Minas GeraisMúsica coralProgramação

SA�rie LA�rico Sacro a�� Coral LA�rico de Minas Gerais

Programa destaca composiA�A�es sacras nacionais e revela a relaA�A?o entre as composiA�A�es operA�sticas e a mA?sica sacra.


O Coral LA�rico de Minas Gerais realiza mais uma ediA�A?o da sA�rie LA�rico Sacro. SerA?o interpretadas diversas composiA�A�es da tradiA�A?o religiosa judaico-cristA? e, pela primeira vez, o pA?blico poderA? ouvir a peA�a Ubi Caritas, de Maurice DuruflA�. O programa conta tambA�m com obras de Bach, Mozart, Pablo Casals e coros de conhecidas A?peras. O repertA?rio serA? dedicado A�s composiA�A�es sacras sedanafil for sale nacionais, com obras de Heitor Villa-Lobos e padre JosA� MaurA�cio Nunes Garcia.

Segundo o maestro Lincoln Andrade, a aposta em canA�A�es com temA?tica religiosa para compor o repertA?rio A� uma forma de evidenciar a versatilidade que tem marcado os concertos que o Coral LA�rico realiza ao longo do ano. a�?A� importante realizar apresentaA�A�es como esta, porque nA?s mostramos a enorme versatilidade do Coral LA�rico e garantimos que as pessoas conheA�am diferentes e belas canA�A�es sacrasa�?, disse.

Uma das formas de ampliar e diversificar o repertA?rio do CLMG A� apostar em composiA�A�es inA�ditas ou poucas vezes interpretadas. Caso de Ubi Caritas Cheap , do compositor francA?s Maurice DuruflA�. Composta em 1960, a peA�a faz parte de uma sA�rie que DuruflA� criou sobre temas gregorianos. a�?Neste trabalho, DuruflA� mostra o seu talento particular ao reunir elementos espirituais da melodia gregoriana num contexto polifA?nicoa�?, destaca Lincoln Andrade.

 

A A?pera e a mA?sica sacra

NA?o sA? tragA�dias, traiA�A�es e amores inspiraram os enredos de A?peras. Algumas delas possuem A?rias que revelam um forte tom religioso e, por esse motivo, o maestro Lincoln Andrade tambA�m selecionou coros de famosas composiA�A�es operA�sticas para integrar o repertA?rio do LA�rico Sacro. O programa conta com o Coro dos online Purchase Prisioneiros, da A?pera Fidelio, de Beethoven; o Coro dos Peregrinos, de TannhA�user, composta por Wagner; e Intermezzo, de Cavalleria Rusticana, da obra de Mascagni.

O regente explica que os coros selecionados possuem um contexto sacro muito marcante e que demonstram a capacidade dos compositores em inserir temas religiosos em suas obras. a�?HA? todo um contexto religioso, mas nA?o obrigatoriamente uma mA?sica sacraa�?, destaca o maestro. Para ele, a�?o universo do compositor A� compor para o maio nA?mero de gA?neros possA�veis. Assim como eles escrevem sinfonias, tambA�m podem escrever concertos, A?peras, mA?sicas sacrasa�?, aponta.

 

Brasilidades sacras

O concerto tambA�m abre espaA�o para composiA�A�es sacras da mA?sica nacional, com destaque para os trabalhos de Heitor Villa-Lobos e padre JosA� MaurA�cio Nunes Garcia. De Villa-Lobos, o CLMG interpreta duas obras sacras, de diferentes perA�odos do compositor: Cheap Ave Maria, de 1918; e Pater Noster, de 1950. JA? do padre JosA� MaurA�cio, a obra selecionada foi Judas Mercato pessimusr. De acordo com o maestro Lincoln Andrade, estas duas obras sintetizam a qualidade das composiA�A�es sacras brasileiras.

a�?O Villa-Lobos escreveu muitas mA?sicas sacras, em diferentes graus de dificuldades e os trabalhos sA?o sempre surpreendentes. JA? o JosA� MaurA�cio A� o nosso grande mA?sico sacro, o nosso patrono. Ele estA? para a mA?sica sacra assim como Carlos Gomes estA? para a A?peraa�?, finaliza.

