Escrito por em 10 jun 2019 nas áreas Lateral, MPB, Programação, Rio de Janeiro

Notável parceria entre Cláudio Santoro e Vinícius de Moraes

 O concerto apresenta ao público a notável parceria entre Cláudio Santoro (música) e Vinícius de Moraes (poemas), que em 1957, ao juntarem suas amarguras amorosas, criaram peças que descrevem o as dores de um amor impossível.  Entremeando as canções, estão os 12 prelúdios para piano de Santoro.  Uma justa homenagem ao centenário de Cláudio Santoro comemorado em 2019. Arranjos do maestro Sérgio Menezes.


A releitura dessa obra, agora tão bem alinhavada por Neti Szpilman, José Hue e Kátia Balloussier, acha o tom certo entre o clássico e o popular trazendo ao público momentos de encantamento e encontro com a arte brasileira que sabe ser erudita, sem abdicar de suas características populares.  Neti e Hue despertarão o interesse do público, apresentando um breve relato da vida dos compositores e contextualizando historicamente as obras nos glamourosos anos dourados.

 

PROGRAMA

Cláudio Santoro e Vinicius de Moraes
A mais Dolorosa das Histórias
Amor de Partiu
Acalanto da Rosa  
Jardim Noturno  
Pregão da Saudade
Luar do Meu Bem
Amor em Lágrimas
Cantiga do Ausente
Alma Perdida
Bem Pior que a Morte
Balada da Flor da Terra
Em Algum lugar

Entremeando as canções os 12 prelúdios para piano de Cláudio Santoro.

 

Neti Szpilman – soprano

O soprano Neti Szpilman possui vasta experiência camerística e dedica-se principalmente ao canto lírico, tendo estudado com o Prof. Richard Reiß, na Freiburg Musikhochschule (Alemanha). Atualmente, especializa-se na técnica russa “Tecling”, com a Profa. Elena Konstantinovna.

Tem atuado como solista em grandes produções, principalmente no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, tais como: As Bodas de Fígaro (Condessa), Turandot (Liú), Il Triptico, Electra, Fosca (papel título), O Condor (Odaléia), Viúva Alegre (Valentina), Cavaleria Rusticana (Lola), Norma (Clotilde), Carmen (Mercedes), La Traviata (Flora), entre outras.

Realizou concerto em homenagem a Carlos Gomes, com a Orquetra Sinfônica de Aracaju, sob a regência do maestro Ian Bressan. Atuou como solista com a Orquestra Petrobrás Sinfônica, sob a regência do maestro norte-americano Jack Wall. Participou, como solista convidada, do centenário de nascimento de Carlos Drummond de Andrade, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com a obra Poema de Itabira, musicada por Villa-Lobos, sob a regência do maestro Sílvio Barbato.

Na área de música contemporânea, tem trabalhado com a compositora Jocy de Oliveira, com a qual participou do Primeiro Festival Internacional de Mulheres Compositoras e do espetáculos da série Palavras Brasileiras – Momentos da História do Brasil em Música. Em Israel, participou do Festival de Verão de Jerusalém, cantando árias e canções de Carlos Gomes. Na Alemanha, apresentou-se com árias de Wagner, Lieds e canções de Villa-Lobos

                             

José Hue – tenor

Diplomou-se com nota máxima na Escola Superior de Música da Renânia – Robert Schumann Institut, em Düsseldorf, e foi para a Suíça como bolsista do CNPq, onde diplomou-se pela segunda vez em Música/Teatro pelo Conservatório de Biel/Bienne, em convênio com a Ópera de Basiléia. Sempre na Suíça, frequentou a Escola Superior de Música de Zurique. Em Portland/Oregon – USA – cursou por dois anos o Center for Opera Performance.

Sempre se dedicou com grande entusiasmo à música de câmara, assim como Oratórios e Óperas. Seu repertório é vasto e eclético, guardando, porém, uma grande afinidade com o repertório camerístico. Vêm se apresentando como solista em Teatros e Salas de Concerto importantes do Brasil e exterior. Participou de Festivais Internacionais e de programas pela televisão e rádio. José Hue vem recebendo elogios da parte da crítica especializada nacional e internacional.

 

Katia Balloussier – pianista

Natural do Rio de Janeiro, iniciou seus estudos musicais com Ivone Badmann e, posteriormente, passou a trabalhar sob a orientação de Myrian Dauelsberg e Telmo Côrtes. Em 1984, graduou-se pela Escola de Música da UFRJ. Foi vencedora de sete concursos nacionais de piano, dentre os quais o Concurso “Arnaldo Estrella” (1982) em Juiz de Fora.

Atuou como pianista acompanhadora na série “Master-Classes Internacionais” (CAPES/Uni-Rio) ministrada por artistas como Aurèle Nicolet, Boris Belkin, Ingo Goritzki, Herman Baumann, entre outros. Frequentemente, tem sido solicitada a trabalhar em Master-Classes, Festivais e Concursos, e convidada a integrar orquestras como a OPES, OSTM e OSB.

Desde 1997, ocupa o cargo de pianista acompanhadora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Uni-Rio).

 

 

SERVIÇO

 

 

Canções de amor e prelúdios

Dia 11 de junho, terça feira, às 19h

 

Teatro do Centro Cultural Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241 – Cinelândia – Centro – Rio)

Ingressos: R$40 (inteira).  R$20 (meia)

Classificação Indicativa:  Livre

 

 

 

 

 

 

 

Faça seu comentário