LateralMúsica coralMúsica sinfônicaProgramaçãoSão Paulo

“Dixit Dominus”, de Händel em São Paulo

Le Nuove Musiche convida para a apresentação.

 

Direção Artística de Bruno Costa e Guilherme Rocha. Em setembro, o grupo Le Nuove Musiche convida a Orquestra Arte Barroca, dirigida por Paulo Henes, para realização de dois concertos na performance de uma das peças de maior complexidade técnica e musical do período barroco: Dixit Dominus, escrita pelo jovem George Friederic Händel, que tinha apenas 22 anos quando terminou a composição.

A obra é composta para coro a cinco vozes, solistas, cordas e contínuo e é dividida em 8 movimentos, um para cada versículo do Salmo 110 com adição de um texto para o oitavo movimento – o salmo tem 7 versículos e Händel compôs o movimento que finaliza a obra usando o texto de doxologia* Gloria.

Inspirado pela inventividade e virtuosidade presentes no estilo italiano da época, Händel usa a encomenda dessa peça para mostrar o seu domínio de contraponto e harmonia, criando uma obra que hoje é considerada uma de suas melhores. É nesse momento que a ópera italiana está “viralizando” pela Europa e Händel, ao escrever Dixit Dominus, não fica atrás da ópera no quesito drama. O jovem George usa uma escritura virtuosa tanto para o coro quanto para a orquestra, que dobra as linhas do coro em grande parte da obra, com direito a uma complexa fuga no último movimento.

 

 

SERVIÇO

 

“Dixit Dominus”, de Händel em São Paulo


Dia 19 de setembro, quinta-feira, às 20h

Igreja Presbiteriana Jardim das Oliveiras (Alameda Jaú, 752 – Jardim Paulista,  São Paulo – SP

Regente: Bruno Costa

 

Dia 22 de setembro, domingo, às 15h 

Paróquia São Luís Gonzaga (Av. Paulista 2378, Cerqueira César, São Paulo – SP

Regente: Guilherme Rocha

 

Le Nuove Musiche

É um grupo independente fundado em 2015 pelos regentes Bruno Costa e Guilherme Rocha, e vem se destacando na programação da música clássica em São Paulo. Já se apresentou na Sala do Conservatório da Praça das Artes e em diversas igrejas históricas da capital paulistana.

Já foi conduzido em um programa especial pela maestrina Naomi Munakata, regente honorária do Coro da OSESP, e atual regente titular do Coral Paulistano do Theatro Municipal de São Paulo.

Vencedor do 1º Prêmio de Residência Artística da Casa de Mateus em Vila Real, em seu novo formato de câmara o grupo retorna a Portugal em 2020 para realização de um concerto durante a residência.

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.