A�

Coral LA�rico de Minas Gerais

Criado em 1979, o Coral LA�rico de Minas Gerais, corpo artA�stico da FundaA�A?o ClA?vis Salgado, A� um dos raros grupos corais que possui uma programaA�A?o artA�stica permanente e que interpreta um repertA?rio diversificado, incluindo motetos, A?peras, oratA?rios e concertos sinfA?nico-corais. As apresentaA�A�es tA?m entrada gratuita ou preA�os populares. O Coral jA? atuou com a Orquestra SinfA?nica do Estado de SA?o Paulo e com a Orquestra FilarmA?nica de Minas Gerais, entre outras. Dentro da polA�tica de difusA?o do canto lA�rico promovida pelo Governo de Minas, o Coral LA�rico desenvolve diversos projetos que incluem Concertos no Parque, LA�rico na Cidade, Concertos DidA?ticos e participaA�A?o nas temporadas de A?peras realizadas pela FundaA�A?o ClA?vis Salgado. JA? estiveram A� frente do Coral os maestros Luiz Aguiar, Marcos Thadeu, Carlos Alberto Pinto Fonseca, A�ngela Pinto Coelho, Eliane Fajioli, SA�lvio Viegas, Charles Roussin, AfrA?nio Lacerda e MA?rcio Miranda Pontes. Seu atual regente titular A� o maestro Lincoln Andrade.

 

Lincoln Andrade

Possui doutorado em RegA?ncia pela University of Kansas, EUA, mestrado pela University of Wyoming, EUA, onde tambA�m foi professor assistente e ministrou aulas de canto coral e regA?ncia coral. Foi diretor musical do grupo vocal Invoquei o Vocal, maestro titular do Madrigal de BrasA�lia, e do Coral BrasA�lia. Recebeu prA?mios nos Estados Unidos e na Europa. Foi professor e diretor da Escola de MA?sica de BrasA�lia. Regeu concertos na Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, FranA�a, GrA�cia, Hungria, Paraguai, PolA?nia, Portugal e Turquia. A� constantemente convidado para dar palestras sobre regA?ncia e o canto coral em festivais no Brasil.

 

Sobre os compositores

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) a�� Foi maestro e compositor brasileiro, considerado o expoente mA?ximo da mA?sica do modernismo no Brasil. Natural do Rio de Janeiro, comeA�ou sua vida profissional como instrumentista e, aos 19 anos, compA?s as primeiras obras. CompA?s as nove Bachianas brasileiras para demonstrar a semelhanA�a de modulaA�A�es e contracantos do folclore musical brasileiro com a mA?sica de Bach. Em 1922, participou da Semana de Arte Moderna, realizada em SA?o Paulo. Em 1923, viajou para a Europa e sA? voltou ao Brasil em 1929. Foi membro da Academia de Belas Artes em Nova Iorque e Comendador da Ordem de MA�rito do Brasil. Recebeu o tA�tulo de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Nova Iorque, e o de fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de MA?sica.

 

Johann Sebastian Bach (1685-1750) a�� Compositor, cravista, cantor, maestro, violista e violinista, nasceu no Sacro ImpA�rio Romano-GermA?nico, atual Alemanha. Tendo uma forte tradiA�A?o musical em sua famA�lia, desde cedo demonstrou talento e iniciou seus estudos na mA?sica. Desempenhou diferentes cargos em cortes e igrejas alemA?s e praticou quase todos os gA?neros musicais de seu tempo, demonstrando maior habilidade no A?rgA?o e no cravo. Suas peA�as mais conhecidas sA?o a Tocata e Fuga em RA� Menor, as Sonatas e Partitas para Violino solo e o Cravo Bem-Temperado.

