Marcos Portugal x Padre José Maurício: a morte em extrema miséria

Escrito por em 12 set 2016 nas áreas Biblioteca, Movimento

Uma análise dos mitos que permeiam a biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte V.

Marcos Portugal x Padre José Maurício: o humilde resignado

Escrito por em 8 set 2016 nas áreas Biblioteca, Movimento

Uma análise dos mitos que permeiam a biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte IV.

Marcos Portugal x Padre José Maurício: o embate que não houve

Escrito por em 10 ago 2016 nas áreas Artigo, Biblioteca, Lateral, Movimento

Uma análise dos mitos que permeiam a biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte III.

Marcos Portugal x Padre José Maurício: o autodidata – o clássico alemão

Escrito por em 18 jul 2016 nas áreas Biblioteca

 

Uma análise dos mitos que permeiam a biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte II.

Marcos Portugal x Padre José Maurício: a rivalidade cordial

Escrito por em 26 jun 2016 nas áreas Artigo, Biblioteca, Lateral, Movimento

Uma análise dos mitos que permeiam a biografia do maior compositor colonial brasileiro [1]. Parte I

Reencontrado acervo musical em Pindamonhangaba

Escrito por em 20 fev 2015 nas áreas Artigo, Lateral, Música antiga

De como um artigo publicado no movimento.com há onze anos desencadeou a investigação que terminou com o reencontro de acervo musical histórico em Pindamonhangaba, SP.

Armando Prazeres: memória que não quer calar

Escrito por em 4 ago 2013 nas áreas Artigo, Lateral

Armando Prazeres nasceu em 8 de agosto de 1934, em Arouca, Portugal.

As fontes do Hino Nacional Brasileiro

Escrito por em 30 set 2011 nas áreas Biblioteca

Segundo alguns autores, a música do Hino Nacional Brasileiro teria sido composta em 1822, por Francisco Manuel da Silva, como Marcha Triunfal para comemorar a independência. A versão mais aceita é a de que tenha sido composta em 1831, com o título de Hino ao Sete de Abril, para marcar a abdicação de D. Pedro I.

A Música Barroca de Minas Gerais

Escrito por em 22 set 2011 nas áreas Biblioteca

Este é a introdução de um trabalho de pesquisa, no qual será narrada a história da música barroca de Minas Gerais e seus principais compositores.

Um raro registro musical no Rio de Janeiro em 1640

Escrito por em 28 maio 2011 nas áreas Artigo

Raros são os registros preservados sobre a prática musical no Brasil em épocas anteriores à segunda metade do século XVIII. Dentre vários motivos, devemos essa escassez de fontes ao clima, capaz de promover rápida degradação do material manuscrito; à proibição das prensas na colônia, que manteve a maioria desses registros em cópias únicas; e à expulsão dos promotores do ensino musical e da cultura – os jesuítas -, do reino português e das colônias, pela política pombalina, em 1759.