LateralMinas GeraisMúsica coralProgramação

Ars Nova reúne canções que mencionam Jesus Cristo

Repertório sacro será executado pelo coro, na Capela do Colégio Arnaldo.

 

Canções que mencionam Jesus Cristo, sua genealogia, seu corpo mutilado, física e espiritualmente, e seu amor incondicional pela humanidade. Esse é o programa do concerto de música sacra do Ars Nova Coral da UFMG intitulado “O qual era filho de…”, em referência a uma obra de Arvo Pärt. O evento será realizado na segunda-feira, 26 de agosto, às 19h15, na Capela do Colégio Arnaldo. A entrada, como de costume, é franca.

Segundo Lincoln Andrade, regente do coro, a música sacra é usada nos cultos de qualquer tradição religiosa, sendo oferenda a Deus, a um deus ou a uma entidade religiosa. “A música é capaz de levar emoções humanas a lugares que outras obras de arte não conseguem. É a transcendência através da arte, e a música sacra é o veículo desta transcendência”, pontua.


FICHA TÉCNICA

Regente: Lincoln Andrade
Regente Assistente: Riane Menezes
Pianista Correpetidor: César Augusto
Ars Nova Coral da UFMG

 

PROGRAMA

Domenico Scarlatti (1685-1757)
Stabat Mater

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Ave, verum corpus

Arvo Pärt (1935)
Which was the Son of

Ola Gjeilo (1978)
Ubi Caritas

SERVIÇO

 

 

Ars Nova reúne canções que mencionam Jesus Cristo – “O qual era filho de …” 

Dia 26 de agosto, segunda-feira, às 19h15

Capela do Colégio Arnaldo (Rua Ceará, 864 – Funcionários – BH)

Entrada franca

 

 

Coro em versão pop

Na quarta-feira, 28 de agosto, às 12h30, o Ars Nova-Coral da UFMG se apresenta mais uma vez em evento gratuito e aberto ao público, mas agora em versão pop: o coro vai à Praça de Serviços da UFMG (Av. Antônio Carlos, 6.627, Campus Pampulha), dentro do projeto Quarta Doze e Trinta, da Diretoria de Ação Cultural da Universidade, e desfila repertório variado, que inclui desde Monteverdi e Haydn até Simon & Garfunkel, U2, Chico Buarque e Pontos de Candomblé.

 

Ars Nova celebra 60 anos

Neste ano, o Ars Nova-Coral da UFMG completa 60 anos de existência, tendo consolidado-se como referência na área de canto coral no Brasil e no exterior. Desde sua fundação, conquistou inúmeros prêmios e condecorações em importantes festivais nacionais e internacionais e realizou mais de 1500 apresentações no Brasil e em outros 17 países.

Atualmente, sob direção artística do maestro Lincoln Andrade, o coro tem se apresentado em Belo Horizonte e outras cidades de Minas e do Brasil, além de realizar estreias brasileiras de diversas obras contemporâneas. Ao longo do 2019, os concertos do Ars Nova trarão detalhes que remetem à sua história, em comemoração ao aniversário do grupo.

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.