Escrito por em 8 ago 2018 nas áreas Balé/Dança, Paraná, Programação, Rio de Janeiro, São Paulo

Ballet de Santiago apresenta Romeu e Julieta no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Curitiba.

 

O Ballet de Santiago traz ao Brasil sua recente montagem de Romeu e Julieta. Sob direção artística de Marcia Haydée, o Ballet remonta o clássico shakespeariano, com coreografia de John Cranko sobre a consagrada obra de Serguei Prokofiev. A companhia, que se firmou como uma das mais conceituadas do mundo por sua criatividade e rigor técnico, vem ao Brasil, em agosto, para apresentações no Rio de Janeiro, entre os dias 9 e 12; em São Paulo, entre os dias 16 e 19; e em Curitiba, no dia 22.

O público brasileiro tem, assim, a oportunidade de assistir a um clássico do balé mundial, uma das mais importantes obras de todos os tempos executada por uma companhia em permanente ascensão.

Marcia Haydée está à frente do Ballet de Santiago desde 2004 e tem conduzido a companhia com maestria. Partiu dela a ideia de remontar a coreografia de Cranko para Romeu e Julieta – a mesma que a revelou em 1962, quando era primeira bailarina do Stuttgart Ballet. A coreografia idealizada por John Cranko é das mais interessantes e inteligentes, pois permite que se entenda perfeitamente a história sem que se recorra ao argumento. Exige técnica e dramaticidade dos bailarinos. É com carinho e admiração que Marcia fala de Cranko: “Me lembro como ele pegava meus cabelos e ensinava o modo como Romeu deveria tocá-los, como deveria pegar minha mão e beijá-la. São momentos da criação, detalhes que ficarão guardados para sempre em minha memória”.

A turnê brasileira do Ballet de Santiago, que ocorre meses após a bem-sucedida temporada no Chile, faz parte da Temporada Dell’Arte de Dança.

 

Ballet de Santiago

O Ballet de Arte Moderna (BAM) havia sido criado pelo ex-membro do Ballet Nacional do Chile, Octavio Cintolesi. Com o passar dos anos e o prestígio alcançado, teve seu nome alterado para Ballet de Santiago.

Iván Nagy e Marilyn Burr assumiram a direção artística da companhia em 1982 e estabeleceram metas ambiciosas para elevar o Ballet de Santiago a uma categoria internacional. Nagy elevou o nível técnico dos integrantes, incorporou novos bailarinos à companhia, convidou professores de padrão internacional e ampliou o repertório com a participação de diferentes coreógrafos, tais como John Cranko, Ben Stevenson, Ronald Hynd, Kenneth MacMillan, George Balanchine, Luc de Layress, André Prokovsky, Hilda Riveros, Jaime Pinto, David Parsons, Robert North, Trey McIntyre, Glen Tetley, Marcia Haydée e Jerome Robbins, entre outros. Vários artistas nacionais e internacionais também foram responsáveis pela direção do corpo artístico, como Imre Dosza, Denis Poole, Luz Lorca e Marcia Haydée, para citar alguns.

A companhia é responsável pela temporada oficial de balé no Teatro Municipal de Santiago e cumpre compromisso paralelo na temporada do Teatro Municipal da cidade de Viña del Mar. Suas tradicionais turnês nacionais são famosas e levam a companhia a se apresentar em diversas regiões do país, fazendo em média 100 apresentações por ano.

Suas turnês no exterior fizeram com que o Ballet ganhasse reconhecimento da crítica especializada, que o destacou como a melhor companhia de balé na América Latina.

Em 2004, Marcia Haydée assumiu a direção artística do Ballet de Santiago. Cargo que ocupa até os dias atuais. A brasileira, uma das mais importantes personalidades da dança do século 20, já havia ocupado essa posição em 1993 e 1994, além de ter sido bailarina principal e diretora do Balé de Stuttgart por 26 anos.

Atualmente, a companhia apresenta entre cinco e seis produções a cada ano, como parte da temporada de balé, incluindo diversas estreias e novas coreografias, sendo a única companhia de balé clássico profissional do Chile.

 

Márcia Haydée

Márcia nasceu em Niterói, Rio de Janeiro, e aos 3 anos de idade já tinha aulas de balé clássico. Estudou com Yuco Lindberg e Vaslav Veltchek. Aperfeiçoou-se na Royal Ballet School de Londres, na Inglaterra. Após passagem pelo Balé do Theatro Municipal do RJ, ingressou no Ballet do Marquês de Cuevas. Quatro anos depois, entrou para o Stuttgart Ballet, no qual John Cranko era diretor. Cranko inspirou-se em Márcia para coreografar grandes obras como Romeu e Julieta, Onegin A Megera Domada, entre tantas outras.

Uma das grandes bailarinas atrizes de sua geração, Márcia foi aclamada como a “Maria Callas da dança”. Com o Stuttgart Ballet, foi convidada a se apresentar em todos os principais centros de dança, de Nova York a Moscou, de Londres a Paris, sem se esquecer do Brasil, sua pátria. Seus mais importantes partners bailarinos foram Richard Cragun (com quem foi casada durante 16 anos), Rudolf Nureyev, Jorge Donn, Mikhail Baryshnikov e Anthony Dowell.

