ConcursoLateralNotíciaParaná

Vencedores do 12º Edna, o concurso de piano de Curitiba

Quem conquistou o prêmio principal do 12º Edna, o concurso que fez de Curitiba a capital brasileira do piano de 11 a 15 de setembro de 2019, foi o pianista paulistano Carlos Vogt, com 22 anos de idade. Ele ficou em primeiro lugar no 4º Turno, para o qual se inscreveram 32 candidatos de 19 a 27 anos de idade, que tinham até 30 minutos para executar quatro peças, sendo que uma deveria ser de compositor brasileiro.

Carlos Vogt escolheu a Toccata, de Cláudio Santoro, o músico homenageado desta edição, para encerrar a sua audição, que também teve Bach (Prelúdio e Fuga nº 5, em Ré maior), Beethoven (Sonata nº 21 em Dó maior “Waldstein” – 1º mov.) e Lizt (Valsa Mephisto N.1, S.514). O prêmio principal do 12º Concurso de Piano Professora Edna Bassetti Habith foi de R$ 7,5 mil.

Em segundo lugar, ficou o carioca Ciro Magnani, 27 anos, e, em terceiro, Ariã Yamanaka, de São Caetano do Sul (SP) – com prêmios, respectivamente, de R$ 4,5 mil e R$ 3 mil. Ao todo, estiveram em Curitiba, para as audições do 12º Edna, 69 músicos, que foram avaliados pela trinca composta pelos músicos Danieli Longo, José Luiz Juri e Luiz Senise. Eles passaram cerca de 36 horas, ao longo de quatro dias, reparando nas qualidades dos pianistas que se inscreveram na competição.

Produzido pela Unicultura, o 12ª Edna foi realizado, das audições aos recitais com Gabriel Oliveira e Eudóxia de Barros, no Espaço Cultural Capela Santa Maria. “É preciso agradecer a todos os participantes, que fazem deste concurso, ano após ano, um dos mais relevantes do Brasil. Temos que por a arte, a arte e a música, de volta no cotidiano do país”, festejou Ricardo Trento, diretor da Unicultura, na entrega do prêmio principal.

No encerramento, foi feita homenagem à ex-diretora artística do concurso, Leilah Paiva, falecida neste ano. Daniela Tsi Gerber e Beatriz Helena Fortunato responderam pela coordenação artística na ausência dela. À frente da produção, Vicky Veiga e os profissionais da Unicultura. Todos os espetáculos e as audições tiveram entrada gratuita. Conheça os vencedores das demais categorias.


24 concorrentes

O 3º Turno, cujos prêmios eram de R$ 4,5 mil, R$ 2,7 mil e R$ 1,5 mil, atraiu 24 pianistas com idades entre 15 e 18 anos. Com um repertório que incluía Bach (Sinfonia 14, BMW 800), Beethoven (Sonata Op. 10 nº 2 – 3º mov.), Rachmaninoff (Prelúdio Op. 32 nº 1, 5 e 10) e Villa-Lobos (Festa no Sertão), quem venceu a categoria foi o jovem Jordan Alexander Gomes Pereira, 17, natural de Ipatinga (MG).

Em segundo lugar ficou Tiago Tavares Dias Perissinotto, 17, também mineiro, só que de Juiz de Fora, que preferiu Mozart e Prokofiev a Beethoven e Rachmaninoff. Também optando por Villa-Lobos na composição brasileira, o paulistano Klinger Tavares, 18, ficou em terceiro lugar nesta categoria do 12º Edna.


11 a 14 anos

Na categoria que abrange os pianistas de 11 a 14 anos de idade, com doze competidores, venceu Nicholas Mamédio Diniz. Nascido na capital de São Paulo, aos 11 ele executou Bach, Haydn e Mompou, deixando Samba Lelê, de Villa-Lobos, para a escolha de repertório nacional. A vitória rendeu a ele um prêmio de R$ 2 mil.

Em seguida na classificação ficou a chilena Barbara Dejong, 13 anos, que veio de Santiago para Curitiba fazer a prova e conquistou R$ 1,2 mil pela segunda colocação. Diniz, ela e o terceiro lugar, o piracicabano Alex Kawashita Vicente de Azevedo, 11, tiveram 15 minutos para executar. O prêmio de Azevedo foi de R$ 800.


Mais novos

Quem venceu o 1º Turno, que compreende os candidatos com idade entre 7 e 10 anos de idade, foi o paulistano Gabriel de Faria Beck. Em segundo e terceiro lugar, respectivamente, ficaram o curitibano Inácio Wildt e Jonathan Marim Fernandes natural de Caieiras, na Grande São Paulo.

Com 9 anos de idade, Beck executou diante do júri peças de Bach, Mozart, Chopin e as peças infantis de Cláudio Santoro, para a opção de compositor brasileiro. Wildt tem 7 e Fernandes, 10 anos de idade. As apresentações tinham no máximo 10 minutos. Os prêmios foram, em ordem decrescente, de R$ 1 mil, R$ 700 e R$ 500. Havia seis inscritos nesta categoria.


Organização

A 12ª edição do Concurso de Piano Professora Edna Bassetti Habith é um projeto realizado graças ao programa de apoio e incentivo à cultura da Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba. É organizado pela Unicultura (Universidade Livre da Cultura) e Trento Edições Culturais, com patrocínio das empresas Celepar e Rodoparaná e apoio do Icac (Instituto Curitiba  de Arte e Cultura).

Faça seu comentário
Antônio Rodrigues
Apaixonado por música coral, é um dos fundadores e mantenedor do movimento.com.