Escrito por em 23 ago 2018 nas áreas Música de câmara, Paraná, Programação

Repertório eclético contemplando obras clássicas e contemporâneas.

 

Os habituais concertos de domingo de manhã, com um público fiel e apaixonado pela boa música, estão de volta. A VII Mostra de Música de Câmara, organizada pela Artis Colegium Associação Cultural, promove no dia 26 de agosto, domingo, às 11h, no Teatro Ouro Verde, em Londrina, um concerto com a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, que apresenta um repertório eclético, com obras clássicas e contemporâneas. A direção musical é do violinista e maestro Evgueni Ratchev.

É a estreia da série Concertos aos Domingos em Londrina, que resgata os tradicionais concertos matinais frequentados pelo público londrinense nos anos passados”, informa Irina Ratcheva, coordenadora geral da Mostra de Música de Câmara. “E ainda marca as comemorações dos 20 anos da Orquestra Solistas de Londrina, que convidou dois músicos integrantes do grupo, Natanael Fonseca e Jairo Chaves, como solistas especiais, que vão interpretar obras de Telemann e Krebs.”

 

Natanael Fonseca, violão 

.

Nascido na Bahia, Natanael tem a sua trajetória musical dividida entre o violão erudito e a viola de arco. Fez licenciatura e especialização em música pela Universidade Estadual de Londrina, onde também lecionou nos anos de 2006 à 2008 nas disciplinas de percepção musical e violão.

É violista na Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual e da Orquestra de Câmara Solistas de Londrina desde sua fundação e com a qual participou da gravação de seus cinco discos além de diversas turnês, destacando o Festival de Verão de Varna, na Bulgária. Apresentou-se em recitais de violão em Portugal e Espanha, e como solista nos concertos para violão e orquestra de Mário Castelnuovo Tedesco, Heitor Villa-Lobos e Anton Garcia Abril com a orquestra Sinfônica da UEL. Desenvolve diversos trabalhos camerísticos, dos quais se destaca o Duo de Viola e Violão “Jacarandá”. Natanael Fonseca é mestre em violão erudito pela Universidade de Aveiro, Portugal.

 

Jairo Chaves, viola 

.

Radicado em Londrina desde 1995, vencedor de diversos prêmios nacionais e Internacionais, Jairo atuou como solista à frente de várias orquestras brasileiras e europeias. Em 2001, lançou seu primeiro CD com obras de Hindemith, Piazzolla e Guerra-Peixe, e recentemente gravou a obra Brasiliana, de Edino Krieger, para viola e orquestra de cordas. Realizou recitais na Europa e Estados Unidos. Entre os anos de 2003 e 2004, a convite do primeiro violista da Filarmônica de Berlim (Alemanha), Wilfried Strehle, foi membro da Academia da Filarmônica de Berlim, período em que integrou o naipe de violas da Filarmônica em inúmeros concertos sob a regência de consagrados maestros como: sir Simon Rattle, Bernard Haitink, Daniel Barenboim, Pierre Boulez, entre outros.

Em 2012, participou como convidado dos festejos de 40 anos da Academia da Orquestra Filarmônica de Berlim, onde atuou novamente sob a regência do maestro Rattle. De 2012 a 2015, foi professor convidado do projeto-social de formação de músicos de orquestra Neojiba (Bahia). Atua como Primeiro Violista da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina desde 1995 e da Orquestra de Câmara Solistas de Londrina desde sua fundação em 1998, além de ser convidado para gravações, recitais solo, participações como Chefe de Naipe em Orquestras (Osesp, Osba e OSP) e professor em festivais de música pelo Brasil.

 

Orquestra de Câmara Solistas de Londrina

A Orquestra de Câmara Solistas de Londrina contabiliza mais de 250 concertos realizados desde a sua fundação, participações em festivais de música, circuitos nacionais e estaduais, seis álbuns (Cds) gravados e vários prêmios nacionais. O grupo atua no cenário nacional erudito e desenvolve seus projetos com objetivo de executar música de qualidade e ao mesmo tempo participar de um movimento que descentraliza o acesso à cultura para formar novos públicos. O reconhecimento internacional foi alcançado por meio das suas gravações e através dos memoráveis concertos num dos mais importantes festivais de música da Europa, em 2010.

Em 2018, Solistas de Londrina comemora 20 anos de história, sob a direção do violinista e spalla Evgueni Ratchev. Ao longo desse ano, o grupo londrinense vai espalhar a música para vários cantos da cidade, em escolas, igrejas e teatros. Além disso, outras ações marcam a data comemorativa, como o lançamento do novo site do grupo e um CD com as principais obras brasileiras gravadas pela orquestra.

É considerado como um dos grupos camerísticos mais conceituados do país. Em seu repertório amplo e original, constam grandes obras de compositores brasileiros e internacionais. Desenvolve um projeto inédito no Brasil de registro fonográfico de obras de compositores brasileiros, denominado Retratos Brasileiros. O CD Retratos Brasileiros – obras para Cordas do Edino Krieger, foi selecionado entre os três finalistas da 24ª Edição do Prêmio de Música Brasileira. Durante a sua trajetória recebeu importantes Prêmios da Funarte, além de conquistar o Prêmio Tim de Música Brasileira, em 2003, com o CD Imagens Brasileiras”. Desde 2011 realiza a Mostra de Música de Câmara, com concertos em igrejas e teatros.

 

Evgueni Ratchev

Formado na Academia Superior de Música de Sófia, veio em Londrina, em uma jornada que já havia deixado marcas em várias outras cidades do mundo. Finalista do Concurso Internacional de Violino Johann Sebastian Bach, na Alemanha, também foi sala e solista de uma das mais importantes orquestras de câmara da Bulgária, Studio Concertante. Como maestro convidado e solista, atuou em varias orquestras sinfônicas no Brasil e foi regente convidado da Garland Symphony Orchestra, New Symphony Orchestra of Arlington e Las Colinas Symphony Orchestra, no Texas. Desde 1996 Ratchev é spalla da Osuel e cuida da direção musical da Orquestra de Câmara Solistas de Londrina. Realiza anualmente máster classes de violino na University of Missouri-Columbia (EUA), onde também atua como solista e regente.

 

PROGRAMA:

J. S. Bach
Aria na 4ª corda

T. Albinoni
Sinfonia a 4, Sí bemol maior

J. Ludwig Krebs
Concerto para Violão e Cordas em Sol maior
– Solista: Natanael Fonseca (violão)

G. Ph. Telemann
Concerto para Viola e orquestra
– Solista: Jairo Chaves (viola)

Bach e Clarice Assad
Bachiana nº 5 – Cantilena

W. A. Mozart
Eine Kleine Nachtmusik, (K 525)

Elgar e Clarice Assad
Variações Enigma para Cordas

J. Strauss
Pizzicato Polka para Cordas

R. Krieger
Concertino barroco

Ary Barroso
Aquarela do Brasil

 

SERVIÇO:

 

Orquestra de Câmara Solistas de Londrina

Evgueni Ratchev, regência

 

26 de agosto, domingo, às 11h


Teatro Ouro Verde
(R. Maranhão, 85 – Londrina. Tel.: 43 3322-6381)

 

Ingressos: R$ 10, com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos

 

Quem doar uma caixa de leite paga meia-entrada. As caixas arrecadadas serão destinadas a ONG Viver.

 

Faça seu comentário