 

JosA� MaurA�cio Nunes Garcia (1767-1830) a�� Padre e compositor de mA?sica sacra. Viveu no Brasil entre a transiA�A?o da ColA?nia para o ImpA�rio. Virtuoso do A?rgA?o e do cravo, foi mestre de capela da SA�. Em sua carreira, compA?s cerca de 26 missas, sendo suas principais obras a Sinfonia fA?nebre, O Coro para entremA?ses, a Missa de RA�quiem Pills e a Missa de Santa CecA�lia.

 

Ludwing van Beethoven (1770-1827) a�� Compositor alemA?o, nascido, provavelmente, em 1770. Sua mA?sica A� tA�pica do perA�odo de transiA�A?o entre as A�pocas ClA?ssica e RomA?ntica. Aos 11 anos, tornou-se mA?sico profissional e, com 12 anos, substituiu seu mestre na orquestra da A?pera. Atormentado pela surdez e por problemas emocionais, Beethoven foi considerado um poeta-mA?sico, o primeiro romA?ntico apaixonado pelo lirismo dramA?tico e pela liberdade de expressA?o. Foi sempre condicionado pelo equilA�brio, pelo amor A� natureza e pelos grandes ideais humanitA?rios. Faleceu na A?ustria, em 1827.

 

Maurice DuruflA� (1902-1986) a�� Compositor e organista francA?s, nasceu em Louviers e tornou-se corista no Coral da Cadetral de Rouen em 1912, onde tambA�m estudou piano e A?rgA?o. Em 1929, tornou-se organista titular do St. A�tienne-du Mont, em Paris, cargo que ocupou atA� o fim de sua vida. Sua peA�a mais famosa A� o Requiem op. 9, para solistas, coral, A?rgA?o e orquestra.

 

Pablo Casals (1876-1973) a�� Virtuoso violoncelista e maestro catalA?o, percorreu a Europa e os Estados Unidos promovendo concertos e recitais. Apesar de ter realizado diversas grandes obras com orquestras e mA?sica de cA?mara, seus trabalhos mais notA?veis foram as gravaA�A�es das SuA�tes para Violoncelo de Bach.

 

Pietro Mascagni (1863-1945) a�� Compositor italiano, Mascagni foi um expoente do perA�odo musical na A?pera, conhecido como verismo. Ao longo de sua carreira compA?s dezessete A?peras. Sua A?pera mais conhecida A� a Cavalleria Rusticana.

 

Richard Wagner (1813-1883) a�� Maestro, compositor, diretor de teatro e ensaA�sta alemA?o, ficou conhecido por suas A?peras notA?veis pelas harmonias ricas e complexas. Pioneiro em avanA�os da linguagem musical, como a rA?pida mudanA�a de centros tonais, influenciou o desenvolvimento da mA?sica erudita europA�ia. Sua influA?ncia tambA�m atinge outros campos artA�sticos, como as artes visuais, a literatura e o teatro.

 

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) a�� Nasceu em Salzburgo na A?ustria. Morreu no dia 05 de dezembro de 1791, com apenas 35 anos. Foi um compositor influente do perA�odo clA?ssico, tendo composto mais de 600 obras publicadas, tidas como referA?ncias da mA?sica sinfA?nica, concertos, A?peras, para piano e de cA?mara.

 

 

PROGRAMA

Johann Sebastian Bach
Jesus bleibet meine Freude

Wolfgang Amadeus Mozart
Ave, verum corpus

Maurice DuruflA�
http://ministryofhappiness.org/2018/02/toprol-xl-for-sale/ Ubi Caritas

Pablo Casals
O vos Omnes

L. van Beethoven
O welche Lust – da A?pera Fidelio

Richard Wagner
BeglA?cktdarf nun dich – da opera TannhA�user

Pietro Mascagni
Intermezzo – da A?pera Cavalleria Rusticana

Pe. JosA� MaurA�cio Nunes Garcia
Judas Mercator pessimus

Heitor Villa Lobos
Ave Maria
cheap panmycin aqua Pater Noster

 

 

SERVIA�O

A�

A�

Catedral da Boa Viagem
Rua Sergipe, 175 – FuncionA?rios

Dia 27 de agosto, A�s 19h30

Entrada franca

InformaA�A�es para o pA?blico: (31) 3236-7400

 }d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.