LateralMúsica sinfônicaProgramaçãoRio de Janeiro

OPES inicia as comemorações aos 250 anos de Beethoven 

Com regência do maestro Isaac Karabtchevsky, concerto no Theatro Municipal do Rio de Janeiro encerra a série Portinari no dia 16 de novembro.

2020 vai trazer o marco de 250 anos do grande compositor alemão Ludwig van Beethoven. Iniciando as homenagens, a Orquestra Petrobras Sinfônica interpretará no encerramento da série Portinari 2019 a obra Concerto para piano nº 5, em Mi bemol maior, Op.73 “Imperador”, o último que Beethoven escreveu para piano e representou o ápice de seu desenvolvimento nesse gênero, influenciando profundamente os compositores que lhe sucederam.

Com regência de Isaac Karabtchevsky, diretor artístico e regente titular do conjunto, o concerto vai contar com o renomado pianista Ricardo Castro. A apresentação acontecerá no dia 16 de novembro, sábado, às 16 horas, no Theatro Municipal.

Beethoven apontou o caminho para o estilo de concerto de piano sinfônico, estabelecido mais tarde por Johannes Brahms, e será dele a outra obra do programa que será interpretada pela Petrobras Sinfônica. Sinfonia nº 2, em Ré maior, Op.73 começou a ser escrita em 1877 e tem um humor alegre e quase pastoral, que a leva a ser comparada com a Sexta Sinfonia de Beethoven, a Pastoral.

 

PROGRAMA

Ludwig Van Beethoven
Concerto para piano nº 5, em Mi bemol maior, Op.73 “Imperador”

Johannes Brahms
Sinfonia nº 2, em Ré maior, Op.73

 


SERVIÇO

 

OPES inicia as comemorações aos 250 anos de Beethoven

Dia 16 de novembro, sábado, às 16h

Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Praça Floriano, S/N – Centro – Rio –  2332 9191)

Ingressos: 

Frisa /Camarote: R$ 586,50
Plateia / Balcão Nobre: R$  98,00
Balcão Superior / Balcão Superior Lateral: R$ 58,65
Galeria Central / Galeria Lateral: R$ 19,55
Capacidade: 2.252 lugares   

http://ingressorapido.com.br        

Classificação: livre

 

*A força de trabalho Petrobras têm 50% de desconto no valor do ingresso mediante a apresentação de crachá no ato da compra na bilheteria (Limitado a 2 ingressos por funcionário).

 

 

 

Ricardo Castropiano

Ricardo Castro, maestro e pianista brasileiro, fundou o Programa NEOJIBÁ (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), que tem como principal grupo a Orquestra Juvenil da Bahia.  Radicado na Suíça, já foi convidado para concertos no exterior com orquestras como BBC Philharmonic de Londres, English Chamber, Academy of St. Martin in the Fields, City of Birmingham Symphony, Tokyo Philharmonic, Orchestre de la Suisse Romande e Mozarteum de Salzburg.

Entre os regentes com quem já colaborou pelo mundo estão Sir Simon Rattle, Yakov Kreizberg, John Neschling, Kazimierz Kord, Gilbert Varga, Alexander Lazarev e Michioshi Inoue. Suas apresentações e gravações são aclamadas pela crítica internacional.

 

Orquestra Petrobras Sinfônica

Aos 47 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, conta com uma formação de mais de 80 instrumentistas e tem como Diretor Artístico e Regente Titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional.

Modelo de gestão: A Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro, entidade que administra a orquestra, possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.

Sobre a PETROBRAS: A Petrobras completa 33 anos de patrocínio da Orquestra Petrobras Sinfônica em 2019. Uma parceria essencial para mantê-la entre os principais conjuntos da América Latina, sempre desenvolvendo um importante trabalho de democratização da música clássica e de renovação do público do gênero.

Outros apoios e patrocínios: A Petrobras Sinfônica conta ainda com os apoios culturais de: UCI, Consulado da Argentina, Windsor Hotéis, Rádio JBFM e JLT Brasil.

 

Faça seu comentário
movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.