LateralMusicalProgramaçãoSão Paulo

“Além do Ar” – um musical inspirado em Santos Dumont

Após três anos da estreia do musical “Uma Luz Cor de Luar”, a Fundação Lia Maria Aguiar, homenageada com a medalha Arthur Azevedo do Prêmio Bibi Ferreira, em 2016, anuncia seu novo espetáculo, “Além do Ar – Um musical inspirado em Santos Dumont”, que faz sua estreia dia 22 de novembro, no Auditório Cláudio Santoro, em Campos do Jordão, interior de São Paulo.

A produção leva ao palco a trajetória e as obras do herói brasileiro, considerado pai da Aviação, contada através do texto original escrito por Fernanda Maia e colaboração de Thiago Gimenes e Viviane Santos. Com direção de Thiago Gimenes e Keila Fuke, a direção musical é de Thiago Gimenes, letras de Thiago Gimenes e Fernanda Maia, músicas de Thiago Gimenes e coreografias e direção de movimento de Keila Fuke.

No elenco, estão 43 crianças e jovens da Fundação, do Núcleo de Teatro Musical, entre elas Francisco Arruda e Raí Palma, que dividem o papel protagonista ao lado de Cássio Scapin e André Torquato, retratando quatro diferentes fases do inventor, além de seis atores convidados: Mira Haar, Felipe Carvalhido, Pedro Arrais, Dante Paccola, Thiago Claro França e Giselle Tigre.

 

O musical

Quantos mistérios podem rondar a mente criativa de uma pessoa? Qual é o limite de uma imaginação fértil, capaz de plantar a semente de um sonho e realizá-lo? É em torno de todas essas questões que a Fundação Lia Maria Aguiar embarca em balões e dirigíveis rumo ao universo de Santos Dumont, considerado um Herói brasileiro e o grande pai da Aviação, e retorna ao mercado de teatro musical após três anos com o original “Além do Ar – Um musical inspirado em Santos Dumont”, com estreia marcada para 22 de novembro no Auditório Cláudio Santoro, localizado em Campos do Jordão, interior de São Paulo, onde é sediada a instituição responsável pela produção.

Muito se sabe sobre as grandes conquistas do aeronauta mineiro, aquele que inventou a melhor forma de encurtar distâncias, desafiar a gravidade, e se descobrir capaz de fazer qualquer coisa, conceito este que é muito valorizado pela instituição fundada há mais de dez anos por Dona Lia Maria Aguiar (81), onde crianças e jovens de baixa renda têm a oportunidade de se despertarem para a arte e também serem descobertos e transformados por ela.

Onde valores são mostrados e resgatados no dia a dia através de aulas de canto, dança, música, circo e interpretação, pilares que sustentam o Núcleo de Teatro Musical, vencedor da medalha Arthur Azevedo do Prêmio Bibi Ferreira em 2016, atualmente coordenado por Viviane Santos, e capaz de levar ao palco a impactante e reflexiva história de Santos Dumont, com critérios e referências de qualidade e profissionais de alto padrão.

Acreditamos que trazer histórias cheias de magia e emoção é uma maneira de abordar assuntos importantes para a sociedade de uma forma lúdica, inspirando a reflexão ao mesmo tempo em que surpreendemos o público com a qualidade artística dos nossos alunos. E, através desse pensamento, o Núcleo de Teatro ganhou forma e alcançou o prestígio atual, indo além do comprometimento com a técnica e se preocupando com a formação cidadã dos alunos”, considera Luiz Goshima, Diretor da Fundação Lia Maria Aguiar.

Encabeçando o corpo docente do Núcleo estão Thiago Gimenes, responsável pela direção musical e Keila Fuke, responsável pela dança. A dupla, que além de trabalhar diariamente na Fundação ministrando aulas e levando os mais variados conceitos para os alunos, esteve junta nas duas primeiras produções musicais, “A Princesinha” e “Uma Luz Cor de Luar” – que chegaram a cumprir temporadas em São Paulo após estrear em Campos do Jordão -, mergulha agora nos feitos do homenageado através de suas memórias, conquistas e derrotas, onde os altos e baixos da vida do criador do famoso 14-bis, que ditou moda e lançou tendências entre os séculos XIX e XX, ganham contornos lúdicos nas mãos de seus intérpretes e criativos.

Gimenes e Keila se dividem na direção do espetáculo, mas assumem também outras funções, sendo ele o diretor musical e autor das músicas, além de ser responsável também pelas letras, tendo nelas a parceria de Fernanda Maia, que faz sua estreia no time da Fundação e assina também o texto, que conta com a colaboração de Gimenes e da coordenadora Viviane. Já Keila está à frente da coreografia e direção de movimento, e buscou as melhores referências temáticas e regionais para ritmar o elenco, que conta com 51 nomes.

O Núcleo de Teatro procura criar os espetáculos com enredos que além de encantar, inspirem o público. A Fundação embarcou na trajetória de Santos Dumont para valorizar o importante personagem brasileiro, mas principalmente para enfatizar a criatividade do inventor e mostrar de uma maneira emocionante, como é possível transformar a realidade acreditando em um sonho e usando a determinação para realizá-lo”, explica Goshima.

