Concurso Callas 2017

Escrito por em 30 dez 2016 nas áreas Destaque, Movimento

Purchase online pharmacy buy accutane

Concerto de Natal – ParA?quia da SantA�ssima Trindade – Rio

Escrito por em 14 dez 2016 nas áreas Movimento, Música de câmara, Programação, Rio de Janeiro

O Natal chega e com ele as mA?sicas tradicionais e muito belas.

Orquestra Petrobras SinfA?nica anuncia Temporada 2017

Escrito por em 2 dez 2016 nas áreas Movimento

 

Grandes espetA?culos,A�com maestros de renome e solistas consagrados

“Baccarelli na rua” na Vila Madalena – Quinteto de sopros

Escrito por em 30 nov 2016 nas áreas Movimento, Música de câmara, Programação, São Paulo

A�Coral da Gente tambA�m participa do espetA?culo

“Domitila”, A?pera de Guilherme Ripper

Escrito por em 25 nov 2016 nas áreas Movimento, Ópera, Pernambuco, Programação

Uma figura feminina brasileira, personagem fascinante das mais comentadas, discutidas, criticadas e admiradas

Orquestra Johann Sebastian Rio celebra seu segundo aniversA?rio

Escrito por em 24 nov 2016 nas áreas Movimento, Música de câmara, Notícia

a�?ParabA�ns para vocA?a�? em ritmo brasileiro e participaA�A?o do percussionista A�ber de Freitas.

“Camerata OntoArte Recanto Maestro” na Bell’Anima – RS

Escrito por em 17 nov 2016 nas áreas Movimento, Música de câmara, Programação, Rio Grande do Sul

Novo concerto do projeto acontece com os cantores convidados Paola Leonetti e FlA?vio Leite

Marcos Portugal x Padre José Maurício: a morte em extrema miséria

Escrito por em 12 set 2016 nas áreas Biblioteca, Movimento

Uma análise dos mitos na biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte V.

Marcos Portugal x Padre José Maurício: o humilde resignado

Escrito por em 8 set 2016 nas áreas Biblioteca, Movimento

Uma análise dos mitos na biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte IV.

Marcos Portugal x Padre José Maurício: o embate que não houve

Escrito por em 10 ago 2016 nas áreas Artigo, Biblioteca, Lateral, Movimento

Uma análise dos mitos na biografia do maior compositor colonial brasileiro – Parte III.