Escrito por em 5 jun 2019 nas áreas Lateral, Música de câmara, Programação, São Paulo

Cidades premiadas: São Carlos, Araraquara e Santos

A Temporada 2019 dos Concertos Petrobras-EPTV tem início com três concertos, nos dias 21, 22 e 23 de Junho, em São Carlos, Araraquara e Santos. O programa tem quartetos de cordas de Schubert e Ravel. No palco estará o trio Pablo de León, Horácio Schaefer e Roberto Ring, com um convidado dos mais especiais, o violinista francês Régis Pasquier. Os Concertos Petrobras-EPTV estão de volta, dando continuidade à sua proposta permanente de levar música da melhor qualidade ao interior do Estado de São Paulo.

Franz Schubert (1797-1828) compôs seu “Quarteto em lá menor Nº 13” em 1824. Entre os quinze quartetos de cordas que escreveu, este foi o único a ser apresentado publicamente antes de sua morte. É uma obra-prima, marcada por um clima de tragédia, depressão e desespero, reflexo da vida sombria de Schubert na época da composição. O apelido “Rosamunde” vem do segundo movimento, no qual o compositor usa um tema que escreveu um ano antes quando compôs música incidental para uma peça com o título “Rosamunde, Princesa de Chipre”.

Maurice Ravel (1875-1937) tinha 28 anos quando escreveu seu primeiro e único quarteto de cordas – que dedicou a Gabriel Fauré, de quem era aluno de composição no Conservatório de Paris. Embora na época o quarteto tenha sido objeto de severas críticas, é hoje reconhecido como obra-prima do período impressionista. A obra, estruturada em quatro movimentos, incorpora os diversos estilos do vocabulário musical do compositor e revela maestria no tratamento rítmico e harmônico. Destaque-se a sólida unidade temática, com os dois temas principais do primeiro movimento retornando sob formas diferentes nos três outros.

 

P R O G R A M A

Franz Schubert (1797-1828)
Quarteto de cordas nº 13 em lá menor, D.804, “Rosamunde”
– Allegro ma non troppo
– Andante
– Menuetto: Allegretto – Trio
– Allegro moderato

Maurice Ravel (1875-1937)
Quarteto de cordas em fá maior Op. 35
– Allegro moderato. Très doux
– Assez vif. Très rythmé
– Très lent
– Vif et agité

 

 

SERVIÇO

SÃO CARLOS

Dia 21 de Junho, sexta-feira, às 20h

Teatro Municipal de São Carlos (R. 7 de Setembro 1735, Centro, (16) 3371-4339)

 


ARARAQUARA

Dia 22 de Junho, sábado, às 20h

Centro Internacional de Convenção de Araraquara “Doutor Nelson Barbieri” (Rua Ivo Antonio Magnani 430, Fonte Luminosa, (16) 3331-3324)

 


SANTOS

Dia 23 de Junho, domingo, às 19h

Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno 237, Centro, (13) 3226-1000)

 

Entrada franca

Classificação: Livre

Ministério da Cidadania / Lei de Incentivo à Cultura

 

 

Régis Pasquier violino

Régis Pasquier

É um dos grandes violinistas franceses em atividade, com uma intensa agenda de concertos em todo o mundo. Músico de prestígio internacional, tem sonoridade ampla, fraseado sempre rigorosamente preciso e técnica notável. Qualidades que são valorizadas por seu extraordinário instrumento, um violino Joseph Guarnerius (Del Gesu) Cremona, de 1734.

Foi por seis anos considerado melhor solista do ano na França e obteve o Prêmio Especial da Nova Academia do Disco. De 1985 a 2011 foi professor de violino no Conservatório Nacional de Música de Paris.


Pablo de León
, violino / Horácio Schaefer, viola / Roberto Ring, violoncelo

Trio Horácio Schaefer

O núcleo musical do projeto Concertos Petrobras-EPTV é o trio formado por Pablo de León, violino, Horácio Schaefer, viola, e Roberto Ring, violoncelo. Desde sua criação, em 2001, o grupo já realizou mais de 700 concertos. Os três músicos pertencem à elite da música clássica brasileira. Pablo de León é spalla da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo.

Horácio Schaefer é chefe do naipe das violas da OSESP-Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Roberto Ring integrou a Orquestra Sinfônica de Campinas, a OSESP, a Orquestra de Câmara Villa-Lobos e, nos últimos anos, tem intensa atividade como músico de câmara.

 

Faça seu comentário