Curso / EncontroLateralMinas GeraisNotícia

Filarmônica MG e o Laboratório de Regência 2019

Inscrições abertas entre os dias 24 de junho e 2 de agosto

Estão abertas as inscrições para a 11ª edição do Laboratório de Regência da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. A iniciativa possibilita que jovens regentes tenham sob sua batuta uma orquestra profissional e aprendam, na prática, os desafios da regência com o maestro Fábio Mechetti.

Todos os jovens maestros brasileiros que tiverem experiência comprovada podem se inscrever. Poderão participar 15 regentes, dos quais quatro serão selecionados para atuar ativamente e os demais serão ouvintes. O edital com todas as informações e a ficha de inscrição está disponível no site da Orquestra, em https://filarmonica.art.br/educacional/laboratorio-de-regencia/

O Laboratório de Regência da Filarmônica de Minas Gerais é uma iniciativa pioneira no Brasil. Por ele, já passaram regentes que hoje se destacam no cenário nacional e internacional, como Marcelo Lehninger, atual Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica de Grand Rapids, depois de ter ocupado os cargos de Regente Associado da Orquestra Sinfônica de Boston e Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica de New West, todas nos Estados Unidos; Tobias Volkmann, com reconhecida carreira internacional, Maestro Titular da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro de 2016 a 2018; e Alexandra Arrieche, Diretora Artística da Henderson Symphony Orchestra, vencedora do Taki Concordia Fellowship (2011) e regente assistente da Baltimore Symphony nas temporadas 2013 e 2014.

O Laboratório conta com ensaios e concerto com a Orquestra, além de aulas técnicas ministradas pelo diretor artístico e regente titular da Filarmônica de Minas Gerais, Fábio Mechetti, no período de 24 a 26 de setembro de 2019, em Belo Horizonte.  O repertório a ser trabalhado durante o laboratório inclui obras de Liszt, Brahms, Strauss Jr. e Dukas. O Laboratório será encerrado com um concerto aberto ao público realizado na Sala Minas Gerais, no dia 26 de setembro.

 

Para participar

Edital: O edital com todas as informações e a ficha de inscrição está disponível no site da Orquestra, em https://filarmonica.art.br/educacional/laboratorio-de-regencia/

Inscrições: As inscrições devem ser realizadas até o dia 2 de agosto de 2019, via e-mail, para laboratorioderegencia@filarmonica.art.br, ou pelo correio, para: Instituto Cultural Filarmônica/AC Rildo Lopes (produção) |Rua Alvarenga Peixoto, 2030 – Barro Preto | CEP: 30.180-121 – Belo Horizonte, MG.

As inscrições que chegarem após o dia 2 de agosto não serão consideradas.

 

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

Criada em 2008, desde então a Filarmônica de Minas Gerais se apresenta regularmente em Belo Horizonte. Em sua sede, a Sala Minas Gerais, realiza 57 concertos de assinatura e 12 projetos especiais. Apresentações em locais abertos acontecem nas turnês estaduais e nas praças da região metropolitana da capital. Em viagens para fora do estado, a Filarmônica leva o nome de Minas ao circuito da música sinfônica. Através do seu site, oferece ao público diversos conteúdos gratuitos sobre o universo orquestral.

O impacto desse projeto artístico, não só no meio cultural, mas também no comércio e na prestação de serviços, gera em torno de 5 mil oportunidades de trabalho direto e indireto a cada ano. Sob a direção artística e regência titular do maestro Fábio Mechetti, a Orquestra conta, atualmente, com 90 músicos provenientes de todo o Brasil, Europa, Ásia, Américas Central e do Norte e Oceania, selecionados por um rigoroso processo de audição. Reconhecida com diversos prêmios culturais e de desenvolvimento econômico, ao encerrar seus 10 primeiros anos de história, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais recebeu a principal condecoração pública nacional da área da cultura.

Trata-se da Ordem do Mérito Cultural 2018, concedida pelo Ministério da Cultura, a partir de indicações de diversos setores, a realizadores de trabalhos culturais importantes nas áreas de inclusão social, artes, audiovisual e educação. A Orquestra foi agraciada, ainda, com a Ordem de Rio Branco, insígnia diplomática brasileira cujo objetivo é distinguir aqueles cujas ações contribuam para o engrandecimento do país.

O corpo artístico Orquestra Filarmônica de Minas Gerais é oriundo de política pública formulada pelo Governo do Estado de Minas Gerais. Com a finalidade de criar a nova orquestra para o Estado, o Governo optou pela execução dessa política por meio de parceria com o Instituto Cultural Filarmônica, uma entidade privada sem fins lucrativos qualificada com os títulos de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) e de Organização Social (OS), um modelo de gestão flexível e dinâmico, baseado no acompanhamento e avaliação de resultados.

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.