Uma inverdade histórica na música brasileira

Escrito por em 25 maio 2011 nas áreas Artigo, Ópera

Quase todos, se não todos, os escritos biográficos sobre CARLOS GOMES (1836/1896) vêm afirmando que o compositor foi para a Europa estudar, PORQUE O IMPERADOR D. PEDRO II LHE CONCEDEU UMA BOLSA DE ESTUDOS OU PAGOU TUDO DE SEU BOLSO e coisas semelhantes. Isso não é verdade e diminui os méritos de nosso grande compositor. CG foi para a Europa, mais  precisamente para Milão, capital da música daqueles tempos na Europa, por méritos e conquistas próprias, como se explicará.

Lucia de Lammermoor: 14 e 15.05 no TMRJ

Escrito por em 16 maio 2011 nas áreas Crítica, Ópera

p>A situação de crise e polêmica criada nestes últimos dias no ambiente musical do Rio de Janeiro, provocada pela saída do diretor artístico do TMRJ Roberto Minczuk, pelas sérias divergências com  instrumentistas da OSB e por muitas outras querelas, com demissões e requisição de exames de suficiência daqueles musicistas, é marcada por um estado de ânimo nada positivo, que se refletiu nas duas récitas iniciais da ópera LUCIA DI LAMMERMOOR, de Donizetti, encenadas a 14 e 15 de maio corrente no TMRJ.

Berlioz – gênio da invenção e da inovação

Escrito por em 13 maio 2011 nas áreas Artigo

Nas artes e nas ciências (e em tudo na vida) ocorrem  referências elogiosas a quem não as merece tanto, classificações e escalas deformadas e deformantes, esquecimentos, exageros, omissões.