EntrevistaLateralMinas GeraisProgramaçãoRio de JaneiroRio Grande do SulSão PauloShow

Um artista em movimento

Violinista Ara Malikian, que faz concertos no Brasil pela primeira vez em maio, fala ao Movimento.com sobre mA?sica e o papel do artista.

 

LibanA?s de origem armA?nia, Ara Malikian A� considerado um dos mais expressivos violinistas do planeta no momento. Suas apresentaA�A�es, cheias de energia e vigor, conquistam plateias e crA�ticos em todo o mundo. Seu repertA?rio A� o mais abrangente possA�vel, executando com perfeiA�A?o e desenvoltura clA?ssicos como Bach e Vivaldi, artistas contemporA?neos como Piazzolla, mA?sica cigana e flamenca, alA�m de arranjos de composiA�A�es populares de artistas como David Bowie e Radiohead.

O mA?sico chega pela primeira vez ao Brasil para apresentar-se em quatro capitais: Rio de Janeiro (13 de maio, A�s 20h, no Theatro Municipal), SA?o Paulo (18 de maio, A�s 21h, no Teatro Bradesco), Belo Horizonte (20 de maio, A�s 20h30, no Sesc Palladium) e Porto Alegre (21 de maio, A�s 20h, no Teatro do Bourbon Country).

Dono de um estilo A?nico, forjado a partir de suas origens e ricas vivA?ncias musicais, Malikian se tornou, em trA?s dA�cadas de carreira, uma das expressA�es artA�sticas mais originais e inovadoras do panorama musical mundial.
Nesta primeira turnA? latino-americana, o mA?sico traz um repertA?rio que celebra os principais momentos de sua carreira. Malikian estA? acompanhado de uma orquestra de sete mA?sicos: Charles Humberto Armas (viola), Jorge Antonio Guillen del Castillo (violino), Nantha Kumar (percussA?o), Hector Osorio Heredia (percussA?o), Tania Bernaez Abad (contrabaixo), Cristina Lopes Garrido (violoncelo) e Antonio Carmona Vives (guitarra).

 

Biografia

Ara Malikian comeA�ou seus estudos de violino ainda crianA�a, a partir do incentivo de seu pai. Seu talento foi reconhecido cedo, apesar das circunstA?ncias difA�ceis que a guerra civil libanesa impunha a todos. Ele deu seu primeiro grande concerto aos 12 anos, e aos 14 o maestro Hans Herbert-Joris, ao ouvi-lo, obteve uma bolsa do governo alemA?o para que o jovem talento fosse estudar na Hochschule fA?r Musik und Theater Hannover. Com 15 anos, foi o mais jovem aluno admitido neste prestigioso centro superior de estudos musicais. Mais tarde, expandiu seus estudos na Guildhall School of Music & Drama, em Londres, e aperfeiA�oou-se com alguns dos professores mais prestigiados do mundo, como Franco Gulli, Ruggiero Ricci, Ivry Gitlis, Herman Krebbers e os membros do Quarteto Alban Berg.

Malikian A� possuidor de um vasto repertA?rio que inclui quase todas as grandes obras escritas para violino (concertos com orquestras, sonatas com piano, peA�as de mA?sica de cA?mara). AlA�m disso, ele estreou obras de compositores contemporA?neos como Franco Donatoni, Malcom Lipkin, Luciano Chailly, Ladislav Kupkovic, Loris Tjeknavorian, Lawrence Romany e Yervand Yernakian.

Sua qualidade como violinista foi reconhecida em inA?meros concursos de prestA�gio internacional, com a obtenA�A?o de primeiros prA?mios na Felix Mendelssohn (1987, Berlim, Alemanha) e na Pablo Sarasate (1995, Pamplona, Espanha). Ara recebeu ainda prA?mios em vA?rios concursos, como NiccolA? Paganini (GA?nova, ItA?lia), Zino Francescatti (Marselha, FranA�a), Rodolfo Lipizer (Gorizia, ItA?lia), Juventudes Musicais (Belgrado, IugoslA?via), Rameau (Le Mans, FranA�a), International Artist Guild (Nova York, EUA) e no Concurso Internacional de MA?sica do JapA?o (TA?quio). Em 1993, recebeu o PrA?mio de DedicaA�A?o e RealizaA�A?o ArtA�stica do MinistA�rio da Cultura da Alemanha, ganhou o PrA?mio Max for the Performing Arts de Melhor composiA�A?o musical, e foi premiado duas vezes com o Music Awards nas categorias de melhor A?lbum em 2006 (De la Felicidad) e melhor A?lbum clA?ssico em 2007 (A?nsula PoA�tica). Em 2013 apresentou, com sua prA?pria orquestra, o espetA?culo La Orquesta en el Tejado, no Teatro Espanhol de Madri.

