Wellen Barros

Wellen Barros

Wellen Barros – Cantora Lírica integrante dos corpos artísticos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Concluiu Bacharelado em Música pelo Conservatório de Música de Niterói. Formada em História da Dança pela UNIDANÇA. Atua como preparadora vocal para atores na Companhia de Teatro Recontando Conto. Possui especialização em Shakespeare tendo como Mestra Bárbara Heliodora. Atualmente desenvolve pesquisa sobre Verdi e sua dramaticidade teatral. Autora da Biografia da primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro – Cecília Kerche para o Figuras da Dança da São Paulo Companhia de Dança.
Balé/DançaCríticaFestivalLateralSanta Catarina

Bela noite de gala

Festival de Dança de Joinville tem noite especial em 24 de julho, com artistas convidados. Cheap   24 de julho foi uma data especial para o Festival de Dança de Joinville: nela ocorreu a Noite de Gala, evento que tem a participação de artistas convidados. Este ano, o Festival –...
Balé/DançaEntrevistaLateral

Bailarina e curadora

Movimento.com entrevista a bailarina Ana Botafogo, direto do Festival de Dança de Joinville. Cialis Black order Pills   O Festival de Dança de Joinville buy amoxil tem, em sua curadoria artística, especialistas em dança do naipe de Mônica Mion, Thereza Rocha e a carioca Ana Botafogo Purchase , ex-primeira bailarina...
Balé/DançaCríticaLateralSanta Catarina

Dança e reflexão

Espetáculo de Deborah Colker é apresentado na noite de abertura do 35o Festival de Dança de Joinville. online   Uma profunda reflexão sobre o humano e sua relação com a natureza norteiam a proposta acertada da renomada coreógrafa Deborah Colker em seu espetáculo Cão sem plumas apcalis tablets price ,...
Balé/DançaCríticaLateralRio de Janeiro

BalA� “Sheherazade” no Municipal do RJ

Considerado o balA� dos balA�s, http://www.whoma.es/what-is-the-street-price-for-risperdal/ Sheherazade retorna ao Theatro Municipal carioca. Um poema sinfA?nico, com a grandiosa e envolvente mA?sica de NikolA?i AndrA?ievitch Rimski-KA?rsakov (1844-1908),A�inspirado na histA?ria do sultA?o que apA?s ter sido traA�do por uma mulher, adquire o hA?bito de se vingarA�de todas as mulheres com quem se...
BibliotecaLateral

Artistas inesquecíveis – soprano Áurea Gomes

Áurea Gomes é considerada uma das principais sopranos "verdianas" de sua época. Áurea Gomes em "Cavalleria Rusticana" Nascida na cidade de Niterói, Rio de Janeiro, é filha única de uma família de classe média alta, Áurea Gomes foi educada com toda formação exigente de uma família tradicional. Aos 14 anos...
Balé/DançaCríticaLateralRio de Janeiro

Revisitando Villa-Lobos

Trilogia AmazA?nica A� uma oportunidade inigualA?vel para o pA?blico do TMRJ. Depois do sucesso da temporada de balA� de repertA?rio a�� O Lago dos Cisnes tradicional em uma companhia clA?ssica como a do Theatro Municipal do Rio de Janeiro - o pA?blico A� agraciado com uma brasilidade totalmente surpreendente e...
ArtigoBalé/DançaCrítica

BalA� do TMRJ comemora 80 anos

Purchase l tryptophan cvs Um dos balA�s mais tradicionais estA? de volta ao TMRJ: O Lago dos Cisnes. Inspirado, em sua gA?nese,A�nos irmA?os Grimm e seu conto O Trovador e no conto do alemA?o J. K. August MusaA?s, O VA�u Roubado, Tchaikovsky compA?s seu balA� que veio ficar para sempre...
ArtigoLateral

A divindade na mA?sica de Verdi

  O gA?nio da mA?sica encontrava-se diante do grande mistA�rio da vida: a morte.   Uma mA?sica que culmina com a maturidade do compositor: a morte de seu A�dolo Alessandro Francesco Tommaso Manzoni, escritor e poeta a quem Giuseppe Verdi tanto admirava, influenciou a obra e deixou o compositor muito...
ArtigoBalé/DançaLateral

Uma despedida de Rainha

A CecA�lia Kerche, o agradecimento e admiraA�A?o por toda emoA�A?o e verdade que nos proporcionou nos trina anos de carreira. O BalA�A�do Theatro Municipal do Rio de Janeiro iniciou sua temporada de 2016 com um sentimento de admiraA�A?o e despedida. Trata-se da despedida de uma das principais bailarinas da casa...
ArtigoLateral

Para sempre Marília Pera

Nossa Diva Marília atuava em seu último ato.   Sábado, 5 de dezembro de 2015, começo da tarde - Sala Marília Pera. Plateia repleta de amigos e colegas tentando compreender o que de real estava acontecendo: não era possível acreditar que a mestra de todos nós, não iria mais atuar......