LateralMúsica sinfônicaProgramaçãoRio Grande do Sul

Banda Sinfônica da Escola de Música da OSPA

Estudantes do Conservatório Pablo Komlós se apresentam dentro do Projeto Bandas de Música 2019.

 

 

A Banda Sinfônica da Escola de Música da OSPA prepara uma apresentação especial dentro da programação da Fundação Nacional de Artes (Funarte), que ocorre em todo o Brasil. O concerto ocorre no dia 05 de setembro, às 20h, na Casa da OSPA. Sob a batuta de Marcelo Jardim, os jovens interpretam peças de Renato Dall Ago (1983-), Gustav Holst (1874-1934) e José Ursicino da Silva (1935-).  Os solos são do trombonista José Mílton Vieira e do trompetista Tiago Linck. A entrada é franca.

 

PROGRAMA 

Renato Dall Ago
Travessia do Rio da Prata

José Ursicino da Silva
Suíte Marajoara
– Carimbó da Ilha do Marajó
– Dobrado
– Festa do Círio de Nazaré – Valsa
– Frevo do Amor

Gustav Holst
Segunda Suíte Militar em Fá  – Op. 28, Nº2.
– March

– Song Without Words “I’II love my love”.
– Song of the Blacksmith.
– Fantasia on the “Dardason.”

José Ursicino da Silva (Maestro Duda)
Suíte Monette.
– Ciranda

– Balada
– Valsa
– Boi Bumbá

 

 

SERVIÇO

 

Concerto da Banda Sinfônica da Escola da OSPA

Dia 05 de setembro, quinta-feira, às 20h

Casa da OSPA – Centro Administrativo Fernando Ferrari (Av. Borges de Medeiros, nº 1501/Centro, Porto Alegre)

 

Entrada franca

Mais informações em www.ospa.org.br.

 

 

Marcelo Jardim (regente – Brasil)

Doutor em Práticas Interpretativas pela Unirio, é professor de Regência de Banda e Prática de Orquestra da Escola de Música da UFRJ. A trajetória como maestro e arranjador inclui participações com Toquinho, Beth Carvalho, Mílton Nascimento e Guilherme Arantes, além estar à frente, como convidado, de orquestras nos Estados Unidos, Colômbia, Argentina e Costa Rica.

Em 2018, atuou como diretor artístico da I Bienal Funarte de Bandas de Música, evento no qual se envolveram as principais representações de bandas do Brasil. Foi o responsável pela criação e organização do curso de regência de banda no Instituto Estadual Carlos Gomes, em Belém, no Pará.

Atuou, ainda, na direção do Festival Música das Américas em todas as suas cinco edições, de 2013 a 2017. Durante seis anos, foi membro do conselho diretor da WASBE (World Association of Symphonic Bands and Ensembles).

 

José Mílton Vieira (trombone – Brasil)

Um dos representantes da nova geração do trombone brasileiro, já se apresentou em várias cidades do Brasil e nos Estados Unidos, França, Suíça, Venezuela, Alemanha e Itália. Foi laureado em diversas competições, destacando-se no prêmio do público do 26° Concorso Internazionale “Città di Porcia (Italia-2015); no Primeiro prêmio da Lewis Van Haney Philharmonic Prize Competition, em Paris, (ITF 2012) e no Primeiro prêmio do Pré – Estréia, Categoria Solista (TV Cultura, SP- 2012).

Além destes, foi premiado pela melhor interpretação na peça comissionada “Is My Shoe Still Blue”, de Christian Muthspiel, da 64ª Internationaler Musikwettbewerb der ARD (Alemanha, 2015). Estudou na Escola de Música de Brasília, na Universidade de Brasília (UnB) e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Em 2012, patrocinado pelo consulado norte-americano no Brasil, especializou-se na Julliard Music School. Desde 2006, é Trombone Solo da Ospa. É, ainda, membro do Quinteto Porto Alegre, professor do Conservatório Pablo Komlós e da plataforma Play With a Pro.

 

Tiago Linck (trompete – Brasil)

Trompete solista da OSPA e professor do Conservatório Pablo Komlós, iniciou na música orientado por seu irmão e posteriormente pelo maestro Sérgio Maslinkiewicz, na Banda Musical do Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos, em Gravataí.

Logo jovem, foi integrado à Escola de Música da OSPA. Estudou trompete com o professor Evandro Matté e especializou-se com Patrick Carceller e Pierre Dutot na França. Com apenas 17 anos, foi aprovado para integrar a Youth Orchestra of The Americas, atuando nas principais salas de concerto da América do Sul.

Faz parte, também, do quadro internacional de artistas que lecionam na plataforma Play With a Pro. Desde 2016, é artista do grupo Buffet Crampon e toca exclusivamente com instrumentos B&S, Besson e Scherzer.

 

Escola de Música da OSPA

Fundada em 1972, a Escola da OSPA, atualmente coordenada por Diego Grendene, cumpre função fundamental para o fomento cultural no Rio Grande do Sul. Promove formação musical gratuita, voltada para músicos de orquestra, oferecendo oportunidade de profissionalização na área.

Grande parte dos instrumentistas que hoje integram a OSPA estudaram na instituição, bem como muitos músicos que atuam em outras orquestras ou nas mais diferentes áreas da música, no Brasil e no exterior. O conservatório conta com grupos orquestrais e com um coral, e mantém projetos como o “Escola da OSPA na Comunidade” e o “Recitais na Biblioteca”.

 

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.