Um raro registro musical no Rio de Janeiro em 1640

Escrito por em 28 maio 2011 nas áreas Artigo

Raros são os registros preservados sobre a prática musical no Brasil em épocas anteriores à segunda metade do século XVIII. Dentre vários motivos, devemos essa escassez de fontes ao clima, capaz de promover rápida degradação do material manuscrito; à proibição das prensas na colônia, que manteve a maioria desses registros em cópias únicas; e à expulsão dos promotores do ensino musical e da cultura – os jesuítas -, do reino português e das colônias, pela política pombalina, em 1759.

Karajan te espera na esquina

Escrito por em 25 maio 2011 nas áreas Artigo

Você não precisa morar perto de um teatro imponente para poder assistir a grandes apresentações de obras importantes da música clássica – algumas delas esperam por você na esquina, mais precisamente na banca de revistas. A editora Planeta Deagostini está distribuindo a Deutsche Grammophon DVD Collection, uma coleção de DVDs com obras de compositores como Mozart, Bach e Beethoven, interpretadas por artistas como Leonard Bernstein, Jean-Pierre Ponnele, Karl Richter e Placido Domingo.

As “releituras” dos encenadores e o gosto pela ópera

Escrito por em 25 maio 2011 nas áreas Artigo

As montagens moderninhas são mesmo capazes de atrair um leigo para a apreciação do teatro lírico? Quem tem acompanhado o Movimento.com e agora passa a acompanhar o blog, sabe que, via de regra, Marcus Góes e eu discordamos constantemente. Em algumas ocasiões, no entanto, nossas opiniões convergem a um denominador comum. A última dessas convergências deu-se nas nossas análises da encenação da ópera Lucia di Lammermoor, de Donizetti, levada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Uma inverdade histórica na música brasileira

Escrito por em 25 maio 2011 nas áreas Artigo, Ópera

Quase todos, se não todos, os escritos biográficos sobre CARLOS GOMES (1836/1896) vêm afirmando que o compositor foi para a Europa estudar, PORQUE O IMPERADOR D. PEDRO II LHE CONCEDEU UMA BOLSA DE ESTUDOS OU PAGOU TUDO DE SEU BOLSO e coisas semelhantes. Isso não é verdade e diminui os méritos de nosso grande compositor. CG foi para a Europa, mais  precisamente para Milão, capital da música daqueles tempos na Europa, por méritos e conquistas próprias, como se explicará.

O estigma de Mussorgsky

Escrito por em 25 maio 2011 nas áreas Artigo

Uma das mais fascinantes figuras da história da música, Modest Petrovitch Mussorgsky (1839-1881), não foi apenas o expoente máximo da escola nacionalista russa, como também um dos mais criativos compositores de todos os tempos. Junto com Mily Balakirev, Alexander Borodine, César Cui e Nicolai- Rimsky-Korsakov, Mussorgsky constituiu o famoso  “Grupo dos Cinco”.

Sobre a Direção Artística do Teatro Municipal do RJ

Escrito por em 17 maio 2011 nas áreas Artigo

Parece que, em boa hora, escrevi um artigo, lançando a candidatura do maestro Ricardo Rocha à direção artística do nosso Teatro Municipal. Não sei a repercussão do assunto nos escalões do próprio teatro ou do governo do estado, mas muitas pessoas entraram no site e deram as suas opiniões, mostrando que o assunto é de interesse.

Berlioz – gênio da invenção e da inovação

Escrito por em 13 maio 2011 nas áreas Artigo

Nas artes e nas ciências (e em tudo na vida) ocorrem  referências elogiosas a quem não as merece tanto, classificações e escalas deformadas e deformantes, esquecimentos, exageros, omissões.