Crítica

CantoCríticaLateralSão Paulo

A voz e o carisma de uma grande artista

Soprano Anna Netrebko exibe técnica e magnetismo em apresentação única em São Paulo.   Segunda-feira, 6 de agosto. Friozinho previsto de 13° na noite paulistana. Cheguei à Sala São Paulo faltando 40 minutos para o começo daquele que se apresentava como um dos grandes eventos musicais do ano em terras...
CríticaLateralÓperaRio de Janeiro

Leveza e sensibilidade

Em produção modesta, mas bem cuidada, ópera de Mozart passa bem pela Cidade das Artes Rafael Siano e Vittório Gava Wolfgang Amadeus Mozart contava apenas 12 anos de vida quando compôs, em 1768, Bastien und Bastienne, sua terceira ópera, a segunda no estilo Singspiel (que mescla trechos falados às passagens...
CríticaLateralÓpera

Raridade barroca

Ópera de Händel com vozes desiguais foi apresentada no Theatro São Pedro.   Uma feiticeira é conhecida por encantar jovens guerreiros com suas artes mágicas, tornando-os seus amantes. Conforme enjoa de cada um deles, transforma-os em feras e os substitui pelo próximo que desperta seu desejo. Falando assim, parece até...
CríticaLateralÓperaSão Paulo

Valsas, frivolidades e reflexões

Municipal de SP leva à cena sofisticada montagem de O Cavaleiro da Rosa, de Strauss.   Era como “moderno” que Richard Georg Strauss (1864-1949) era conhecido em sua época. Não era para menos: no campo lírico, seus maiores êxitos eram Salomé (1905), sua terceira ópera, considerada por muitos a primeira...
CríticaLateralÓperaSão Paulo

O lado branco da Força

Soprano Marilia Vargas reina como a feiticeira-título da ópera Alcina, de Händel, em montagem sci-fi do Theatro São Pedro.   No início do século 18, a ópera italiana dominava o mundo feito uma Hollywood barroca e os cantores da Bota eram como astros e estrelas de cinema. Mesmo na já...
CríticaLateralÓperaRio de Janeiro

Simples e de coração

Baixo-barítono Licio Bruno dirige e protagoniza divertidíssima remontagem capixaba de O Caixeiro da Taverna, ópera de Guilherme Bernstein.   Considerado um dos maiores dramaturgos brasileiros, o carioca Luís Carlos Martins Pena (1815-1848) é uma referência nacional quando se trata de comédias de costumes – aquele tipo de peça que faz...
CríticaLateralÓperaSão Paulo

Entre altos e baixos (com trocadilho)

Montagem do Municipal de São Paulo para ópera de Strauss tem desempenho musical irregular.   Uma mulher madura, a Marechala Marie Theres', tem como amante o jovem Conde Octavian Rofrano, e, aproveitando-se que seu marido foi caçar bem longe de casa, passa a noite com ele. Quando a cortina se...
CríticaLateralMúsica coralRio de Janeiro

“Soli Deo Gloria”

Bachakademie Stuttgart interpretou com excelência obras sacras de J. S. Bach no Rio de Janeiro.   Tudo em volta é só tristeza. Nas ruas da Cidade Maravilhosa, imperam a desordem e o descaso. Faltam combustível, vergonha na cara e até a chicória de d. Joana. No interior do templo da...
CantoCríticaLateralRio de Janeiro

Sarrafo elevado

Com talento e repertório ousado, soprano Tati Helene encanta a Sala Cecília Meireles.   Nas competições esportivas de salto com vara, os atletas precisam utilizar as varas para saltar sobre o sarrafo sem derrubá-lo. O sarrafo é colocado em uma altura predeterminada pelos juízes, de acordo com as regras e...
CríticaLateralÓperaSão Paulo

Delicioso matrimônio

Entre vozes boas e razoáveis, ópera-bufa de Cimarosa ganha encenação impecável no Theatro São Pedro/SP.   Geronimo é um rico comerciante, pai de duas filhas, que consegue um marido nobre, o Conde Robinson, para a sua primogênita, Elisetta. O Conde, porém, quando vai à casa do seu futuro sogro para...
CríticaLateralMinas GeraisMúsica sinfônica

Jovem francês aborda um Elgar sensível com a Filarmônica de MG

Obra célebre integra repertório do concerto de Victor Julien-Laferrière com a orquestra mineira.   É uma limitação ir a um concerto com uma ideia preconcebida de uma determinada obra. Mas existem determinadas composições que nos exigem uma “reprogramação estética” mais apurada. É o caso do Concerto para violoncelo, Op. 85, em...
CríticaLateralÓperaRio de Janeiro

Um Baile sem rei, nem rainha

Péssimo tenor e encenação cansativa visualmente marcam produção de ópera de Verdi no Rio de Janeiro. Solistas brasileiros se destacam.   Un Ballo in Maschera (Um Baile de Máscaras), ópera em três atos e seis cenas de Giuseppe Verdi sobre libreto de Antonio Somma, com base em outro libreto de...
CríticaLateral

Beleza, eficiência e musicalidade

Produção de La Traviata triunfa em Belo Horizonte com vozes equilibradas e encenação de encher os olhos. Violetta Valéry é uma cortesã parisiense. O jovem Alfredo Germont por ela se apaixona e lhe declara o seu amor. Violetta se esquiva inicialmente, não acreditando que um homem pudesse amar verdadeiramente uma mulher...
1 2 3 4 5 31
Página 3 de 31