Música de câmaraProgramaçãoRio de Janeiro

Quarteto de Cordas da UFF no Jardim da Reitoria

Conjunto faz serenata com obras de Mozart, Piazzolla, Mahle, Tom Jobim e Pixinguinha.

 

No dia 19 de setembro, quarta-feira, às 17h30, o jardim da Reitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, vai florescer de música clássica. O Quarteto de Cordas da UFF apresenta concerto da série Música no Jardim em um palco montado na entrada do Centro de Artes UFF. No clima da bela Pequena Serenata Noturna, de Mozart, integram o repertório também obras de Piazzolla, Mahle, Tom Jobim e Pixinguinha.

Deixando as formalidades tradicionais de apreciação musical das salas de concerto, em que alguns ritos são tradicionalmente seguidos (como o silêncio absoluto), a série Música no Jardim propõe a escuta musical ao ar livre, na qual o público pode estar no gramado, fazer um lanche ao entardecer, trazer a família para apreciar grandes grupos interpretando repertórios pensados para transportar o ouvinte por diferentes paisagens e cores sonoras.

 

Quarteto de Cordas da UFF

O Quarteto de Cordas é formado por dois violinos, uma viola e um violoncelo. Assemelha-se com as vozes de um coral sendo os dois violinos responsáveis pela voz do soprano (voz feminina mais aguda) e do contralto (voz feminina mais grave), a viola, este instrumento mais do melancólico e belo, faz as horas de contralto, mas também tira onda de tenor (voz masculina mais aguda). O violoncelo é o maior de todos, pelo menos de tamanho e fica com a voz do baixo (voz masculina mais grave).

 

Programa

A noite começa com a tradicional obra de Mozart Eine Kleine Nachtmusik, conhecida como Uma Pequena Serenata Noturna. A peça foi composta por volta de 1787 e, como outras serenatas, esta obra provavelmente foi uma encomenda para Mozart. É considerada por muitos como a obra mais amplamente conhecida do compositor.

Em seguida, os músicos interpretam a antológica Carinhoso, de Alfredo da Rocha Vianna Filho, conhecido como Pixinguinha. Carinhoso foi composta entre 1916 e 1917, com letra de João de Barro (como era conhecido o compositor Carlos Alberto Ferreira Braga), foi inserida na melodia de Pixinguinha por volta dos anos 1930.

O teuto-brasileiro Ernst Mahle nasceu em 1929, em Stuttgart, Alemanha. Desde 1952, adotou o Brasil como pátria, tendo aqui desenvolvido intensa atividade composicional e pedagógica. A Suíte Viajando Pelo Brasil 1 foi composta originalmente para quarteto de cordas e reúne melodias folclóricas encontradas nos estados listados ao lado do nome do movimento. Esta série reúne três suítes, sendo a de número dois e três compostas para orquestra de cordas.

Tom Jobim e Vinícius de Moraes são icônicos compositores da música popular brasileira e dispensam apresentações. Pelas mãos de Luiz Fernando Zamith, é apresentada uma bela versão de Eu sei que vou te amar, arranjada especialmente para esta formação musical. Zamith assina também o arranjo de Carinhoso.

Por fim, a viagem musical se encerra com o Tango Ballet (dois bandoneóns, dois violinos, contrabaixo acústico, piano, cello e guitarra elétrica), de autoria do compositor e bandoneonista argentino Ástor Piazzolla, em 1956. Esta obra adquire tanto sucesso que é levada a ser transcrita para Quarteto de Cordas e para orquestra de câmara.

 

Foto: Robson Leitão

 

SERVIÇO:

 

Quarteto de Cordas da UFF

 

19 de setembro, quarta-feira, às 17h30

Jardim da Reitoria (R. Miguel de Frias, 9, Icaraí – Niterói)

 

Entrada gratuita

Livre para todos os públicos

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.