LateralMúsica de câmaraProgramaçãoRio de Janeiro

Fábio Adour apresenta composições do Prelúdio 21

Concerto dedicado ao violão solo no Centro Cultural da Justiça Federal.

 

A Série de concertos PRELÚDIO 21 – MÚSICA DO PRESENTE no teatro do Centro Cultural Justiça Federal vai apresentar, no próximo sábado, 31 de agosto, um concerto inteiramente dedicado ao violão solo na música de câmara contemporânea, convidando o renomado violonista Fábio Adour.

O músico subirá ao palco da Cinelândia para interpretar as obras dos integrantes do grupo carioca de compositores: Alexandre Schubert, Caio Senna, J. Orlando Alves, Marcos Lucas, Néder Nássaro e Pauxy Gentil-Nunes.

 

PROGRAMA

Marcos Lucas
O mar é o dançarino e a sua dança 

Alexandre Schubert 
Duas Miniaturas 

Caio Senna
Bembo 

J. Orlando Alves
Cantilena

Pauxy Gentil-Nunes
Tocata 

Néder Nássar
Descosmos 

 

 

SERVIÇO

 

Fábio Adour apresenta composições do Prelúdio 21

Dia 31 de agosto, sábado, às15h

Centro Cultural Justiça Federal – Teatro (Av. Rio Branco, 241 – Centro – 3261 2550)

Entrada Franca – Distribuição de senhas meia-hora antes

Classificação Livre

 

 

Prelúdio 21

Sete compositores se reuniram em 1998 com o intuito de divulgar sua música e a música erudita contemporânea em geral, através da organização de recitais e de palestras abertas ao público com compositores brasileiros e estrangeiros para apresentarem seus trabalhos, visando o intercâmbio de experiências.

De lá pra cá, o grupo amadureceu e se estabeleceu como um dos mais importantes grupos de música contemporânea do país, virando referência internacional. Desde 2008, o Prelúdio 21 realiza sua série de concertos no Teatro do Centro Cultural Justiça Federal, com uma média de público de 70 pessoas por concerto, com um total de mais de 600 espectadores por temporada.

A série se estabeleceu como a mais importante da música contemporânea brasileira. Neste ano, a série terá ainda outros oito concertos, sempre no último sábado de cada mês, às 15h, até novembro. Em dezembro, o concerto de encerramento será no segundo sábado do mês, dia 10.

A série se destaca como a única permanente de música contemporânea na cidade do Rio de Janeiro, e vem sendo considerada uma das mais importantes do Brasil. O grupo já foi objeto de artigo na revista científica “Hodie” (“Grupo Prelúdio 21 – Uma Perspectiva”) que estuda justamente sua série que acontece há 8 anos ininterruptos no Centro Cultural Justiça Federal.

Em 2012, o grupo foi indicado ao Grammy Latino com o seu CD “Prelúdio 21 – Quartetos de Cordas”, na categoria “Melhor Álbum de Música Clássica”. O grupo segue sua trajetória com importantes resultados já apresentados como temporadas com mais de 1000 espectadores e concertos em espaços como o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a Sala Cecília Meireles e Oi futuro, além da já consagrada série no Centro Cultural Justiça Federal.

 

Fábio Adourviolão

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG – 2008), Mestre em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ – 1999), Bacharel em Música – habilitação em violão pela Universidade Federal do Estado do Rio (UNI-RIO – 1994), foi professor por 12 anos da Universidade Federal de Minas Gerais e atualmente é professor adjunto do Departamento de Musicologia e Educação Musical da UFRJ.

Desenvolve intensa atividade como intérprete (violão/guitarra), compositor e arranjador. Lançou, em 2015, o livro Sobre Harmonia: Uma Proposta de Perfil Conceitual, trabalho vencedor do Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música 2013. Vem participando de congressos e simpósios de pesquisa, tendo publicado artigos com temas relacionados à Música Popular, Educação Musical, Composição e Análise.

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.