LateralMinas GeraisMúsica coralProgramação

Em Louvor à Virgem Maria

Coral Cidade dos Profetas tem novo álbum com canções dedicadas à Virgem Maria.

 

Turnê de lançamento passará por cinco cidades mineiras, com estreia no dia 13 de setembro, em Brumadinho

 

A devoção a Nossa Senhora é responsável por obras-primas da música mundial, como Ave Maria, de Franz Schubert. Em Minas Gerais, que tem um vasto repertório de canções coloniais, peças dedicadas à Virgem Maria deram origem ao terceiro álbum do Coral Cidade dos Profetas. “Em Louvor à Virgem Maria”, regido por Herculano Amâncio, reúne sete canções marianas e será lançando em turnê pelo Estado.

A estreia será no dia 13 de setembro, sexta-feira, em Brumadinho, na Igreja Matriz de São Sebastião, às 20h. A turnê também passará por Mariana, dia 27/09; Belo Horizonte, 27/10; Jeceaba, 16/11 e Congonhas, dia 11/12. A turnê tem o patrocínio da Vale e a gravação e o lançamento do disco são uma realização da Associação Cultural Canto Livre, mantenedora do Coral Cidade dos Profetas.

Nesses 31 anos que estudamos a música colonial mineira, achamos interessante selecionar peças intituladas à Maria. São peças que sempre foram motivos de muita devoção”, explica o maestro que aponta essa mesma devoção como um diferencial do coro. “Cantamos aquilo que foi muito vivido em celebrações. Não é apenas técnico, mas vem carregado de emoção. Cantamos como se estivéssemos dentro de uma cerimônia. A energia é diferente daqueles que cantam só pela escrita, pela técnica, pela beleza da composição. A gente canta por isso e mais o sentimento que emana em uma celebração e isso faz surgir uma energia diferente”, reforça Herculano Amâncio.

O Coral Cidade dos Profetas é um dos principais grupos em atividade a divulgar a música colonial mineira, com mais de 30 anos de fundação. Ao longo desses anos, o coro alcançou um notável nível de excelência, lançando os álbuns “Missa em Fá Maior, de Lobo de Mesquita”, “Mestres do Colonial Mineiro” e o recente “Em louvor à Virgem Maria”.

 

Coral Cidade dos Profetas

 

Patrimônio musical

O terceiro álbum do Coral reforça seu objetivo de disseminar e valorizar o patrimônio artístico e cultural de Minas. O maestro considera a música colonial como o maior patrimônio do Estado, que é responsável pela maioria das composições sacras do país. “Temos a oportunidade de divulgar e mostrar essa riqueza. A partitura está no papel e ficaria eternamente sem vida, sem som. Ela é morta. Então é preciso executá-la, reproduzi-la para que as pessoas possam admirar, conhecer essa beleza e valorizar a cultura e memória do Estado”, explica.

Dentre as sete canções presentes no disco “Em louvor à Virgem Maria”, Herculano Amâncio destaca a peça Maria Mater gratiae (de Marcos Coelho Neto) que abre o CD. “Ela é a cara das cidades mineiras. Quando você ouve essa peça você vê exatamente a forma como os violinos tocam e o coro canta. Se fechar os olhos verá procissões nas ladeiras da cidade. Vai sentir o descompasso entre os carregadores dos andores, aquele balanço em que a imagem parece que vai cair. Essa música traduz muito isso”, diz.

 

Repertório do Disco – “Em Louvor à Virgem Maria”

01 – Maria Mater Gratiae – Marcos Coelho Neto

02 – Stabat Mater – J. J. Lobo de Mesquita

03 – Salve Regina – Lobo de Mesquita

04 – Ave Maria – Lobo de Mesquita

05 – Ofertório de Nossa Senhora da Assunção – Compositor não identificado

06 – Tota Pulchra es Maria – Autor não identificado

07 – Magnificat – Manuel Dias de Oliveira

 

 

PROGRAMA

Anônimo
Invitatório e Responsório I (das Matinas do Natal)

Lobo de Mesquita 
Stabat Mater

Lobo de Mesquita 
Salve  Regina

Lobo de Mesquita
Credo (da Missa em fá maior) 

Marcos Coelho Neto
Maria Mater gratiae

Manoel dias de Oliveira
Kyrie (da Missa de oitavo tom) 

Lobo de Mesquita 
Ave Maria

Lobo de Mesquita 
Padre Nosso

Anônimo
Tota pulchra es Maria 

Manoel dias de Oliveira
Magnificat

 

 

SERVIÇO

 

 

Lançamento do álbum “Em louvor à Virgem Maria”
Coral Cidade dos Profetas

 

Dia 13 de setembro, sexta-feira, às 20h

Igreja Matriz de São Sebastião, em Brumadinho

Dia 27 de setembro, sexta-feira, às 19h30

Santuário de Nossa Senhora do Carmo, em Mariana

 

Dia 27 de outubro, domingo, às 11h

Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte

 

Dia 16 de novembro, sábado, às 20h

Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Jeceaba

 

Dia 11 de dezembro, quarta-feira, às 20h

Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Congonhas

 

 

Coral Cidade dos Profetas

O Coral tem como regente, desde a sua criação, o maestro Herculano Amâncio. Ele conta que tudo começou em Congonhas, em 1978: “Nos preparamos para cantar em uma missa durante a Festa de São José Operário. O objetivo era nos apresentarmos somente na missa, mas depois, por sugestão e motivação das pessoas que assistiram à missa, continuamos com o coro“. E foi assim que um pequeno grupo de pessoas interessadas em aprender música formou um coral polifônico à capela, tendo como principal objetivo aliar arte musical à arte sacra colonial mineira.

O grupo participa, ainda, de eventos de Congonhas e região, como Semana Santa, Festivais de Inverno, Concertos Natalinos, Eventos Civis Comemorativos, Festivais e Encontros de Corais nacionais e internacionais. Em seu currículo também estão diversos concertos, como: “Concerto à Virgem Maria e ao Seu Divino Filho”, “Concertos em Homenagem ao Aleijadinho”, “Concertos da Paixão” e “Concertos Natalinos”.

Mantido pela Associação Cultural Canto Livre, entidade sem fins lucrativos, declarada de utilidade pública pela Lei Municipal 2617/2006, e pela Lei Estadual 19510/2011, oferece gratuitamente, por meio da Associação, formação musical a pessoas em idades que variam dos 12 aos 80 anos, e é reconhecido como uma das mais belas manifestações culturais do interior de Minas.

 

História de valorização

Há três anos a Vale participa da história do Coral Cidade dos Profetas, já tendo incentivado o lançamento do CD Mestres do Colonial Mineiro e a turnê Temporada de Concertos Coloniais. Mais uma vez, a Vale se orgulha de marcar presença nessa que é uma importante manifestação de preservação do Barroco Mineiro. Diversos programas no município de Congonhas e região são apoiados e patrocinados pela empresa, os quais auxiliam na promoção da educação, valorização da cultural local, preservação do meio ambiente, fomento da arte, entre outros.

 

Capa do CD

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.