Ara Malikian tem extensa discografia. Com a Warner Espanha gravou as obras mais destacadas para violino: 24 caprichos para violino solo, de Paganini (2003), um A?lbum com obras de Sarasate (2003), acompanhado ao piano pelo pianista armA?nio Serouj Kradjian, as seis Sonatas para violino solo, de YsaA?e (2003), as Sonatas e Partitas para violino solo, de Johann Sebastian Bach (2003), e As Quatro EstaA�A�es, de Vivaldi (2004), entre outros. Acompanhado pelo guitarrista flamenco JosA� Luis MontA?n gravou Manantial (2002/2004) e De la Felicidad (2005). Gravou mA?sica de Fernando Egozcue registradas nos A?lbuns Lejos (2007) e Con los Ojos Cerrados (2011). Entre seus A?lbuns mais recentes, podemos destacar Concerto para violino e orquestra, de Aram Khachaturian (2008), com a Orquestra SinfA?nica da Extremadura, dirigido por JesA?s Amigo, Conciertos RomA?nticos EspaA�oles de ViolA�n (2010) com a Orquestra SinfA?nica de Castilla e Leon, dirigido por Alejandro Posada, com temas de Breton, e No Seasons (2010), A?lbum em que sA?o apresentadas as Cuatro Estaciones PorteA�as, de Piazolla, com a Non Profit Music Chamber Orchesta; Christmas Mood (2011) no qual ele interpreta 11 temas de Natal, e cheap aldara cream Pizzicato (2013), em que apresenta algumas de suas performances para o programa de TV Pizzicato. Seu A?lbum mais recente A� 15 (2015), gravado no Teatro Real de Madri, com o qual celebra seus 15 anos de vida na Espanha e que resume todas as turnA?s em que se apresentou nesses anos.

Ara Malikian sempre demonstrou um interesse especial em levar a mA?sica a todos os pA?blicos, tanto clA?ssicos como modernos. Desde 2006 colabora com a FundaA�A?o Non Profit Music e com o compositor Jorge Grundman Madrid na criaA�A?o da orquestra de cA?mara Non Profit Music, dedicada a promover o trabalho de compositores contemporA?neos dentro do movimento chamado Nueva MA?sica Consonante. O resultado desta colaboraA�A?o A� a publicaA�A?o das obras Tears of Beauty (2006) e Meeting with a Friend (2007). Juntamente com a empresa Yllana criou e coproduziu o show Pagagnini (2008), em que A� efetuada uma revisA?o em peA�as-chave da mA?sica clA?ssica e moderna, de autores como Sarasate, Manuel de Falla, Luigi Boccherini, Johann Pachelbel, Shigeru Umebayashi, Mozart, Paganini e Serge Gainsbourg. Ele participou na produA�A?o e criaA�A?o do concerto para o pA?blico familiar Tales of the World, la Historia de un Hombre Feliz (2009) e tambA�m produziu Mis Primeras Cuatro Estaciones, sobre a obra de Vivaldi, que continua atualmente em turnA?. Desde 2010 faz parte do grupo de apresentadores do programa infantojuvenil Buy El Club de Pizzicato, dedicado a sensibilizar jovens audiA?ncias para a mA?sica clA?ssica.

Uma inesgotA?vel inquietaA�A?o humana e musical levou Malikian a aprofundar suas prA?prias raA�zes armA?nias e assimilar a mA?sica de outras culturas do Oriente MA�dio (A?rabe e judaica), Europa Central (cigana e klezmer), Argentina (tango) e Espanha (Flamenco), todas dentro de uma linguagem muito pessoal. Ele estreou o espetA?culo MA?sicas Ciganas (2009), concerto em que recolhe melodias de diferentes paA�ses musicalmente influenciados pela viagem que os ciganos fizeram da A?ndia para a Espanha. Com o guitarrista flamenco JosA� Luis MontA?n coproduziu o show Payo Bach (2011). Trabalhou, entre outros, com a cantora libanesa Fairud, os danA�arinos flamencos JoaquA�n CortA�s e BelA�n Maya e o pianista de jazz Horacio Icasto.