Em 1976, três anos após a morte de Cranko, Márcia assumiu a direção do Stuttgart Ballet, acumulando as funções de bailarina e diretora. A partir daí, muitos outros coreógrafos como Maurice Béjart, Glen Tetley, Jiri Kylian, William Forsythe e John Neumeier criaram somente para ela, obras que figuram atualmente no repertório de um grande número de companhias. Em 1993, Márcia Haydée assumiu a direção da Companhia Nacional de Dança do Chile.

 

Ballet de Santiago

 

SINOPSE

1º ato
Cena 1 – Praça do Mercado
Romeu, filho de Lorde Montequio, está declarando seu amor pela bela Rosalina. Ao nascer do sol, a praça começa a se povoar pelos membros das duas famílias rivais: os Capuleto e os Montequio. Os ânimos fervem e a luta começa violenta, até que o Duque de Verona aparece para advertir os contendores de que serão punidos com a pena de morte se não terminarem a briga. Romeu e seus amigos Benvolio e Mercucio, relutantes, fazem as pazes com Teobaldo, um dos chefes dos Capuleto.

Cena 2 – Jardim de Julieta na Mansão dos Capuleto
Julieta recebe de sua mãe, Lady Capuleto, seu primeiro vestido de baile, sendo aconselhada a usá-lo no encontro com o Príncipe Paris, que se tornará seu noivo no dia seguinte. Agora já é uma moça e tem que dizer adeus às suas brincadeiras infantis.

Cena 3 – Defronte ao Palácio dos Capuleto
Os convidados aparecem para o baile dos Capuleto, entre estes Rosalina. Romeu e seus amigos, mascarados, seguem-na, entrando no baile.

Cena 4 – Salão de Baile
Julieta dança com Paris, mas repentinamente ela e Romeu se encontram. É amor à primeira vista. Teobaldo, suspeitando da presença de Romeu, tenta confrontá-lo, mas o pai de Julieta o aconselha a respeitar as regras de hospitalidade.

Cena 5 – Quarto de Julieta
No balcão de fora de seu quarto, Julieta sonha com Romeu. Ele aparece embaixo, no jardim. Os dois declaram seu amor eterno.

 

2º ato
Cena 1 – Praça do Mercado
Uma festa carnavalesca anima todos os presentes. Romeu, indiferente à alegria coletiva a seu redor, é descoberto pela ama de Julieta, que lhe entrega uma carta dela. Na carta, Julieta pede a Romeu para encontrá-la na capela de Frei Lourenço.

Cena 2 – Cela de Frei Lourenço, na Floresta
Em sua cela, Frei Lourenço abençoa os jovens amantes, unindo-os pelo matrimônio.

Cena 3 – Praça do Mercado
No auge da festa carnavalesca, Romeu volta à praça. Teobaldo provoca-o, mas Romeu não aceita lutar. Mercucio, furioso, inicia um duelo com Teobaldo e, ferido, morre. Romeu, alucinado, luta com Teobaldo, matando-o.

 

3º ato
Cena 1 – Quarto de Julieta
Os jovens amantes despertam com o nascer do sol e Romeu, já com a sentença de exílio, deve deixar Julieta e Verona. Lorde e Lady Capuleto entram com Paris, mas Julieta o rejeita.

Cena 2 – Cela de Frei Lourenço, na Floresta
Julieta pede socorro a Frei Lourenço, de quem recebe uma poção que a fará dormir, simulando estar morta. Frei Lourenço avisa a Julieta que Romeu irá encontrá-la no mausoléu da família e ambos fugirão.

Cena 3 – Quarto de Julieta
Julieta aceita o casamento com Paris. Assim que este sai com seus pais, toma a poção e cai desfalecida, sendo julgada morta quando suas amigas a descobrem.

Cena 4 – Mausoléu da Família Capuleto
Romeu, que nunca recebera o aviso de Frei Lourenço revelando o plano, acredita que ela está realmente morta e corre para seu túmulo. Lá, encontra-se com Paris, velando o corpo de Julieta e mata-o. Abraçando-se a Julieta, pela última vez, mata-se com seu punhal. Julieta desperta, encontrando Romeu morto. Alucinada de dor, também se suicida.

 

SERVIÇO:

 

“Romeu e Julieta”

Ballet de Santiago

Márcia Haydée, direção artística

 

9, 10 e 11 de agosto, às 20h; 12 de agosto, às 15h

Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Praça Floriano, s/n, Centro – Rio de Janeiro. Tel.: 21 2332-9191)

 

Ingressos: R$ 250 (plateia e balcão nobre), R$ 150 (balcão superior), R$ 100 (galeria) e R$ 50 (galeria promocional), com meia-entrada para estudantes, pessoas com mais de 60 anos e membros do Clube O Globo Sou; desconto de 30% para compras realizadas no site da Dell’Arte

 

16, 17 e 18 de agosto, às 21h; 19 de agosto, às 15h

Local: Teatro Alfa (R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro – São Paulo. Tel.: 11 5693-4000)

 

Ingressos: R$ 220 (plateia), R$ 110 (balcão) e R$ 50 (promocional), com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos; desconto de 30% para compras realizadas no site da Dell’Arte

 

22 de agosto, às 20h30

Teatro Guaíra (R. XV de Novembro, 971, Centro – Curitiba. Tel.: 31 3270-8100)

 

Ingressos: R$ 220 (plateia), R$ 170 (balcão) e R$ 50 (promocional), com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos; desconto de 30% para compras realizadas no site da Dell’Arte

 

Faça seu comentário