LateralMPBProgramação

“4 ases e uma dama” tributo a Inezita Barroso

Nesta sexta-feira (11), às 20h, o Teatro Municipal Erotides de Campos, o Teatro do Engenho, recebe o show “4 Ases e Uma Dama“, em tributo à cantora, pesquisadora e folclorista Inezita Barroso.

O espetáculo reúne o cantor Lenine Santos e o Grupo Papo de Anjo, que apresentam canções de quatro compositores que se ligaram indelevelmente ao canto e à sua carreira, amigos e parceiros na pesquisa e valorização da música popular, regional e folclórica. A entrada é gratuita e os ingressos estão disponíveis no www.megabilheteria.com ou pessoalmente, na bilheteria da Casa de Espetáculos.

Ao todo são 17 músicas, assinadas pelo paulista Marcelo Tupinanbá, o gaúcho Barbosa Lessa, o alagoano Heckel Tavares e o paraense Valdemar Henrique. “Das lendas amazônicas de Henrique aos cantos nativistas ou tradicionalistas gaúchos, das obras afro-brasileiras de Tavares às canções urbanas de Marcelo Tupinambá, Inezita define interpretações que serão para sempre um marco na música popular brasileira”, analisa o cantor Lenine Santos.

O programa traz desde canções que se tornaram sua marca registrada, como Negrinho do Pastoreio, Tamba-Tajá, Leilão ou Canção da Guitarra, até outras que hoje estão mais negligenciadas, como é o caso de Rancheira de Carreirinha ou os cocos Benedito Pretinho e Meu Barco é Veleiro, de Heckel Tavares e Joraci Camargo. “Também há canções que entram para ajudar a descrever a época em que a cantora nasceu e viveu, como O Passo do Soldado, de Marcelo Tupinambá e Guilherme de Almeida, e Meu Último Luar, de Waldemar Henrique”, explica Lenine.

Para ele, Piracicaba é a cidade ideal para a estreia do show, por sua ligação com a música e pela recepção sempre calorosa que deu à Inezita Barroso. “O Grupo Papo de Anjo e eu estamos ansiosos para entregar essas canções ao público piracicabano, feitas com muito carinho. Melhor teatro não pode haver que esse bonito Teatro do Engenho, que leva o nome de Erotides de Campos, outro grande compositor brasileiro”, completa Lenine.

O espetáculo é uma realização da Cultura Artística de Piracicaba, com apoio da Prefeitura do Município de Piracicaba, Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo, Teatro Erotides de Campos e Orquestra Sinfônica de Piracicaba. A produção-executiva é de Fátima Carvalheiro.

PROGRAMA

Abertura Instrumental

Marcelo Tupinambá/Aplecina do Carmo
Canção da Guitarra

Marcelo Tupinambá/Guilherme de Almeida
O Passo do Soldado

Valdemar Henrique
Tamba-Tajá 

Valdemar Henrique
Uirapuru 

Marcelo Tupinambá/Mário de Andrade
Canção Marinha

Barbosa Lessa
Rancheira de Carreirinha

Barbosa Lessa
Tiaraju

Heckel Tavares/Luiz Peixoto
Sussuarana

Valdemar Henrique
Meu Último Luar

Barbosa Lessa
O Carreteiro

Barbosa Lessa
Negrinho do Pastoreio 

Heckel Tavares/Joraci Camargo
Leilão 

Heckel Tavares/Joraci Camargo
Guacyra 

Marcelo Tupinambá/João do Sul
O Cigano 

Valdemar Henrique
Boi-Bumbá 

Heckel Tavares/Olegário Mariano
Benedito Pretinho – Meu Barco É Veleiro – Vadeia Cabocolinho

 

SERVIÇO

 

“4 Azes e Uma Dama” – tributo a Inezita Barroso

Dia 11 de outubro, sexta-feira, às 20h 

Teatro Municipal Erotides de Campos (Av. Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central – Piracicaba – SP)

Entrada gratuita. Ingressos: www.megabilheteria.com ou pessoalmente, na bilheteria da Casa de Espetáculos

Informações: (19) 3413-8526. 

 

 

Inezita Barroso

Ultrapassou a marca de 60 anos de carreira e de 80 discos gravados, sempre trazendo clássicos da música popular brasileira e caipira e comandou por mais de 30 anos o programa “Viola, minha viola”, na TV Cultura. Grande pesquisadora da cultura popular e do folclore nacional, aprendeu a lapidar diamantes brutos, recolhidos da lavra popular e entregá-los ao público com arranjos requintados, ora orquestrais e grandiloquentes, ora intimistas e simples, mas sempre adequados à sua voz marcante e personalíssima. Faleceu em 8 de março de 2015, cinco dias após seu aniversário de 90 anos, em São Paulo.

Lenine Santos

Cantor, professor, pesquisador e doutor em música pela Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), o brasiliense Lenine Santos é considerado um dos melhores intérpretes da música brasileira. Além do repertório operístico tradicional, possui discografia inteiramente dedicada ao repertório brasileiro, como ainda interpretações dos clássicos do cancioneiro regional. Tem lecionado também como docente convidado em importantes festivais nacionais e internacionais de música.

Papo de Anjo

Criado em 1998, o grupo Papo de Anjo desenvolve um trabalho com choros autorais e de compositores paulistas, além de ter se debruçado sobre o repertório do compositor Ernesto Nazareth. É composto por Edmílson Capelupi, responsável pelos arranjos feitos especialmente para o espetáculo e uma das principais referências em violão de sete cordas, Lula Gama no violão de 6 cordas, Maik Oliveira no cavaquinho, Daniel Allain na flauta e no sax tenor, Jotagê Alves no clarinete e Pedro Pita na percussão.

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.