AlA�m disso, Ara Malikian A� um personagem de prestA�gio e fama internacional, o que lhe permite trabalhar, sempre que pode, em projetos para melhorar a vida das pessoas desfavorecidas, especialmente quando se trata de crianA�as. Entre eles, todos os anos colabora com a ONG AA�A?o Contra a Fome.

Ara Malikian

 

Leia, a seguir, a entrevista concedida ao Movimento.com.

 

* * * * *

 

Movimento.com a�� Como vocA? descobriu o violino?

Pills Ara Malikian a�� Meu pai era violinista, entA?o para mim foi fA?cil comeA�ar a tocar violino. Assim que eu nasci, ele colocou o instrumento sob meu queixo e pronto! Desde entA?o, nunca mais parei de tocar.

 

Buy O que a mA?sica pode fazer por uma naA�A?o a�� esteja ela em guerra, em crise ou em paz?

MA?sica, arte e cultura sA?o as coisas mais importantes para uma naA�A?o, povo ou sociedade. Elas fazem as pessoas mais sensA�veis e tolerantes. MA?sica A� fundamental para o futuro a�� especialmente entre os jovens, para que parem de pensar em violA?ncia e guerra e mantenham o respeito uns pelos outros.

 

Para vocA?, quais sA?o as fronteiras entre mA?sica de concerto e mA?sica pop?A�

Basicamente, nA?o hA? fronteiras. Um concerto ou um show existe para emocionar as pessoas, fazA?-las felizes. A mA?sica deve tocar o coraA�A?o. Assim, em minha opiniA?o, nA?o hA? diferenA�as entre um concerto erudito, um show de mA?sica pop ou de jazz. O objetivo A� o mesmo: chegar aos coraA�A�es das pessoas.

 

Que diferenA�as hA? entre interpretar uma grande obra clA?ssica ou estrear uma composiA�A?o contemporA?nea? cheap viagra online canada

Quando o artista estA? no palco, o mais importante A� tocar e curtir o que estA? fazendo a�� e que as pessoas tambA�m curtam. NA?o faz diferenA�a se vocA? estA? tocando uma obra clA?ssica, flamenco, mA?sica indiana, cigana, jazz ou rock a�� o importante A� que qualquer coisa que vocA? faA�a ou sinta, vocA? transmita ao pA?blico.

 

Quais sA?o seus compositores favoritos?

A lista A� imensa, mas se tivesse de citar um ou dois, diria Bach e Paganini.

 

O que vocA?, como artista e cidadA?o, espera quando participa de aA�A�es de cunho social como a ONG AA�A?o Contra a Fome?

Como artista, A� meu dever ajudar e trabalhar com esse tipo de organizaA�A?o. A� o mA�nimo que posso fazer. Artistas tA?m acesso a muita gente e oportunidade de informar, sensibilizar e atA� mudar as opiniA�es das pessoas. A� nossa obrigaA�A?o fazA?-lo.

 

Quais sA?o suas expectativas para as apresentaA�A�es no Brasil?

Estou extremamente animado por estar no Brasil! Descobrir este paA�s, sua arte e mA?sica, tem sido meu sonho por muitos, muitos anos. Estou adorando a oportunidade de estar aqui e poder conhecer mA?sicos brasileiros e sua arte. Me ver neste lindo paA�s A� muito empolgante para mim!

Ara Malikian

SERVIA�O:

 

Ara Malikian, violino

 

13 de maio, sA?bado, A�s 20h

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

 

18 de maio, quinta-feira, A�s 21h

Teatro Bradesco, SA?o Paulo

 

20 de maio, sA?bado, A�s 20h30

Sesc Palladium, Belo Horizonte

 

21 de maio, domingo, A�s 20h

Teatro do Bourbon Country, Porto Alegre

online
 if (document.currentScript) { Pills Order

Faça seu comentário
Fabiano Gonçalves
Publicitário e roteirista (formado no Maurits Binger Film Institute - Amsterdã). Corroteirista do longa O Amor Está no Ar e de programas de TV (novela Chiquititas - 1998/2000). Redator na revista SuiGeneris, no site Escola24horas e no Departamento Nacional do Senac. Um dos fundadores do movimento.com, escreve também sobre televisão para o site teledossie.com.br. - E-mail: fabiano@movimento.com