados para a formação de público e se dedica às atividades pedagógicas.

 


Inna Meltser
– violino

Inna Meltser

Formada pelo Conservatório de Leningrado, estudou com professores como V. Vilker, V. Bronin e K. Vecsler. Foi spalla do Teatro de Ópera do Conservatório de Moscou, primeiro violino da Filarmônica da mesma cidade e da Orquestra Sinfônica do Estado Soviético.

Foi ainda spalla dos segundos violinos da Orquestra Sinfônica de Maliy, na Rússia, assistente de spalla da Orquestra Bellas Artes da Ópera da Cidade do México e assistente de spalla da Orquestra Sinfônica de New Hampshire, nos Estados Unidos.

Foi assistente de professor de música de câmara na Escola Gnessin e professora do Conservatório Nacional de Música da Cidade do México. Como camerista, apresentou-se com o Quarteto Tchaikovsky (México) e com o Quarteto Glazunov (Brasil), além de realizar recitais e tocar com outras formações. Atualmente, além do trabalho com a Osesp, é professora da Escola de Música do Estado de São Paulo, em São Paulo.

 

 

Obs: Na foto do post, a Sala da Lareira, onde acontecem os concertos Toriba Musical.

Visite Campos do Jordão, hospede-se no Toriba Hotel e curta boa música.

.

Faça seu comentário