LateralMúsica sinfônicaProgramaçãoRio Grande do Sul

Série Pianíssimo da Casa da Música Poa

Luís Fernando Rayo é a atração do momento.

No domingo, 11 de agosto, às 18h, o pianista Luís Fernando Rayo (EUA/BR) apresenta um recital solo com obras de Frédéric Chopin (1810-1849), Franz Liszt (1811-1886), Ernesto Nazareth (1863-1934), Zequinha de Abreu (1880-1935) e Hermeto Pascoal (1936-).

Vencedor de concursos de piano no Brasil e no exterior, Rayo interpreta, nesse recital, uma série de peças de compositores europeus e brasileiros, transitando entre a música erudita e a música popular brasileira. A apresentação faz parte da Série Pianíssimo da Casa da Música Poa. O ingresso é uma doação para o artista, valor livre. A Casa da Música Poa localiza-se na Rua Gonçalo de Carvalho, 22, próximo ao Shopping Total.

 

PROGRAMA

Frédéric Chopin (1810-1849)
Estudos para piano, Op. 10
Nº 1 – Allegro
Nº 4 – Presto
Nº 5 – Vivace
Nº 12 – Allegro con fuoco

Franz Liszt (1811-1886)
Sonata para piano em Si menor

Radamés Gnattali (1906-1988)
Canhoto

Ernesto Nazareth (1863-1934)
Batuqu
Labirinto
Sarambeque

Hermeto Pascoal (1936)
Intocável
Capivara
Rebuliço

Zequinha de Abreu (1880-1935)
Tico-tico no Fubá

 

SERVIÇO

 

 

Série Pianíssimo Casa da Música Poa – Luis Fernando Rayo (EUA/BR) piano

Dia 11 de agosto, domingo, às 18h

Casa da Música POA (Rua Gonçalo de Carvalho, 22 – Porto Alegre)

Ingresso: doação para o artista, valor livre

 

 

Luís Fernando Rayo

Iniciou seus estudos musicais aos 7 anos de idade, em sua cidade natal, Torres, RS. Ao longo dos anos, vem se destacando como um dos principais pianistas brasileiros de sua geração. Luis é Bacharel em Piano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com Láurea Acadêmica (na classe do professor Dr. Ney Fialkow), e Mestre em Música pela Texas Tech University, nos Estados Unidos (na classe da professora Dra. Lora Deahl), onde recebeu duas bolsas de estudos, trabalhando com música de câmara. Foi também o vencedor da Texas Tech University Concerto Competition em 2013, interpretando, como prêmio, o Concerto nº 3 de S. Rachmaninoff com a TTU Symphony Orchestra, sob a regência do maestro David E. Becker.

Vencedor de diversos prêmios nacionais e internacionais, aos 16 anos foi premiado no XV Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), fazendo sua estreia com essa orquestra no ano seguinte, com o Concerto em Lá menor de E. Grieg, sob a regência do maestro Túlio Belardi. Recentemente, foi convidado para tocar com a OSPA em peças como o Maracatu de Chico Rei, de Francisco Mignone, sob a regência do maestro Manfredo Schmiedt.

Em 2002, obteve o primeiro lugar nos três primeiros concursos dos quais participou, nas cidades de Carazinho, Pelotas e Florianópolis. Como prêmio do 21º Concurso de Piano “Artlivre”, em São Paulo, apresentou-se com a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, sob a regência do maestro Cláudio Cruz, interpretando o Concerto nº 5, “Imperador”, de L. v. Beethoven.

Em 2007, interpretou W.A. Mozart com a Orquestra SESI/Fundarte, sob a regência de Antônio Carlos Borges Cunha, como prêmio da Seleção de Jovens Solistas Instrumentistas para o SESI Catedrais, e O Carnaval dos Animais de C. Saint-Saëns no Festival de Música de Santa Catarina (FEMUSC), sob a regência do maestro Norberto Garcia.

Em 2015, foi um dos quatro finalistas do Programa Prelúdio da TV Cultura. Na final, interpretou L. v. Beethoven na Sala São Paulo, com a Orquestra Prelúdio e sob a regência de Júlio Medaglia.

Luís Fernando Rayo tem participado de diversos festivais internacionais de música. Foi bolsista do 39º Festival de Inverno de Campos do Jordão. Foi convidado para ser o pianista do curso de regência ministrado pelo maestro Isaac Karabtchevsky, na Mostra Internacional de Música em Olinda (MIMO), tocando com a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa (OSBM).

Posteriormente, apresentou-se novamente com a OSBM em Barra Mansa, RJ, sob a regência de Vantoil de Souza Junior. Em diversas ocasiões, teve a oportunidade de tocar em masterclasses de pianistas como Arnaldo Cohen, Jean Louis Steuerman, Ricardo Castro, Richard Raymond, Gilberto Tinetti, Linda Bustani, entre outros.

Desde 2007, trabalha como professor de música, primeiramente durante o Bacharelado, no Curso de Extensão em Instrumentos Musicais da UFRGS, e desde então como professor particular e em escolas de música. Em 2015, criou em sua cidade natal, Torres, o Projeto Social Musi&Tae, idealizando um conceito inovador de orquestra pedagógica, assimilando instrumentos como violão, teclado, escaleta, baixo elétrico e percussão, assim como violinos, violoncelos e piano. Com o apoio da Prefeitura, o projeto oferece gratuitamente aulas de música para alunos com idades entre 9 e 18 anos. Luis trabalhou como professor de piano, teclado, escaleta, e regente da Orquestra Popular do Musi&Tae, hoje Musi&Arte. O projeto continua em atividade e está aberto para novos alunos.

Luís trabalha regularmente como professor de piano performance e história da música na Guangxi Arts University em Nanning, na China, onde esteve em maio e novembro de 2018, e onde irá novamente em dezembro deste ano.

Atualmente, cursa Doutorado em Música pela Texas Tech University, onde recebeu duas bolsas de estudo, com especialização em Piano Performance, na classe da professora Dra. Lora Deahl. Especialista em Música Brasileira, sua tese de doutorado se intitulará “Rítmica brasileira e linguagem harmônica na música de Hermeto Pascoal, e suas implicações em arranjos para piano solo”.

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.