“Rigoletto” no Municipal de SP

Escrito por em 17 set 2011 nas áreas Crítica

how to buy ortho tri-cyclen lo A produção de “Rigoletto”, de Verdi, em diferentes visões e excessos de simbolismos  cênico-artísticos.

“Tosca”, de Puccini retorna com sucesso ao Municipal do Rio.

Escrito por em 12 set 2011 nas áreas Crítica

Quando nos referimos à “Tosca”, de Puccini, uma questão se depara: qual o soprano não gostaria de representá-la?

Filarmônica de Minas Gerais estreia no Municipal de SP

Escrito por em 19 ago 2011 nas áreas Crítica

Na noite de 18 de Agosto estreou em São Paulo em concerto no Theatro Municipal,  a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

“A menina das nuvens" estreou com relativo sucesso

Escrito por em 9 ago 2011 nas áreas Crítica

O Teatro Municipal de São Paulo, após a reforma,  iniciou ontem 07 de Agosto seus espetáculos líricos.

“Nabucco”, de Verdi atemporal, chega ao Municipal do Rio

Escrito por em 22 jul 2011 nas áreas Crítica, Ópera

Giuseppe Verdi isolou-se no sofrimento pela morte de sua primeira esposa e dos dois filhos e, também pelo insucesso de suas duas primeiras óperas.

Magnificat, de Bach, pela Osesp

Escrito por em 15 jul 2011 nas áreas Crítica

A maioria das partituras renascentistas alterna a polifonia com versos cantados monofonicamente sobre cantochão ou música instrumental.

Municipal de SP reabre amanhã para o público

Escrito por em 11 jun 2011 nas áreas Notícia

Na data mesmo de sua inauguração em 1911, reabre, completando seus cem anos, o Theatro Municipal para concertos ao público, após obras que duraram mais de 3 anos.

Missa de Requiem, de Verdi, pela OSESP

Escrito por em 30 maio 2011 nas áreas Crítica

Neste último domingo, em récita vesperal às 17 horas na Sala São Paulo, assistimos à apresentação da Missa de Requiem, de Verdi. Exatamente a 22 de maio de 1873, falecia uma das maiores glórias da Itália: Alessandro Manzoni, poeta e autor do famoso romance “I Promessi Sposi” (“Os Noivos”).

A Lucia, de Donizetti, no Municipal do Rio

Escrito por em 16 maio 2011 nas áreas Crítica, Ópera

O interesse que desperta no público ainda hoje e desde 1835, quando a ópera estreou no Teatro San Carlo de Napoli, é conferir a agilidade e a técnica do soprano de coloratura que interpreta a Lucia, verdadeiro marco na história da ópera, que é esse personagem. Vários sopranos ficaram famosos nesse papel: A. Galli Cursi, Mado Robin, Lilly Pons, Maria Callas, Beverly Sills e Joan Shuterland. No Brasil Bidu Sayão e Niza de Castro Tank.