Para defender o papel protagonista foram escolhidos quatro atores, com diferentes idades, que contracenam com o tempo passado, presente e futuro de forma pontual e não cronológica, onde a trama caminha como se saída de dentro da mente de Dumont, simbolizando quatro fases importantes do inventor de bom coração, que tornou público seus direitos de patente, a fim de encorajar a aviação e todo sonhador.

O ator Cássio Scapin se reencontra com o famoso modelo de chapéu de aba abaixada, usado há 15 anos quando deu vida ao personagem pela primeira vez em uma série de televisão, e assume a fase adulta, identificada como ‘Ressignificação’, marcada pelos questionamentos sobre sua criação frente a situação política da época. O ator André Torquato representa uma fase antes, a da ‘Realização’, no auge dos seus 20 e poucos anos, enquanto as crianças Raí Palma e Francisco Arruda, alunos da Fundação Lia Maria Aguiar, retratam a infância nas fases ‘Experimentação’ e ‘Descoberta’, respectivamente, guiadas pelo espírito sonhador, corajoso e confiante daquele que, de alguma forma, se esqueceu de mantê-lo vivo ao fim da vida.

O elenco ainda conta com outros seis atores convidados, Mira Haar, que viverá a cuidadora do aviador, Felipe Carvalhido, Pedro Arrais, Dante Paccola, Thiago Claro França e a atriz Giselle Tigre, que, conhecidos de outros musicais em São Paulo, reforçam a proposta do projeto, de reunir artistas talentosos, prontos para trocarem vivências e experiências profissionais com os 43 talentos da Fundação, com idade entre 06 e 21 anos, e selecionados para o elenco em processo criterioso de audição.

Embelezando ainda mais toda a encenação da vida e morte do gênio por trás das asas e hélices que mudaram a história do mundo, a equipe criativa do espetáculo, que tem a assistência de direção de Viviane Santos e a produção de Leonardo Faé, traz profissionais renomados como Fábio Namatame, responsável pelos mais de 250 elegantes figurinos de época, e os irmãos Chris e Nílton Aizner, responsáveis pela leveza da cenografia que se conecta às criações do engenheiro de Pipas e protótipos Ken Yamazato. O desenho de som fica a cargo de Tocko Michelazzo, a iluminação de Rodrigo Alves (Salsicha) e o visagismo de Claudinei Hidalgo.

 

Sinopse

‘Além do Ar’ é um musical livremente inspirado na vida de Santos Dumont, não somente o inventor ousado e determinado, mas também o homem que teve dúvidas a respeito de suas invenções. Alberto, precocemente diagnosticado com esclerose múltipla, revisita sua história, através de lembranças não lineares que se misturam na sua cabeça trazendo momentos alegres e difíceis, povoados pela presença de pessoas queridas como sua irmã Virgínia, que o ensinou a ler, e a grande amiga Yolanda Penteado.

Além do Ar é uma viagem na mente um homem sem medo, que resgata dentro de si o menino sonhador que ama descobrir o mundo e suas possibilidades, lembrando-se da infância na fazenda de seu pai, seu grande ídolo e incentivador. O espetáculo também retrata o inventor na força de sua juventude, no auge da sua potência e inventividade, criador de seus dirigíveis e do aparelho voador mais pesado que o ar e que se tornou o rosto do século XX em Paris.

 

FICHA TÉCNICA

Realização – Fundação Lia Maria Aguiar
Texto – Fernanda Maia – com Colaboração de Thiago Gimenes e Viviane Santos
Letras – Thiago Gimenes e Fernanda Maia
Músicas – Thiago Gimenes
Direção – Thiago Gimenes e Keila Fuke
Direção Musical – Thiago Gimenes
Coreografias e Direção de Movimento – Keila Fuke
Coreografias Sapateado – Alessandra Dimitriou
Assistente Direção – Viviane Santos
Figurinos – Fábio Namatame
Sound Designer – Tocko Michelazzo
Cenografia – Chris Aizner e Nílton Aizner
Engenheiro de Pipas e Protótipos – Ken Yamazato
Iluminação – Rodrigo Alves (Salsicha)
Visagismo – Claudinei Hidalgo
Produção – Leonardo Faé
Assessoria Imprensa – Grazy Pisacane | GPress Comunicação

 

SERVIÇO

 

“Além do Ar” – um musical inspirado em Santos Dumont

De 22 de novembro a 01 de dezembro sábados e domingos, às 20h

Auditório Cláudio Santoro (Av. Dr. Luís Arrobas Martins – Campos do Jordão – SP)

Valor: R$10 (inteira) | R$5 (meia-entrada)

Vendas: flma.org.br/evento/alem_do_ar ou na Sede da Fundação Lia Maria Aguiar localizada na Av. Dr. Victor Godinho, 455 Campos do Jordão – SP

 

 

Foto: Cláudio di Souza

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.