LateralMúsica de câmaraProgramaçãoRio de Janeiro

Quarteto de Cordas da UFF em turnê internacional

Em lançamento da turnê internacional, Quarteto de Cordas da UFF destaca a musicalidade da América Latina.

 

 

O Quarteto de Cordas da UFF apresenta, no dia 1º de setembro (domingo), às 10h30, no Cine Arte UFF, o concerto “Latin America – Musical Fusions”. O programa a ser apresentado é parte da turnê internacional que o Quarteto da UFF fará no mês de setembro tocando concertos e ministrando masterclasses na Inglaterra (Londres e Hull) e na Alemanha (Colônia e Bonn).

A apresentação conta com obras de Blas Rivera e Piazzolla (Argentina), Villa-Lobos e Radamés Gnatalli (Brasil). O grupo apresenta também o programa no dia 3 de setembro, às 12h30, na Academia Brasileira de Letras (ABL), no Centro do Rio.

O Quarteto de Cordas da Universidade Federal Fluminense segue nesta temporada no firme propósito de sensibilizar e divulgar a música composta para esta formação em quatro músicos. O grupo promete levar cultura, alegria e sensibilidade para as pessoas, representando essa parte do nosso continente, o Brasil e levando a beleza cultural da música da América Latina ao velho continente.

O programa começa com a segunda apresentação mundial da obra Suíte dos Monstros do argentino “quase carioca” Blas Rivera. Essa peça foi dedicada ao Quarteto de Cordas da UFF pelo amigo, compositor, saxofonista e pianista argentino Blas Rivera. “Vou escrever essa Suite pra vocês. Só quarteto, sem sax, sem piano“, disse Rivera. Blas já se apresentou com o quarteto várias vezes e, de alguma maneira, quis continuar presente junto ao grupo, como demonstra a reedição de várias de suas obras apenas para quarteto, por exemplo, a que será apresentada no concerto.

A parte central do programa apresenta Villa-Lobos e sua inventividade da juventude no seu Quarteto de Cordas n.1. Gnattali, com seu domínio preciso da forma, representa um conteúdo recheado de gestos musicais da nossa música popular.

Para terminar, Piazzolla, que é considerado o precursor do “Nuevo Tango”. Após estudos nos EUA e na França, O compositor argentino introduziu novos elementos de jazz e música clássica neste estilo musical de sua terra natal. Em 1955, formou o grupo “Octeto Buenos Aires” e compôs, em 1956, o Tango Ballet para esta formação (dois bandoneóns, dois violinos, contrabaixo acústico, piano, cello e guitarra elétrica). A obra adquiriu tanto sucesso que  foi transcrita para Quarteto de Cordas e para orquestra de câmara.

O quarteto é formado por: Tomaz Soares (1º violino) – Ubiratã Rodrigues (2º violino) – Jessé Máximo Pereira (viola – músico convidado) – David Chew (violoncelo).

 

PROGRAMA

Blas Rivera (1965) – Argentina
Suíte dos Monstros” para quarteto de cordas
– Prelúdio I – Ojala que me escuche
– Prelúdio II – Jaque Mate
– Prelúdio III – Canción para conquistar a la Bailarina
– Prelúdio IV – Valsa pro Chico
– Prelúdio V – Valsa para King Kong

Radamés Gnatalli (1906-1988) – Brasil
Quarteto Popular 
– Movido 
– Lento
– Allegro Moderato

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) – Brasil (60 anos de falecimento)
Quarteto de Cordas nº 1
– Cantilena (Andante)
– Brincadeira (Allegretto scherzando)
– Canto lírico (Moderato)
– Cançoneta (Andantino quasi allegretto)
– Melancolia (Lento)

Astor Piazzolla (1921-1992) – Argentina
Tango Ballet, para quarteto de cordas
– Titulos
– La calle
– Encuentro – Olvido
– Cabaret
– Soledad
– La calle

 

 

SERVIÇO

Quarteto de Cordas da UFF – Latin America – Musical Fusions

Dia 1 de setembro, domingo, às 10h30

Cine Arte UFF (Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói – 2629 5030)

Ingressos – R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Classificação etária: Livre

 

 

Dia 3 de setembro. terça-feira, às 12h30

Academia Brasileira de Letras (ABL) (Av. Pres. Wilson, 203 – Centro, Rio de Janeiro – RJ)

Entrada franca

Classificação etária: Livre

 

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.